Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 38

Por que devemos amar a Jesus

Por que devemos amar a Jesus

IMAGINE que você esteja andando de barco e ele comece a afundar. Ficaria contente se alguém o salvasse? — E se a pessoa perdesse a própria vida ao fazer isso? — Bem, foi isso que Jesus Cristo fez. Como aprendemos no Capítulo 37, ele entregou sua vida como resgate para nos salvar.

É claro que Jesus não nos salva dum afogamento. Do que ele nos salva? Você se lembra? — Do pecado e da morte que herdamos de Adão. Algumas pessoas fizeram coisas muito ruins, mas Jesus morreu por elas também. Arriscaria sua vida para tentar salvar esse tipo de pessoa? —

A Bíblia diz: ‘Dificilmente alguém morrerá por um justo; de fato, por um homem bom, talvez alguém ainda se atreva a morrer.’ Mas a Bíblia explica que Jesus ‘morreu por homens maus’, até mesmo por pessoas que nem servem a Deus! E diz também: ‘Cristo morreu por nós enquanto ainda pecávamos e fazíamos coisas más.’ — Romanos 5:6-8.

Lembra-se de alguém que, antes de ser apóstolo, fez coisas muito ruins? — Esse apóstolo escreveu: “Cristo Jesus veio ao mundo para salvar pecadores. Destes eu sou o principal.” O apóstolo que disse isso foi Paulo. Ele disse que tinha sido ‘insensato’ e que tinha feito ‘maldades’. — 1 Timóteo 1:15; Tito 3:3.

Deus realmente demonstrou grande amor ao mandar seu Filho para morrer por pessoas desse tipo. O que acha de pegar sua Bíblia e ler a respeito disso em João, capítulo 3, versículo 16? Diz assim: “Deus amou tanto o mundo [quer dizer, as pessoas na  Terra], que deu o seu Filho unigênito, a fim de que todo aquele que nele exercer fé não seja destruído, mas tenha vida eterna.”

O que Jesus sofreu quando deu sua vida por nós?

Jesus provou que nos ama da mesma forma que o Pai dele nos ama. Talvez se lembre que, no Capítulo 30 deste livro, lemos sobre algumas coisas que Jesus sofreu na noite em que foi preso. Ele foi levado à casa do Sumo Sacerdote Caifás, onde foi julgado. Foram trazidas testemunhas falsas que falaram mentiras sobre Jesus, e as pessoas deram socos nele. Foi nessa ocasião que Pedro disse que não conhecia Jesus. Vamos fazer de conta que estamos lá, vendo o que aconteceu depois disso.

Já é de manhã. Jesus passou a noite toda acordado. O julgamento daquela noite não teve valor, por isso, os sacerdotes reúnem rapidamente o Sinédrio, o maior tribunal dos judeus, para fazer outro julgamento. De novo, acusam Jesus de ter cometido crimes contra Deus.

A seguir, os sacerdotes mandam amarrar Jesus e o levam até Pilatos, o governador romano. Dizem a Pilatos: ‘Jesus é contra o governo. Ele deve ser morto.’ Mas Pilatos percebe que os sacerdotes estão mentindo. Por isso, diz: ‘Não vejo nada de errado neste homem. Vou soltá-lo.’ Só que os sacerdotes e outros gritam: ‘Não! Mate-o!’

Mais tarde, Pilatos tenta novamente dizer à multidão que vai soltar Jesus. Dessa vez, os sacerdotes dizem para as pessoas gritar: ‘Se o soltar, você vai mostrar que também é contra o governo! Mate-o!’ A multidão começa um tumulto. Sabe o que Pilatos faz? —

Faz o que eles pedem. Primeiro, manda chicotear Jesus. Daí, o entrega aos soldados para ser morto. Estes colocam uma coroa de espinhos na cabeça de Jesus e começam a zombar dele, curvando-se  na sua frente. Então, fazem Jesus carregar um grande poste, ou estaca, até um lugar fora da cidade, chamado Lugar da Caveira. Ali, pregam as mãos e os pés de Jesus na estaca. Depois, erguem-na, deixando Jesus pendurado. Ele sangra. A dor é terrível!

Mas Jesus não morre na hora. Fica um bom tempo pendurado na estaca. Os principais sacerdotes zombam dele. As pessoas que passam por ali dizem: “Se tu és filho de Deus, desce da estaca de tortura!” Mas Jesus sabe por que seu Pai o enviou. Ele precisa dar sua vida perfeita para que a gente possa ter a chance de viver para sempre. Finalmente, por volta das três horas da tarde, Jesus chama o seu Pai  em voz alta e morre. — Mateus 26:36–27:50; Marcos 15:1; Lucas 22:39–23:46; João 18:1–19:30.

Como Jesus e Adão eram diferentes! Adão mostrou que não amava a Deus, porque o desobedeceu. E também não mostrou amor por nós. Por causa dele, todos nós nascemos com pecado. Mas Jesus mostrou amor por Deus e por nós. Ele sempre obedeceu a Deus. E deu sua vida para acabar com todo o mal que Adão nos causou.

O que podemos fazer para mostrar que amamos a Jesus?

E você? Dá valor a todas as coisas boas que Jesus fez? — Quando ora a Deus, agradece a Ele por ter enviado seu Filho? — O apóstolo Paulo era muito grato por aquilo que Cristo fez por ele. Paulo escreveu: “O Filho de Deus . . . me amou e se entregou por mim.” (Gálatas 2:20) Jesus morreu por você e por mim também. Ele deu sua vida perfeita para que a gente pudesse ter vida eterna! Sem dúvida, essa é uma razão e tanto para amarmos a Jesus.

O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos na cidade de Corinto: “O amor de Cristo nos leva a agir.” Esse amor nos leva a fazer o quê? O que você acha? — Veja a resposta de Paulo: “Cristo morreu por todos a fim de que eles vivessem para Ele. Não devem mais viver para agradar a si mesmos.” — 2 Coríntios 5:14, 15, New Life Version; o grifo é nosso.

 Você consegue pensar em alguma maneira de mostrar que vive para agradar a Cristo? — Um modo é falar a outros sobre o que você aprendeu sobre ele. Ou pense na seguinte situação: você está sozinho e, por isso, seu pai ou sua mãe não sabem o que você está fazendo e nenhuma pessoa pode vê-lo. Vai assistir a programas de TV ou ver coisas na internet que você sabe que não agradam a Jesus? — Lembre-se que agora Jesus está vivo e pode ver tudo o que fazemos!

Quem pode ver tudo o que fazemos?

Outra razão para amarmos a Jesus é que queremos imitar a Jeová. “O Pai me ama”, disse Jesus. Sabe por que Ele ama a Jesus e por que devemos amá-lo também? — Porque Jesus estava disposto a morrer para fazer a vontade de Deus. (João 10:17) Então, vamos nos esforçar para obedecer a ordem da Bíblia: ‘Tornem-se imitadores de Deus, como filhos amados, e continuem andando em amor, assim como Cristo também os amou e se entregou por vocês.’ — Efésios 5:1, 2.

Vamos ler João 3:35; 15:9, 10 e 1 João 5:11, 12. Esses textos vão nos ajudar a ser gratos pelo que Jesus fez por nós.