Pular para conteúdo

Pular para sumário

Serra Leoa: Um morador ajuda Crystal

 PREGAÇÃO E ENSINO NO MUNDO INTEIRO

África

África
  • PAÍSES 58

  • POPULAÇÃO 1.109.511.431

  • PUBLICADORES 1.538.897

  • ESTUDOS BÍBLICOS 4.089.110

Ela orou para encontrar os surdos

Crystal é uma missionária em Serra Leoa que apoia a língua de sinais. Um dia, antes de sair de casa, ela fez uma oração pedindo para encontrar os surdos do território. Daí, ela saiu para fazer uma revisita. Mas, naquela manhã, ela acabou indo por um caminho diferente. Ela perguntou para os moradores se algum  surdo morava por ali. Eles indicaram a casa de uma jovem surda muito simpática que gostou da mensagem da Bíblia e quis assistir a uma reunião em língua de sinais. Depois, indicaram outra casa para Crystal. Lá, ela encontrou outro surdo que queria aprender a verdade. Ela já tinha pregado naquela rua, mas nunca tinha encontrado essas duas pessoas. Crystal não tem nenhuma dúvida de que Jeová respondeu a sua oração.

“Eu precisava muito ouvir isso!”

Emmanuel, que mora na Libéria, estava indo para a reunião num fim de semana e viu um homem parado na beira da estrada. Esse homem, chamado Moses, estava bem vestido. Mas ele parecia estar com algum problema. Emmanuel ficou preocupado e parou o carro. Moses contou que na noite anterior tinha perdido todo seu dinheiro num assalto e estava pensando em se matar. Depois de ouvir Moses com bastante atenção, Emmanuel o convidou para ir à reunião. Moses aceitou o convite. Durante o discurso público, ele ficou muito emocionado. Depois, ele disse: “Eu precisava muito ouvir isso! Vocês são diferentes.” No final da reunião, Moses aceitou um estudo da Bíblia e está assistindo regularmente às reuniões.

 “Não participo dessas festas”

Aminata é uma jovem de 15 anos que mora na Guiné-Bissau. Quando ela tinha 13 anos, o professor de artes pediu para a turma dela fazer um trabalho sobre o carnaval. Mas Aminata desenhou animais e plantas e escreveu “Paraíso”. O professor viu o desenho dela e disse que não tinha nada a ver com o tema. Ele deu zero para ela. Depois da aula, Aminata foi até o professor e perguntou: “Professor, o carnaval tem origem cristã?”

O professor respondeu: “Não.”

Guiné-Bissau: Aminata desenhou o “Paraíso”

Daí, Aminata disse: “Então, eu sou cristã e não participo dessas festas. Eu acredito que Deus logo vai transformar a Terra num paraíso, por isso eu fiz esse desenho.” Daí, o professor disse que ela podia fazer outra avaliação. Ele deu uma prova, e Aminata acertou 18 das 20 perguntas.

Quanta gente!

Numa pequena vila em Malauí há um grupo isolado com sete publicadores. Eles se reúnem num local feito de madeira e palha. Depois da visita do superintendente de circuito, eles ficaram muito animados para convidar as pessoas para a Celebração da morte de Cristo. Eles iluminaram o local com lamparinas, e o lugar ficou lotado de tanta gente que aceitou o convite. Os sete publicadores mal podiam acreditar que 120 pessoas tinham vindo para a Celebração.

Malauí: 120 pessoas assistiram à Celebração

 Ela ligou depois de duas semanas

O testemunho público especial em regiões metropolitanas às vezes dá resultado mais tarde. Em Lomé, capital de Togo, uma mulher chegou perto de um estande de publicações. Ela estava meio sem jeito, mas mesmo assim pegou a brochura Você Pode Ter uma Família Feliz!. Os irmãos que estavam ali falaram um pouco com ela sobre o texto de Efésios 5:3. Eles pegaram o contato dela e passaram o deles. Duas semanas depois, a mulher ligou e disse: “Vou ser sincera, eu não ia muito com a cara das Testemunhas de Jeová. Mas eu li a revista. É demais! Já consegui resolver alguns problemas no meu casamento e também ajudei mais dois casais. Eu estava completamente errada sobre vocês. Por favor, estudem a Bíblia comigo.” Ela e um dos casais que ela tinha ajudado começaram a estudar a Bíblia.

Ele traduziu a brochura

Ankasie é uma cidadezinha de Gana. Alguns comerciantes ficam na rua principal da cidade vendendo seus produtos. Toda segunda-feira, os irmãos trabalham com o carrinho nessa rua. Um dia, um irmão chamado Samuel deu testemunho para Enoch, que aceitou a brochura Escute a Deus. Daí, Enoch perguntou se Samuel tinha alguma publicação na língua dele, kusasi.

Gana: Ele traduziu a brochura para o kusasi

Samuel respondeu: “Desculpa, vou ficar devendo. Mas temos em frafra.” Frafra é um idioma parecido com o kusasi. Mais tarde, antes de voltar para sua cidade,  Enoch foi buscar mais publicações para levar para os parentes dele.

Depois de um tempo, Enoch voltou para Ankasie e entregou uns papéis para Samuel. Era a brochura Escute a Deus traduzida para o kusasi! Enoch está assistindo às reuniões e estudando a Bíblia.