Pular para conteúdo

Pular para sumário

 HISTÓRIA 101

Jesus é morto

Jesus é morto

OLHE que coisa horrível! Jesus está morrendo. Ele foi pregado numa estaca. Os pregos atravessam-lhe as mãos e os pés. Por que alguém ia fazer isso com Jesus?

Aconteceu porque alguns odiavam Jesus. Sabe quem foram? Um deles foi o anjo mau, Satanás, o Diabo. Foi ele quem conseguiu fazer Adão e Eva desobedecer a Jeová. E foi Satanás quem fez os inimigos de Jesus cometer esse crime horrível.

Mesmo já antes de pregarem Jesus na estaca, seus inimigos fizeram coisas ruins a ele. Lembra-se de como foram ao jardim de Getsêmani e o levaram embora? Quem foram esses inimigos? Sim, foram os chefes religiosos. Vejamos o que aconteceu então.

Quando Jesus foi levado pelos chefes religiosos, os apóstolos fugiram. Eles deixaram Jesus sozinho com os seus inimigos porque ficaram com medo. Mas os apóstolos Pedro e João não foram longe. Foram atrás de Jesus para ver o que ia acontecer.

Os sacerdotes levaram Jesus ao ancião Anás, que antes tinha sido sumo sacerdote. A multidão não ficou muito tempo ali. Levaram Jesus à casa de Caifás, que então era sumo sacerdote. Muitos chefes religiosos ajuntaram-se na casa dele.

Na casa de Caifás, fizeram um julgamento. Levaram gente para contar mentiras sobre Jesus. Todos os chefes religiosos disseram: ‘Jesus deve ser morto.’ Cuspiram-lhe no rosto e deram socos nele.

Enquanto isso, Pedro estava lá fora no pátio. Era uma noite fria, e as pessoas fizeram uma fogueira. Enquanto se aqueciam na fogueira, uma serva olhou para Pedro e disse: ‘Este homem também estava com Jesus.’

‘Não, eu não estava!’ respondeu Pedro.

Três vezes alguém disse a Pedro que ele andou com Jesus. Mas, cada vez, Pedro disse que não era verdade. Na terceira vez, Jesus virou-se e olhou para ele. Pedro lamentou ter falado mentiras e saiu chorando.

Quando saiu o sol, na sexta-feira de manhã, os sacerdotes levaram Jesus ao seu grande lugar de reunião, a sala do Sinédrio. Conversaram ali sobre o que deviam fazer com ele. Levaram-no a Pôncio Pilatos, governante do distrito da Judeia.

‘Este homem é mau’, os sacerdotes disseram a Pilatos. ‘Deve ser morto.’ Depois de fazer perguntas a Jesus, Pilatos disse: ‘Não vejo nada de mal que ele tenha feito.’ Então, Pilatos mandou Jesus a Herodes Ântipas. Herodes era governante da Galileia, mas estava em Jerusalém. Herodes também não viu nada de mal em Jesus e o mandou de volta a Pilatos.

Pilatos quis soltar Jesus. Mas os inimigos de Jesus preferiram que soltasse outro preso em lugar dele, o assaltante Barrabás. Já era então meio-dia, e Pilatos levou Jesus para fora. Disse ao povo: ‘Olhem! Seu rei!’ Mas os principais sacerdotes gritaram: ‘Leve-o embora! Mate-o!’ Assim, Pilatos soltou Barrabás, e eles levaram Jesus para matá-lo.

No começo da tarde de sexta-feira, Jesus foi pregado na estaca. Não pode vê-los no desenho, mas em cada lado de Jesus havia um criminoso, também numa estaca para morrer. Pouco antes de Jesus morrer, um dos criminosos disse-lhe: ‘Lembre-se de mim quando entrar no seu Reino.’ E Jesus respondeu: ‘Prometo a você, que estará comigo no Paraíso.’

Não é maravilhosa essa promessa? Sabe de que paraíso Jesus estava falando? Onde ficava o paraíso que Deus fez no começo? Sim, na Terra. E quando Jesus fosse rei no céu, traria este homem de volta à vida, para estar no novo Paraíso na Terra. Não ficamos felizes com isso?