Jeremias 7:1-34

7  A palavra que veio a haver para Jeremias* da parte de Jeová, dizendo:  “Põe-te de pé no portão da casa de Jeová, e ali tens de proclamar esta palavra+ e tens de dizer: ‘Ouvi a palavra de Jeová, todos vós de Judá, que estais entrando por estes portões para vos curvardes diante de Jeová.  Assim disse Jeová dos exércitos, o Deus* de Israel: “Tornai bons os vossos caminhos e as vossas ações, e eu vou manter-vos residindo neste lugar.+  Não confieis em palavras falazes,*+ dizendo: ‘O templo* de Jeová, o templo de Jeová, o templo de Jeová é o que são!’  Pois, se positivamente tornardes bons os vossos caminhos e as vossas ações, se positivamente fizerdes justiça entre um homem* e seu companheiro,+  se não oprimirdes o residente forasteiro,* o menino órfão de pai e a viúva,+ e se não derramardes sangue inocente neste lugar+ e não andardes atrás de outros deuses* para a vossa calamidade,+  eu, da minha parte, certamente vos manterei residindo neste lugar, na terra que dei aos vossos antepassados, de tempo indefinido a tempo indefinido.”’”+  “Eis que confiais em palavras falazes — isto certamente não será de nenhum proveito.+  Pode haver furto,+ assassinato,+ e adultério,+ e perjúrio,+ e [oferta de] fumaça sacrificial a Baal,+ e a ida atrás de outros deuses que não conhecestes,+ 10  e é preciso que chegueis e que fiqueis de pé diante de mim nesta casa sobre a qual se invocou meu nome+ e que digais: ‘Havemos de ser livrados’, visto que fazeis todas estas coisas detestáveis? 11  Tornou-se esta casa sobre a qual se invocou meu nome+ um mero covil de salteadores aos vossos olhos?+ Eis que eu mesmo também [o] vi”, é a pronunciação de Jeová.+ 12  “‘Todavia, ide, pois, ao meu lugar que estava em Silo,+ onde fiz meu nome residir no princípio,+ e vede o que lhe fiz por causa da maldade do meu povo Israel.+ 13  E agora, visto que continuastes a fazer todos estes trabalhos’, é a pronunciação de Jeová, ‘e eu continuei a falar convosco, levantando-me cedo e falando,+ mas vós não escutastes,+ e continuei a chamar-vos, mas vós não respondestes,+ 14  vou fazer também à casa sobre a qual se invocou meu nome,+ em que confiais,+ e ao lugar que dei a vós e aos vossos antepassados, assim como fiz a Silo.+ 15  E vou lançar-vos fora de diante da minha face,+ assim como lancei fora todos os vossos irmãos, toda a descendência de Efraim.’+ 16  “E no que se refere a ti, não ores por este povo, nem eleves por eles um clamor suplicante ou uma oração, nem instes comigo,+ porque não te escutarei.+ 17  Não vês o que estão fazendo nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém?+ 18  Os filhos apanham pedaços de pau e os pais acendem o fogo, e as esposas* sovam a massa para fazer bolos de oferenda à ‘rainha* dos céus’;+ e há um derramamento* de ofertas de bebida+ a outros deuses para me ofenderem.+ 19  ‘É a mim que estão ofendendo?’ é a pronunciação de Jeová.+ ‘Não é a eles mesmos, para a vergonha das suas faces?’+ 20  Portanto, assim disse o Soberano Senhor Jeová: ‘Eis que se despeja a minha ira e o meu furor sobre este lugar,+ sobre o gênero humano* e sobre o animal doméstico, e sobre a árvore do campo+ e sobre os frutos do solo; e terá de arder, e não se apagará.’+ 21  “Assim disse Jeová dos exércitos, o Deus* de Israel: ‘Acrescentai estes vossos holocaustos aos vossos sacrifícios e comei carne.+ 22  Pois não falei com os vossos antepassados, nem lhes dei ordem, no dia em que os fiz sair da terra do Egito, a respeito dos assuntos do holocausto e do sacrifício.+ 23  Mas esta é a palavra que lhes dei como ordem, dizendo: “Obedecei à minha voz,+ e eu vou tornar-me vosso Deus,+ e vós mesmos vos tornareis meu povo; e tereis de andar em todo o caminho+ que eu vos ordenar, para que vos vá bem.”’+ 24  Mas eles não escutaram, nem inclinaram seu ouvido,+ mas foram andar nos conselhos da obstinação do seu mau coração,+ de modo que deram para trás e não foram para diante,+ 25  desde o dia em que os vossos antepassados saíram da terra do Egito até o dia de hoje;+ e eu continuei a enviar-vos todos os meus servos, os profetas, diariamente levantando-me cedo e enviando-os.+ 26  Mas não me escutaram e não inclinaram seu ouvido,+ mas continuaram a endurecer sua cerviz.+ Agiram pior do que os seus antepassados!+ 27  “E tens de falar-lhes todas estas palavras,+ mas não te escutarão; e tens de chamá-los, mas não te responderão.+ 28  E tens de dizer-lhes: ‘Esta é a nação cujo povo não obedeceu à voz de Jeová, seu Deus,+ e que não aceitou a disciplina.+ Pereceu a fidelidade, e ela foi decepada da sua boca.’+ 29  “Raspa o teu* cabelo não cortado* e lança-o fora,+ e levanta uma endecha+ sobre os morros calvos, pois Jeová rejeitou+ e abandonará a geração com a qual está furioso.*+ 30  ‘Pois os filhos de Judá fizeram o que é mau aos meus olhos’, é a pronunciação de Jeová. ‘Colocaram as suas coisas repugnantes na casa sobre a qual se invocou meu nome, para a aviltarem.+ 31  E construíram os altos de Tofete,+ que está no vale do filho de Hinom,*+ para queimarem no fogo a seus filhos e suas filhas,+ coisa que eu não havia ordenado e que não me havia subido ao coração.’+ 32  “‘Portanto, eis que vêm dias’, é a pronunciação de Jeová, ‘em que não mais se dirá [que é] Tofete e o vale do filho de Hinom, mas o vale da matança;+ e terá de se fazer o sepultamento em Tofete sem haver bastante lugar.*+ 33  E os cadáveres deste povo terão de tornar-se comida para as criaturas voadoras dos céus e para os animais da terra, sem que alguém [os] faça tremer.+ 34  E eu vou fazer cessar nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém a voz de exultação e a voz de alegria, a voz do noivo e a voz da noiva;+ porque a terra se tornará nada mais que um lugar devastado.’”+

Notas de rodapé

Veja 1:1 n.: “Jeremias”.
“O Deus de.” Hebr.: ’Elo·héh.
Lit.: “palavras [ou: coisas] de falsidade”.
“Templo de.” Hebr.: heh·khál; gr.: na·ós; lat.: tém·plum. Compare isso com 2Rs 20:18 n. Veja Mt 23:16 n.
“Homem.” Hebr.: ’ish.
Ou “residente temporário”.
“Deuses.” Hebr.: ’elo·hím.
Ou “mulheres”.
“À ‘rainha dos’.” Hebr.: lim·lé·kheth; LXX: “ao exército”; 52 mss. hebr.: “à obra (adoração) dos”.
“Há um derramamento.” No hebr., isto é um verbo no infinitivo absoluto, indefinido quanto ao tempo e impessoal.
Ou “o homem terreno”. Hebr.: ha·’a·dhám.
Veja v. 3 n.
“Teu”, hebr. fem. sing., dirigido a Sião ou Jerusalém.
“Teu cabelo não cortado (dedicado).” Hebr.: niz·rékh.
Lit.: “geração de sua fúria”.
“No vale do filho de Hinom.” Hebr.: beghéh’ ven-Hin·nóm; gr.: en fá·rag·gi hui·oú En·nóm; lat.: in vál·le fí·li·i Én·nom. Veja Ap. 4C.
Ou “por não haver [outro] lugar”.