O segundo de Samuel 22:1-51

22  E Davi dirigiu a Jeová as palavras deste cântico+ no dia em que Jeová o livrou das mãos de todos os seus inimigos+ e das mãos de Saul.+  Ele disse: “Jeová é meu rochedo, minha fortaleza+ e meu libertador.+   Meu Deus é minha rocha,+ em quem me refugio;Ele é meu escudo+ e meu poderoso salvador,* meu refúgio seguro,*+O lugar para onde fujo,+ meu salvador;+ tu me salvas da violência.   Invoco a Jeová, que é digno de louvor,E serei salvo dos meus inimigos.   As ondas da morte quebraram ao meu redor;+Enxurradas de homens imprestáveis me apavoraram.+   As cordas da Sepultura* me envolveram;+Os laços da morte me confrontaram.+   Na minha aflição eu invoquei a Jeová,+Clamei ao meu Deus. Então do seu templo ele ouviu a minha voz,E meu clamor por ajuda chegou aos seus ouvidos.+   A terra começou a balançar e a tremer;+Os alicerces dos céus se abalaram+E estremeceram, porque ele se tinha irado.+   Das suas narinas subiu fumaça,E da sua boca saiu um fogo consumidor;+Dele saíram brasas vivas. 10  Ele fez o céu se inclinar e desceu;+Havia densas trevas debaixo dos seus pés.+ 11  Ele veio voando, montado num querubim;+ Apareceu nas asas de um espírito.*+ 12  Então ele pôs escuridão ao seu redor como um abrigo,+Havia águas escuras e nuvens carregadas. 13  Do resplendor diante dele ardiam brasas de fogo. 14  Então Jeová começou a trovejar do céu;+O Altíssimo fez ouvir a sua voz.+ 15  Ele atirou as suas flechas+ e os dispersou;*Também relâmpagos, e os pôs em confusão.+ 16  O leito do mar se tornou visível;+Os alicerces da terra foram expostos pela censura de Jeová,Pelo forte sopro que sai das suas narinas.+ 17  Das alturas ele estendeu a mão;Ele me segurou e me tirou de águas profundas.+ 18  Ele me livrou do meu forte inimigo,+Dos que me odiavam, que eram mais fortes do que eu. 19  Eles me enfrentaram no dia do meu desastre,+Mas Jeová foi o meu apoio. 20  Ele me levou para um lugar seguro;*+Ele me livrou porque se agradava de mim.+ 21  Jeová me recompensa conforme a minha retidão;+Ele me retribui conforme a inocência* das minhas mãos.+ 22  Pois tenho guardado os caminhos de Jeová,E não cometi o mal de abandonar o meu Deus. 23  Todas as suas decisões judiciais+ estão diante de mim;Não me desviarei dos seus decretos.+ 24  Permanecerei irrepreensível+ diante dele,E me guardarei do erro.+ 25  Que Jeová me recompense conforme a minha retidão,+Conforme a minha inocência diante dele.+ 26  Com alguém leal, ages com lealdade;+Com o homem irrepreensível e valente, ages de modo irrepreensível;+ 27  Com o puro, tu te mostras puro;+Mas, com o tortuoso, te mostras astuto.*+ 28  Pois salvas os humildes,+Mas olhas com desaprovação para os arrogantes, e os rebaixas.+ 29  Pois tu és a minha lâmpada, ó Jeová;+É Jeová quem ilumina a minha escuridão.+ 30  Com a tua ajuda posso atacar um bando de saqueadores;Com o poder de Deus posso escalar uma muralha.+ 31  O caminho do verdadeiro Deus é perfeito;+A declaração de Jeová é pura.*+ Ele é um escudo para todos os que se refugiam nele.+ 32  Pois quem é Deus além de Jeová?+ E quem é uma rocha, a não ser o nosso Deus?+ 33  O verdadeiro Deus é a minha fortaleza,+Ele tornará perfeito o meu caminho.+ 34  Ele torna os meus pés como os do cervoE me faz ficar de pé nos lugares altos.+ 35  Ele treina as minhas mãos para a guerra;Meus braços podem envergar um arco de cobre. 36  Tu me dás o teu escudo de salvação,E a tua humildade me engrandece.+ 37  Alargas o caminho para os meus passos;Meus pés* não escorregarão.+ 38  Perseguirei os meus inimigos e os aniquilarei;Não voltarei até que tenham sido eliminados. 39  Eu os eliminarei e os esmagarei, de modo que não se levantarão;+Eles cairão sob os meus pés. 40  Tu me equiparás de força para a batalha;+Farás com que os meus adversários caiam diante de mim.+ 41  Tu farás com que os meus inimigos fujam de mim;*+Eu eliminarei* os que me odeiam.+ 42  Eles clamam por ajuda, mas não há quem os salve;Até mesmo clamam a Jeová, mas ele não lhes responde.+ 43  Eu os triturarei como o fino pó da terra;Eu os esmagarei e pisotearei como lama nas ruas. 44  Tu me livrarás das críticas do meu povo.+ Tu me protegerás para ser cabeça de nações;+Um povo que não conheci me servirá.+ 45  Estrangeiros virão a mim encolhidos de temor;+O que eles ouvirem a meu respeito fará com que se sujeitem a mim.* 46  Os estrangeiros perderão a coragem;*Sairão tremendo das suas fortalezas. 47  Jeová vive! Louvada seja a minha Rocha!+ Seja exaltado o meu Deus, a rocha da minha salvação.+ 48  O verdadeiro Deus executa vingança a meu favor;+Ele me sujeita os povos;+ 49  Ele me livra dos meus inimigos. Tu me elevas+ bem acima dos que me atacam;Tu me salvas do homem violento.+ 50  É por isso que eu te agradecerei entre as nações, ó Jeová,+E ao teu nome cantarei louvores;*+ 51  Ele realiza grandes atos de salvação* para o seu rei;+Demonstra amor leal ao seu ungido,A Davi e à sua descendência,* para sempre.”+

Notas de rodapé

Lit.: “chifre de salvação”. Veja o Glossário, “Chifre”.
Ou: “refúgio num lugar alto”.
Ou: “do Seol”, isto é, a sepultura comum da humanidade. Veja o Glossário.
Ou: “do vento”.
Isto é, dispersou os inimigos.
Ou: “espaçoso”.
Lit.: “a pureza”.
Ou, possivelmente: “ages como tolo”.
Ou: “provada no fogo”.
Ou: “tornozelos”.
Ou: “Tu me darás as costas dos meus inimigos”.
Lit.: “silenciarei”.
Lit.: “Ao escutar do ouvido, eles me obedecerão”.
Ou: “se desvanecerão”.
Ou: “farei música”.
Ou: “grandes vitórias”.
Lit.: “semente”.

Notas de estudo

Mídia