Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 29

Será que alguém pode fazer boas obras no sábado?

Será que alguém pode fazer boas obras no sábado?

JOÃO 5:1-16

  • JESUS PREGA NA JUDEIA

  • ELE CURA UM HOMEM DOENTE NUM RESERVATÓRIO DE ÁGUA

Jesus conseguiu fazer muitas coisas durante seu grande ministério na Galileia. Mas ele não pensa apenas na Galileia quando diz: “Tenho de declarar as boas novas do Reino de Deus também a outras cidades.” Então ele vai ‘pregar nas sinagogas da Judeia’. (Lucas 4:43, 44) Isso faz sentido, pois já é primavera e a festividade em Jerusalém está se aproximando.

Em comparação com o que lemos sobre o ministério de Jesus na Galileia, temos poucas informações nos Evangelhos sobre sua atividade na Judeia. Apesar de as pessoas em geral serem apáticas na Judeia, isso não impede Jesus de sempre estar ativo na pregação e fazer boas obras onde quer que esteja.

Em breve, Jesus irá à principal cidade da Judeia, Jerusalém, para a Páscoa de 31 EC. Perto do Portão das Ovelhas, onde há muito movimento, fica um reservatório de água com um pórtico em volta, chamado Betezata. Muitos doentes, cegos e mancos vão até esse reservatório. Por quê? Porque se acredita que as pessoas podem ser curadas por entrar no reservatório quando as águas estão agitadas.

É um sábado, e Jesus vê no reservatório um homem que está doente há 38 anos. Jesus lhe pergunta: “Você quer ficar bom?” E o homem responde: “Senhor, não tenho ninguém para me colocar no reservatório quando a água fica agitada; mas, quando eu estou indo, outro desce na minha frente.” — João 5:6, 7.

Jesus diz algo que com certeza deixa surpresos o homem e qualquer um que está por perto: “Levante-se! Pegue a sua esteira e ande.” (João 5:8) E o homem é curado imediatamente, pega sua esteira e começa a andar.

Em vez de se alegrarem com esse maravilhoso acontecimento, quando os judeus veem o homem, dizem com desaprovação: “Hoje é sábado; não é permitido que você carregue a esteira.” E ele responde: “O mesmo homem que me curou disse: ‘Pegue a sua esteira e ande.’” (João 5:10, 11) Esses judeus criticam alguém que está curando as pessoas no sábado.

“Quem é o homem que lhe disse: ‘Pegue-a e ande’?”, querem saber. Por que lhe perguntam isso? Porque Jesus ‘desapareceu no meio da multidão’, e o homem que foi curado não sabe quem ele é. (João 5:12, 13) Mas esse homem vai ver Jesus de novo. Mais tarde, no templo, ele encontra Jesus e descobre que foi ele que o curou no reservatório.

Esse homem vê os judeus que tinham lhe perguntado como ele havia sido curado. Ele lhes diz que foi Jesus. Assim, os judeus vão até Jesus. Será que querem saber como ele consegue fazer essas coisas maravilhosas? Pelo contrário! Vão criticar Jesus por ter feito boas obras no sábado e começam a persegui-lo.