Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 89

Jesus ensina a caminho da Judeia

Jesus ensina a caminho da Judeia

LUCAS 17:1-10 JOÃO 11:1-16

  • É GRAVE FAZER OUTROS TROPEÇAR

  • LIÇÃO SOBRE PERDÃO E MOSTRAR FÉ

Por algum tempo, Jesus está na região conhecida como Pereia, que fica do “outro lado do Jordão”. (João 10:40) Agora ele viaja para o sul, em direção a Jerusalém.

Jesus não está sozinho. Seus discípulos viajam com ele, bem como “grandes multidões”, incluindo cobradores de impostos e pecadores. (Lucas 14:25; 15:1) Fariseus e escribas, que criticam Jesus pelo que ele diz e faz, também estão ali. Eles têm muito em que pensar depois de Jesus contar as ilustrações sobre a ovelha perdida, o filho pródigo, e o homem rico e Lázaro. — Lucas 15:2; 16:14.

Jesus volta a atenção para seus discípulos, talvez com as críticas e a zombaria de seus opositores ainda em mente. Ele toca em alguns pontos que já ensinou na Galileia.

Por exemplo, Jesus diz: “É inevitável que surjam motivos para tropeço. Contudo, ai daquele por meio de quem eles surgem! . . . Prestem atenção a si mesmos. Se o seu irmão cometer um pecado, censure-o e, se ele se arrepender, perdoe-lhe. Mesmo que ele peque contra você sete vezes por dia e volte a você sete vezes, dizendo: ‘Eu me arrependo’, você tem de lhe perdoar.” (Lucas 17:1-4) Esse último comentário talvez relembre a Pedro a pergunta sobre perdoar alguém sete vezes. — Mateus 18:21.

Será que os discípulos agirão em harmonia com as palavras de Jesus? Quando eles dizem, “Dê-nos mais fé”, ele lhes garante: “Se vocês tivessem fé do tamanho de um grão de mostarda, diriam a esta amoreira-preta: ‘Arranque-se daí e plante-se no mar!’ e ela lhes obedeceria.” (Lucas 17:5, 6) Assim, se tiverem um pouco de fé, farão grandes coisas.

Jesus continua a ensinar a importância de ter um ponto de vista humilde e equilibrado sobre si mesmo. Ele diz aos apóstolos: “Quem de vocês, caso tenha um escravo que esteja arando ou cuidando do rebanho, lhe dirá quando ele chegar do campo: ‘Venha imediatamente à mesa para comer’? Em vez disso, não lhe dirá: ‘Prepare algo para o meu jantar, ponha o avental e sirva-me até eu acabar de comer e beber; depois você pode comer e beber’? Será que ele sentirá gratidão pelo escravo porque este fez o que lhe foi designado? Da mesma forma, quando vocês tiverem feito todas as coisas que lhes foram designadas, digam: ‘Somos escravos imprestáveis. O que fizemos é o que devíamos fazer.’” — Lucas 17:7-10.

Cada um dos servos de Deus deve entender a importância de colocar os interesses de Deus em primeiro lugar. Além disso, todos devem reconhecer que é um privilégio adorar a Deus como parte de sua família.

Parece que depois disso chega um mensageiro enviado por Maria e Marta. Elas são irmãs de Lázaro e moram em Betânia da Judeia. O mensageiro diz: “Senhor, aquele que o senhor ama está doente.” — João 11:1-3.

Embora saiba que seu amigo Lázaro está muito doente, Jesus não fica paralisado pela tristeza. Em vez disso, diz: “O resultado dessa doença não será a morte, mas a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por meio dela.” Ele fica ali dois dias, então diz aos discípulos: “Vamos novamente à Judeia.” Eles protestam: “Rabi, há pouco tempo os da Judeia queriam apedrejá-lo, e o senhor vai novamente para lá?” — João 11:4, 7, 8.

Jesus responde: “Não há 12 horas de luz no dia? Se alguém anda na luz do dia, não tropeça, porque vê a luz deste mundo. Mas, se alguém anda de noite, tropeça, porque nele não há luz.” (João 11:9, 10) Parece que Jesus quer dizer que o tempo que Deus lhe deu para completar seu ministério ainda não acabou. Por isso, ele precisa usar bem o pouco tempo que resta.

Jesus acrescenta: “Lázaro, nosso amigo, adormeceu, mas eu vou lá para acordá-lo.” Pelo visto, eles pensam que Lázaro está simplesmente dormindo e que ficará bem. Por isso, dizem: “Senhor, se ele está dormindo, ficará bom.” Então Jesus diz sem rodeios: “Lázaro morreu . . . Mas vamos até onde ele está.” — João 11:11-15.

Tomé sabe que Jesus pode ser morto na Judeia. Querendo ajudá-lo, ele sugere aos discípulos: “Vamos também, para morrermos com ele.” — João 11:16.