Jeremias 3:1-25

3  Há um ditado: “Se um homem* mandasse embora a sua esposa* e ela realmente se afastasse dele e se tornasse de outro homem, deveria ele ainda retornar a ela?”+ Não foi decididamente poluída essa terra?*+ “E tu* mesma cometeste prostituição com muitos companheiros;+ e deveria haver um retorno a mim?”+ é a pronunciação de Jeová.  “Levanta os olhos para as veredas batidas e vê.+ Onde é que não foste estuprada?*+ Tu te sentaste para eles à beira dos caminhos, assim como o árabe no ermo;+ e continuas a poluir a terra com os teus atos de prostituição e com a tua maldade.+  Por isso se retém as chuvas copiosas+ e não veio a haver nem mesmo chuva primaveril.+ E testa de uma esposa que comete prostituição é que se tornou a tua. Tu te negaste a sentir-te humilhada.+  Não clamaste a mim, daí para diante: ‘Meu+ Pai, tu és o amigo íntimo da minha mocidade!+  Deve-se ficar ressentido por tempo indefinido ou ficar vigiando [algo] para sempre’?+ Eis que falaste, e prosseguiste a fazer coisas más e a prevalecer.”+  E Jeová passou a dizer-me nos dias de Josias, o rei:+ “‘Viste o que fez a infiel Israel?*+ Ela anda sobre todo monte alto+ e debaixo de toda árvore frondosa,+ para ali cometer prostituição.+  E depois de ela fazer todas estas coisas, eu continuava a dizer que devia voltar a mim, mas ela não voltou;+ e Judá olhava para a sua própria irmã traiçoeira.+  Quando cheguei a ver isso, pela própria razão de que a infiel Israel cometera adultério, mandei-a embora+ e passei a dar-lhe um certificado de seu pleno divórcio,+ contudo, a traiçoeira Judá, sua irmã, não ficou com medo, mas ela mesma também começou a ir e a cometer prostituição.+  E a sua prostituição veio a dar-se por causa do [seu] conceito frívolo, e ela continuou a poluir a terra+ e a cometer adultério com pedras e com árvores;+ 10  e mesmo apesar de tudo isso, sua traiçoeira irmã Judá não voltou a mim de todo o seu coração,+ [mas] somente de modo falso’,+ é a pronunciação de Jeová.” 11  E Jeová prosseguiu, dizendo-me: “A infiel Israel mostrou que a sua própria alma era mais justa do que a traiçoeira Judá.+ 12  Vai,* e tens de proclamar estas palavras ao norte+ e dizer: “‘“Volta deveras, ó renegada Israel”, é a pronunciação de Jeová.’+ ‘“Não deixarei a minha face decair [em ira] para convosco,+ porque sou leal”,+ é a pronunciação de Jeová.’ ‘“Não ficarei ressentido por tempo indefinido.+ 13  Tão-somente nota o teu erro, pois é contra Jeová, teu Deus,* que transgrediste.*+ E continuaste a dispersar os teus caminhos para os estranhos,+ debaixo de cada árvore frondosa,+ mas a minha voz é que não escutastes”, é a pronunciação de Jeová.’” 14  “Voltai, ó filhos renegados”,+ é a pronunciação de Jeová. “Pois eu mesmo me tornei dono marital de vós;+ e vou tomar-vos, um dentre uma cidade e dois dentre uma família, e vou trazer-vos a Sião.+ 15  E vou dar-vos pastores de acordo com o meu coração,+ e eles hão de alimentar-vos* com conhecimento e perspicácia.+ 16  E terá de acontecer que vós vos tornareis muitos e certamente dareis fruto na terra,* naqueles dias”, é a pronunciação de Jeová.+ “Não mais dirão: ‘A arca do pacto de Jeová!’+ nem subirá ao coração, nem se lembrarão dela+ ou sentirão sua falta, e não mais será feita. 17  Naquele tempo chamarão Jerusalém de trono de Jeová;+ e a ela terão de ser ajuntadas todas as nações,+ ao nome de Jeová em Jerusalém,+ e não mais andarão seguindo a obstinação do seu mau coração.”+ 18  “Naqueles dias andarão, a casa de Judá ao lado* da casa de Israel,+ e juntas+ sairão da terra do norte para a terra que dei como propriedade hereditária aos vossos* antepassados.+ 19  E eu mesmo disse: ‘Oh! como passei a pôr-te* entre os filhos e a dar-te a terra desejável,+ a propriedade hereditária do ornato dos exércitos das nações!’ E eu disse mais: ‘“Meu Pai!”+ vós me chamareis, e não recuareis de seguir-me.’ 20  ‘Verdadeiramente, [assim como] a esposa* se afastou traiçoeiramente do seu companheiro,+ assim vós, ó casa de Israel, agistes traiçoeiramente para comigo’,+ é a pronunciação de Jeová.” 21  Nas veredas batidas ouviu-se um som, o choro, os rogos dos filhos de Israel. Pois entortaram seu caminho;+ esqueceram-se de Jeová, seu Deus.*+ 22  “Voltai, filhos renegados.+ Sararei a vossa condição de renegados.”*+ “Eis-nos aqui! Chegamos a ti, pois tu, ó Jeová, és nosso Deus.+ 23  Verdadeiramente, tanto os morros como o tumulto nos montes+ são da falsidade.+ Verdadeiramente, em Jeová, nosso Deus, está a salvação de Israel.+ 24  Mas a própria coisa vergonhosa+ consumiu o fruto da labuta dos nossos antepassados, desde a nossa mocidade, seus rebanhos e suas manadas, seus filhos e suas filhas. 25  Deitamo-nos em nossa vergonha+ e a nossa humilhação nos está cobrindo;+ pois foi para com Jeová, nosso Deus, que pecamos,+ nós e os nossos pais, desde a nossa mocidade e até o dia de hoje,+ e não obedecemos à voz de Jeová, nosso Deus.”+

Notas de rodapé

Ou “marido”. Hebr.: ’ish.
“Sua esposa (mulher).” Hebr.: ’ish·tóh.
“Terra”, MTSy; LXXVg: “mulher”.
“Tu”, hebr. fem. sing., dirigido a Jerusalém ou Sião.
“Estuprada”, M; Mmargem, “se deitaram contigo”.
Lit.: “a infidelidade (apostasia), Israel”, citando-se assim Israel como exemplo concreto de infidelidade ou apostasia.
Veja 2:2 n.: “Vai.”
“Teu Deus.” Hebr.: ’Elo·há·yikh, pl.
“Transgrediste”, hebr. fem. sing.
Ou “pastorear-vos”.
“Na terra.” Hebr.: ba’á·rets.
Ou “até à”.
“Vossos”, pl., MVg; TLXXSy: “seus”.
“Te”, hebr. fem. sing.
Ou “mulher”. Hebr.: ’ish·sháh.
“Seu Deus.” Hebr.: ‘Elo·heh·hém, pl.
Ou “vosso estado de infidelidade”. Lit.: “vossas infidelidades”.