Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 83

Convite para uma refeição

Convite para uma refeição

LUCAS 14:7-24

  • UMA LIÇÃO DE HUMILDADE

  • OS CONVIDADOS INVENTAM DESCULPAS

Depois de curar um homem que sofria de hidropisia, Jesus ainda está na casa do fariseu. Ele percebe que outros convidados estão escolhendo os lugares de mais destaque, por isso aproveita a oportunidade para ensinar uma lição sobre a humildade.

Jesus diz: “Quando você for convidado por alguém para uma festa de casamento, não se recoste no lugar mais destacado. Talvez uma pessoa de mais destaque do que você também tenha sido convidada. Então aquele que convidou a ambos chegará e dirá a você: ‘Dê o seu lugar a este homem.’ Então você irá, envergonhado, ocupar o último lugar.” — Lucas 14:8, 9.

Depois Jesus diz: “Quando você for convidado, vá se recostar no último lugar, para que, quando chegar o homem que o convidou, ele lhe diga: ‘Amigo, passe para um lugar mais importante.’ Então você terá honra na frente de todos os outros convidados.” Isso envolve muito mais do que apenas mostrar boas maneiras. Jesus explica: “Porque todo aquele que se enaltecer será humilhado, e aquele que se humilhar será enaltecido.” (Lucas 14:10, 11) Assim, ele incentiva seus ouvintes a cultivar a humildade.

Então Jesus ensina outra lição aos fariseus que o convidaram. Ele fala sobre como dar uma refeição que tem real valor para Deus: “Quando você oferecer um almoço ou um jantar, não chame seus amigos, nem seus irmãos, nem seus parentes, nem seus vizinhos ricos. Pois eles, por sua vez, poderiam convidá-lo também, e isso seria para você uma retribuição. Mas, quando oferecer um banquete, convide os pobres, os aleijados, os mancos, os cegos; e você será feliz, porque eles não têm nada com que recompensá-lo.” — Lucas 14:12-14.

É normal convidar os amigos, parentes ou vizinhos para uma refeição, e Jesus não está dizendo que isso é errado. Mas enfatiza que os que dão uma refeição para os necessitados, como os pobres, os mancos ou os cegos, podem ser muito abençoados. Jesus explica ao seu anfitrião: “Você será recompensado na ressurreição dos justos.” Um dos convidados concorda: “Feliz é aquele que participa do banquete no Reino de Deus.” (Lucas 14:15) Ele percebe que isso seria um privilégio. Mas nem todos têm esse apreço, conforme Jesus ilustra a seguir.

Ele diz: “Um homem estava oferecendo um grande banquete, e convidou muitas pessoas. Ele enviou seu escravo . . . para dizer aos convidados: ‘Venham, porque já está tudo pronto.’ Mas todos, sem exceção, começaram a dar desculpas. O primeiro disse: ‘Comprei um campo, e preciso sair e vê-lo. Peço-lhe que me desculpe.’ E outro disse: ‘Comprei cinco juntas de bois e vou examiná-las. Peço-lhe que me desculpe.’ Ainda outro disse: ‘Acabei de me casar e por isso não posso ir.’” — Lucas 14:16-20.

Essas não são boas desculpas. Geralmente, um homem examina um campo ou o gado antes de comprar, então não é urgente ir vê-los depois de fazer isso. O terceiro homem não está se preparando para se casar. Ele já é casado, e isso não devia impedi-lo de aceitar um importante convite. Ao ouvir essas desculpas, o senhor fica furioso.

Ele diz ao seu escravo: “Vá depressa às ruas principais e aos becos da cidade, e traga para cá os pobres, os aleijados, os cegos e os mancos.” O escravo faz isso, mas ainda há lugar na casa. Então o senhor lhe diz: “Vá para as estradas e os caminhos, e obrigue-os a vir para dentro, a fim de que a minha casa fique cheia. Pois eu digo a vocês: Nenhum daqueles homens que foram convidados provará o meu banquete.” — Lucas 14:21-24.

O que Jesus diz ilustra bem como Jeová Deus mandou Cristo convidar pessoas para estar entre os que vão participar do Reino dos céus. Os líderes religiosos judeus em especial foram os primeiros a ser convidados. A maioria deles rejeitou o convite durante o ministério de Jesus. Mas outros também seriam convidados. Fica claro que Jesus está sugerindo que no futuro será feito um segundo convite aos judeus humildes e aos prosélitos. Depois haverá um terceiro e último convite às pessoas que os judeus encaram como indignas perante Deus. — Atos 10:28-48.

Sem dúvida, o que Jesus diz confirma as palavras de um dos convidados: “Feliz é aquele que participa do banquete no Reino de Deus.”