Jeremias 23:1-40

23  “Ai dos pastores que destroem e espalham as ovelhas do meu pasto!”+ é a pronunciação de Jeová.  Portanto, assim disse Jeová, o Deus de Israel, contra os pastores que pastoreiam meu povo: “Vós é que espalhastes as minhas ovelhas; e continuastes a dispersá-las e não voltastes a vossa atenção para elas.”+ “Eis que volto minha atenção para vós pela ruindade de vossas ações”,+ é a pronunciação de Jeová.  “E eu mesmo reunirei o restante das minhas ovelhas dentre todas as terras às quais eu as dispersara+ e vou trazê-las de volta à sua pastagem,+ e certamente se tornarão fecundas e se tornarão muitas.+  E vou suscitar sobre elas pastores que realmente as apascentarão;+ e não terão mais medo, nem ficarão aterrorizadas,+ e nenhuma delas estará faltando”, é a pronunciação de Jeová.  “Eis que vêm dias”, é a pronunciação de Jeová, “e eu vou suscitar a Davi um renovo justo.+ E um rei há de reinar+ e agir com discrição, e executar o juízo e a justiça na terra.+  Nos seus dias, Judá será salvo+ e o próprio Israel residirá em segurança.+ E este é o nome pelo qual será chamado: Jeová É Nossa Justiça.”*+  “Portanto, eis que vêm dias”, é a pronunciação de Jeová, “e não mais dirão: ‘Jeová está vivo, aquele que fez os filhos de Israel subir da terra do Egito’,+  mas: ‘Jeová está vivo, aquele que fez subir e que fez entrar a descendência* da casa de Israel da terra do norte e de todas as terras às quais eu os dispersara’, e certamente morarão no seu próprio solo.”+  Quanto aos profetas, quebrantou-se-me o coração no meu íntimo. Todos os meus ossos começaram a tremer. Tornei-me como um homem* bêbedo+ e como um varão vigoroso* vencido pelo vinho, por causa de Jeová e por causa das suas santas palavras. 10  Porque a terra se encheu+ de adúlteros.* Pois, por causa da maldição,* a terra passou a prantear,+ as pastagens do ermo se secaram;+ e seu modo de proceder mostra ser mau e sua potência não está direita. 11  “Porque tanto o próprio profeta como o sacerdote ficaram poluídos.+ Também na minha própria casa encontrei a maldade deles”,+ é a pronunciação de Jeová. 12  “Portanto, seu caminho se tornará para eles como lugares escorregadios+ nas trevas, aos quais serão empurrados e [nos quais] certamente cairão.”+ “Pois trarei sobre eles uma calamidade, o ano de se fixar a atenção neles”,+ é a pronunciação de Jeová. 13  “E nos profetas de Samaria+ eu vi o que é impróprio.* Agiram como profetas [incitados] por Baal,+ e estão fazendo meu povo, sim, Israel, andar vagueando.+ 14  E nos profetas de Jerusalém vi coisas horríveis,+ cometendo eles adultério+ e andando em falsidade;+ e eles fortaleceram as mãos dos malfeitores para que não recuassem+ cada um da sua própria maldade. Para mim, todos eles se tornaram como Sodoma,+ e os habitantes dela, como Gomorra.”+ 15  Portanto, assim disse Jeová dos exércitos contra os profetas: “Eis que os faço comer absinto e vou dar-lhes de beber água envenenada.+ Pois dos profetas de Jerusalém saiu apostasia+ a todo o país.” 16  Assim disse Jeová dos exércitos: “Não escuteis as palavras dos profetas que vos profetizam.+ Eles fazem que vos torneis vãos.+ O que falam é a visão do seu próprio coração+ — não da boca de Jeová.+ 17  Dizem vez após vez aos que são desrespeitosos para comigo: ‘Jeová falou: “Paz é o que vós ireis ter.”’+ E [a] todo aquele que anda na obstinação de seu coração+ disseram: ‘Nenhuma calamidade virá sobre vós.’+ 18  Pois, quem estava de pé no grupo íntimo+ de Jeová para ver e ouvir a sua palavra?+ Quem deu atenção à sua palavra para ouvi-la?+ 19  Eis que certamente sairá o vendaval de Jeová, o próprio furor, sim, uma tormenta rodopiante.+ Rodopiará sobre a cabeça dos iníquos.+ 20  A ira de Jeová não recuará até que ele tenha executado+ e até que tenha realizado as idéias de seu coração.+ Na parte final dos dias dareis a isso vossa consideração com compreensão.+ 21  “Não enviei os profetas, no entanto, eles mesmos correram. Não falei com eles, no entanto, eles mesmos profetizaram.+ 22  Mas, se tivessem estado de pé no meu grupo íntimo,+ então teriam feito meu povo ouvir as minhas próprias palavras, e teriam feito que recuassem do seu mau caminho e da ruindade das suas ações.”+ 23  “Sou eu um Deus* que está próximo”, é a pronunciação de Jeová, “e não um Deus longínquo?”+ 24  “Ou pode algum homem* estar escondido em esconderijos sem que eu mesmo o veja?”+ é a pronunciação de Jeová. “Não é os céus e a terra que eu mesmo realmente encho?”+ é a pronunciação de Jeová. 25  “Ouvi o que disseram os profetas que profetizam falsidade em meu próprio nome,+ dizendo: ‘Tive um sonho! Tive um sonho!’+ 26  Até quando existirá no coração dos profetas que profetizam a falsidade e que são profetas da ardileza do seu próprio coração?+ 27  Pensam em fazer meu povo esquecer-se do meu nome mediante os seus sonhos que continuam a narrar um ao outro,+ assim como seus pais se esqueceram do meu nome mediante Baal.+ 28  O profeta com quem há um sonho narre o seu sonho; mas aquele com quem está a minha palavra fale a minha palavra verazmente.”+ “Que tem a palha que ver com o grão?”+ é a pronunciação de Jeová. 29  “Não é a minha palavra correspondentemente como um fogo”,+ é a pronunciação de Jeová, “e como o malho que despedaça o rochedo?”+ 30  “Por isso, eis que sou contra os profetas”,+ é a pronunciação de Jeová, “aqueles que furtam as minhas palavras, cada um do seu companheiro”.+ 31  “Eis que sou contra os profetas”, é a pronunciação de Jeová, “aqueles que empregam a sua língua para pronunciar: ‘Uma pronunciação!’”*+ 32  “Eis que sou contra os profetas de sonhos falsos”, é a pronunciação de Jeová, “que os narram e fazem meu povo vaguear por causa das suas falsidades+ e por causa da sua gabação”.+ “Mas eu mesmo não os enviei nem lhes dei ordem. Assim, de modo algum trarão proveito a este povo”,+ é a pronunciação de Jeová. 33  “E quando este povo, ou o profeta, ou o sacerdote te perguntar, dizendo: ‘Qual é a carga* de Jeová?’+ então terás de dizer-lhes: ‘“Vós sois — ó que carga!*+ E eu certamente vos abandonarei”,+ é a pronunciação de Jeová.’ 34  Quanto ao profeta, ou ao sacerdote, ou ao povo que disser: ‘A carga de Jeová!’ eu também vou voltar a minha atenção para tal homem* e para os da sua casa.+ 35  Assim é que estais dizendo, cada um ao seu próximo e cada um ao seu irmão: ‘Que respondeu Jeová? E que falou Jeová?’+ 36  Mas não mais mencioneis+ a carga+ de Jeová, porque a própria carga torna-se para cada um a sua própria palavra,+ e mudastes as palavras do Deus vivente,*+ Jeová dos exércitos, nosso Deus. 37  “Assim dirás ao profeta: ‘Que resposta te deu Jeová? E que falou Jeová?+ 38  E se o que continuais a dizer é: “A carga de Jeová!” então é assim que disse Jeová: “Visto que dizeis: ‘Esta palavra é a própria carga de Jeová’, quando eu vos mandava dizer: ‘Não deveis dizer: “A carga de Jeová!”’, 39  portanto, eis-me aqui! E eu vou negligenciar-vos terminantemente,+ e vou abandonar a vós e a cidade que dei a vós e aos vossos antepassados — de diante de mim.+ 40  E vou pôr sobre vós vitupério por tempo indefinido e humilhação por tempo indefinido, que não será esquecida.”’”+

Notas de rodapé

Jeová É Nossa Justiça.” Hebr.: Yehwáh Tsidh·qé·nu.
Lit.: “semente”.
“Como um homem.” Hebr.: ke’ísh.
“E como um varão vigoroso.” Hebr.: u·kheghé·ver.
“Adúlteros.” Lat.: a·dúl·te·ris.
Ou “maldição juramentada”. Hebr.: ’a·láh.
Ou “indecência”.
“Deus.” Hebr.: ha·’Elo·héh. Aqui, ha é uma partícula interrogatória introduzindo uma pergunta.
“Algum homem.” Hebr.: ’ish.
“E dizem: ‘Jeová diz’”, Vg; Sy: “e estão dizendo: ‘O próprio Jeová disse assim.’”
Ou: “Qual é a declaração?” Hebr.: mah-mas·sá’.
“Vós sois — ó que carga!” quando se lê o hebraico como ’at·tém mah-mas·sá’; LXXVgc: “Vós sois a carga”; M(hebr.): ’eth-mah-mas·sá’, “esta expressão: ‘Qual é a carga?’!” Em resposta à pergunta do povo, Jeremias foi orientado a responder com um jogo de palavras (trocadilho).
“Tal homem.” Hebr.: ha·’ísh ha·hú’.
Deus vivente.” Hebr.: ’Elo·hím hhai·yím, ambas as palavras no pl.