Pular para conteúdo

Pular para sumário

 CAPÍTULO 20

Gosta de ser sempre o primeiro?

Gosta de ser sempre o primeiro?

CONHECE alguém que sempre quer ser o primeiro? — Ele talvez até empurre alguém numa fila para passar na frente. Já viu isso acontecer? — O Grande Instrutor conheceu até adultos que queriam os primeiros lugares, os lugares mais importantes. E ele não gostou dessa atitude. Vamos ver o que aconteceu.

Conhece pessoas que gostam de ser as primeiras?

A Bíblia conta que certa vez Jesus foi convidado para uma grande refeição na casa de um fariseu, um líder religioso importante. Jesus aceitou o convite e quando estava lá começou a observar os outros convidados que chegavam e escolhiam os melhores lugares. Por isso, contou uma história para os convidados. Gostaria de ouvi-la? —

 Jesus disse: ‘Quando alguém o convidar para uma festa de casamento, não escolha o melhor lugar, ou o mais importante.’ Sabe por que ele disse isso? — Jesus explicou que alguém mais importante pode ter sido convidado também. Então, como pode ver no desenho, o dono da festa talvez venha e diga: ‘Deixe este homem sentar neste lugar e você sente ali.’ Como o convidado ia se sentir? — Ia ficar morrendo de vergonha porque todos os outros convidados iam vê-lo ir para um lugar menos importante.

Jesus queria mostrar que não é certo querer os melhores lugares. Por isso, disse: ‘Quando for convidado para uma festa de casamento, vá e sente-se no lugar mais humilde. Daí, aquele que o convidou talvez chegue e diga: “Amigo, venha para um lugar melhor.” Então, você será honrado na frente de todos os outros convidados quando mudar para um lugar melhor.’ — Lucas 14:1, 7-11.

Que lição Jesus queria ensinar quando falou sobre os que escolhiam os melhores, ou os primeiros, lugares?

Entendeu o que a história de Jesus quer dizer? — Deixe-me dar um exemplo para ver se você entendeu. Imagine que você vá entrar num ônibus lotado. Deve correr para pegar um lugar, deixando uma pessoa mais velha em pé? — Acha que Jesus gostaria que você fizesse isso? —

Alguém talvez diga que Jesus não se importa com o que fazemos ou deixamos de fazer. Você também pensa assim? — Quando estava naquela refeição na casa do fariseu, Jesus observou as pessoas escolhendo seus lugares. Não acha que ele também deve estar interessado no que a gente faz hoje? — Agora que está no céu, Jesus sem dúvida está numa ótima posição para nos observar.

 Quando alguém quer ser o primeiro, surgem problemas. Muitas vezes as pessoas começam a discutir e ficam nervosas. Às vezes isso acontece quando crianças vão pegar um ônibus. Assim que a porta do ônibus se abre, elas correm para serem as primeiras. Querem os melhores lugares, nas janelas. O que acontece então? — É, as crianças ficam bravas umas com as outras.

Querer ser o primeiro pode causar muitos problemas. Causou problemas até entre os apóstolos de Jesus. Como aprendemos no Capítulo 6 deste livro, eles discutiram sobre qual deles era o mais importante. O que Jesus fez? — Jesus os corrigiu. Mais tarde, porém, eles discutiram de novo. Vamos ver por que isso aconteceu.

Os apóstolos e outras pessoas estavam viajando pela última vez com Jesus para a cidade de Jerusalém. Como Jesus  tinha falado para eles sobre o seu Reino, Tiago e João também queriam ser reis com ele. Eles até falaram com sua mãe, Salomé, sobre isso. (Mateus 27:56; Marcos 15:40) Assim, enquanto viajavam para Jerusalém, Salomé se aproximou de Jesus, se curvou diante dele e pediu um favor.

“O que queres?”, perguntou Jesus. Ela respondeu que gostaria que Jesus deixasse os dois filhos dela sentar-se ao lado dele no Seu Reino, um à Sua direita e outro à Sua esquerda. Bem, como acha que os outros dez apóstolos se sentiram quando souberam o que Tiago e João mandaram sua mãe pedir? —

O que Salomé pediu a Jesus e qual foi o resultado?

É, eles ficaram furiosos com Tiago e João. Por isso, Jesus deu a todos os apóstolos um bom conselho. Ele disse a eles que os governantes  das nações gostam de ser poderosos e importantes. Querem ter uma posição de destaque e desejam que todos os obedeçam. Mas Jesus disse aos seus seguidores que eles não devem agir assim. Pelo contrário, ele disse: “Quem quiser ser o primeiro entre vós tem de ser o vosso escravo.” Imagine só! — Mateus 20:20-28.

Sabe o que um escravo faz? — Ele serve outras pessoas; não espera que elas o sirvam. Ele ocupa o lugar mais humilde, não o lugar principal. Ele age como se fosse o menos importante, não como o mais importante. E lembre-se de que Jesus disse que, se alguém quiser ser o primeiro, tem de agir como escravo dos outros.

O que você acha que isso significa para nós? — Será que um escravo ia brigar com seu dono sobre quem deve se sentar no melhor lugar? Ou ia brigar sobre quem deve comer primeiro? O que acha? — Jesus explicou que o escravo sempre coloca os interesses de seu dono em primeiro lugar. — Lucas 17:7-10.

Então, em vez de tentarmos ser os primeiros, o que devemos fazer? — Devemos ser como escravos para os outros. Isso significa pôr os outros à frente de nós mesmos. Significa considerar os outros como sendo mais importantes do que nós. Consegue pensar em maneiras de colocar os interesses dos outros em primeiro lugar? — Que tal olhar de novo as páginas 40 e 41 deste livro? Ali, você vai ver algumas maneiras em que pode colocar os outros em primeiro lugar e servi-los.

Não se esqueça de que o Grande Instrutor colocava os outros à frente de si mesmo e os servia. Ele até se ajoelhou e lavou os pés dos apóstolos na última noite que passou com eles. Se nós também colocarmos os outros em primeiro lugar e os servirmos, vamos agradar tanto ao Grande Instrutor como ao seu Pai, Jeová Deus.

Vamos ler mais alguns textos bíblicos que nos incentivam a colocar os outros à frente de nós mesmos: Lucas 9:48; Romanos 12:3 e Filipenses 2:3, 4.