Josué 8:1-35

8  Jeová disse então a Josué: “Não tenha medo nem fique apavorado.+ Leve com você todos os homens de guerra e suba contra Ai. Veja, entreguei a você o rei de Ai, seu povo, sua cidade e sua terra.+  Faça com Ai e seu rei assim como você fez com Jericó e seu rei,+ com a diferença de que podem pegar para vocês o seu despojo e os seus rebanhos. Arme uma emboscada por trás da cidade.”  Assim, Josué e todos os homens de guerra subiram contra Ai. Josué escolheu 30.000 guerreiros valentes e os enviou de noite.  Ele lhes deu a seguinte ordem: “Fiquem de emboscada atrás da cidade. Não se afastem muito da cidade, e fiquem todos de prontidão.  Eu e todo o povo que está comigo nos aproximaremos da cidade, e, quando eles vierem contra nós, assim como fizeram antes,+ fugiremos deles.  Quando eles vierem atrás de nós, nós os atrairemos para longe da cidade, pois dirão: ‘Estão fugindo de nós como fizeram antes.’+ Assim, fugiremos deles.  Então vocês devem sair da emboscada e tomar a cidade; Jeová, seu Deus, a entregará a vocês.  Assim que vocês tomarem a cidade, devem incendiá-la.+ Devem fazer segundo a palavra de Jeová. Essas são as ordens que lhes dou.”  Então Josué os enviou, e eles foram ao local da emboscada; posicionaram-se entre Betel e Ai, ao oeste de Ai, ao passo que Josué passou aquela noite com o restante do povo. 10  Depois de Josué ter se levantado de manhã cedo e reunido* as tropas, ele e os anciãos de Israel as conduziram a Ai. 11  Todos os homens de guerra+ que estavam com ele subiram e avançaram até a frente da cidade. Acamparam ao norte de Ai, com o vale entre eles e Ai. 12  Nesse meio-tempo, ele havia escolhido cerca de 5.000 homens e os havia colocado de emboscada+ entre Betel+ e Ai, ao oeste da cidade. 13  Assim, o povo montou o acampamento principal ao norte da cidade,+ e a retaguarda ficou ao oeste da cidade.+ Naquela noite, Josué foi até o meio do vale.* 14  E, assim que o rei de Ai viu isso, ele e os homens da cidade se apressaram e saíram logo de manhã cedo para enfrentar Israel em batalha, num lugar que ficava de frente para a planície desértica. Mas o rei não sabia que havia uma emboscada contra ele atrás da cidade. 15  Quando os homens de Ai atacaram, Josué e todo o Israel fugiram pela estrada em direção ao deserto.+ 16  Então todo o povo que estava na cidade foi convocado para persegui-los. E, ao perseguirem Josué, foram atraídos para longe da cidade. 17  Não restou nenhum homem em Ai e em Betel que não fosse atrás de Israel. Deixaram a cidade desprotegida e perseguiram Israel. 18  Jeová disse então a Josué: “Estenda a lança que está na sua mão em direção a Ai,+ pois a entregarei nas suas mãos.”+ Assim, Josué estendeu a lança que estava na sua mão em direção à cidade. 19  No momento em que ele estendeu a mão, os homens da emboscada saíram depressa do lugar onde estavam, correram para a cidade e a tomaram. Imediatamente incendiaram a cidade.+ 20  Quando os homens de Ai viraram para trás e viram a fumaça da cidade subindo ao céu, não tiveram forças para fugir em direção alguma. Então o povo que estava fugindo para o deserto se voltou contra os perseguidores. 21  Quando Josué e todo o Israel viram que os homens da emboscada tinham tomado a cidade e que subia fumaça da cidade, deram meia-volta e atacaram os homens de Ai. 22  E os que tinham tomado a cidade saíram ao seu encontro, de modo que os homens de Ai ficaram encurralados no meio, com israelitas de um lado e do outro. Os israelitas os mataram, de modo que não restou nenhum sobrevivente nem fugitivo.+ 23  Mas capturaram o rei de Ai+ vivo e o levaram a Josué. 24  Depois de Israel terminar de matar todos os habitantes de Ai que estavam no campo, no deserto onde os tinham perseguido, e o último deles ter caído pela espada, então todo o Israel voltou a Ai e a golpeou com a espada. 25  Todos os que caíram naquele dia, tanto homens como mulheres, somaram 12.000, todo o povo de Ai. 26  Josué manteve a mão estendida com a lança+ até ter entregado todos os habitantes de Ai à destruição.*+ 27  No entanto, Israel pegou para si os rebanhos e o despojo da cidade, segundo as ordens que Jeová tinha dado a Josué.+ 28  Josué queimou então Ai e a reduziu para sempre a um monte de ruínas,+ como está até hoje. 29  Ele pendurou o rei de Ai num madeiro* até o anoitecer. Quando o sol estava para se pôr, Josué ordenou que retirassem seu cadáver do madeiro.+ Lançaram-no então na entrada do portão da cidade e levantaram sobre ele um grande monte de pedras, que permanece ali até hoje. 30  Foi então que Josué construiu no monte Ebal+ um altar a Jeová, o Deus de Israel, 31  assim como Moisés, o servo de Jeová, havia ordenado aos israelitas e assim como está escrito no livro da Lei+ de Moisés: “Um altar de pedras inteiras, nas quais não se usou nenhum instrumento de ferro.”+ Sobre ele fizeram ofertas queimadas a Jeová bem como sacrifícios de participação em comum.+ 32  Então ele escreveu nas pedras uma cópia da Lei+ que Moisés havia escrito perante os israelitas.+ 33  Todo o Israel, os anciãos, os oficiais e os juízes estavam de pé de ambos os lados da Arca, diante dos sacerdotes levíticos que carregavam a Arca do Pacto de Jeová; tanto os residentes estrangeiros como os israelitas de nascimento estavam lá.+ Metade deles estava diante do monte Gerizim e a outra metade diante do monte Ebal+ (assim como Moisés, o servo de Jeová, havia ordenado anteriormente),+ para que o povo de Israel fosse abençoado. 34  Depois disso ele leu em voz alta todas as palavras da Lei,+ as bênçãos+ e as maldições,+ segundo tudo o que está escrito no livro da Lei. 35  Não houve palavra alguma, de tudo o que Moisés havia ordenado, que Josué não lesse em voz alta diante de toda a congregação de Israel,+ incluindo as mulheres, as crianças e os residentes estrangeiros+ que moravam* no seu meio.+

Notas de rodapé

Ou: “ajuntado”.
Ou: “da baixada”.
Ou: “devotado . . . à destruição”. Veja o Glossário.
Ou: “numa árvore”.
Lit.: “andavam”.

Notas de estudo

Mídia