Eclesiastes 1:1-18

1  As palavras do congregante,*+ filho de Davi, rei em Jerusalém.+  “A maior das vaidades”,*+ disse o congregante, “a maior das vaidades! Tudo é vaidade!”+  Que proveito tem o homem* de toda a sua labuta em que trabalha+ arduamente debaixo do sol?*+  Uma geração vai+ e outra geração vem;+ mas a terra permanece por tempo indefinido.+  E também o sol raiou e o sol se pôs,+ e vem ofegante ao seu lugar onde vai raiar.+  O vento* vai para o sul e faz o giro para o norte.+ Gira* e gira continuamente em volta,+ e o vento* retorna logo aos seus giros.+  Todas as torrentes hibernais+ correm para o mar,+ contudo, o próprio mar não está cheio.+ Ao lugar de onde correm as torrentes hibernais, para lá elas voltam a fim de sair correndo.+  Todas as coisas são fatigantes;+ ninguém pode falar disso. O olho não se farta de ver,+ nem o ouvido se enche de ouvir.+  Aquilo que veio a ser é o que virá a ser;+ e o que se tem feito é o que se fará; de modo que não há nada de novo debaixo do sol.*+ 10  Existe algo de que se possa dizer: “Vê isto; isto é novo”? Já tem existido por tempo indefinido;+ o que veio à existência é de tempo anterior a nós.+ 11  Não há recordação de gente de outrora, nem haverá dos que virão a ser mais tarde.+ Não se mostrará haver recordação nem mesmo daqueles entre os que virão a ser ainda mais tarde.+ 12  Eu, o congregante,* vim a ser rei sobre Israel em Jerusalém.+ 13  E pus meu coração a buscar e a perscrutar a sabedoria+ em relação a tudo o que se tem feito debaixo dos céus — a ocupação calamitosa que Deus tem dado aos filhos da humanidade* para se ocuparem nela.+ 14  Vi todos os trabalhos que se faziam debaixo do sol,+ e eis que tudo era vaidade e um esforço para alcançar o vento.*+ 15  Aquilo que foi feito torto não pode ser endireitado,+ e aquilo que é carente é que não se pode contar. 16  Eu é que falei com o meu coração,+ dizendo: “Eis que eu mesmo aumentei grandemente em sabedoria, mais do que qualquer outro que veio a estar antes de mim em Jerusalém,+ e meu próprio coração tem visto muita sabedoria e conhecimento.”+ 17  E passei a empenhar meu coração a conhecer a sabedoria e a conhecer a doidice,+ e vim a conhecer a estultícia,+ que isto também é um esforço para alcançar o vento.*+ 18  Porque na abundância de sabedoria há abundância de vexame,+ de modo que aquele que incrementa o conhecimento incrementa a dor.+

Notas de rodapé

Ou “reunidor; ajuntador; convocador”, M; LXXVg: “Eclesiastes”, isto é, membro duma eclésia (congregação; assembléia).
“A maior das vaidades.” Lit.: “Vaidade das vaidades”, M(hebr.: havél hava·lím)LXXSyVg.
Lit.: “para o homem terreno”. Hebr.: la·’a·dhám.
Debaixo do sol.” Hebr.: ta·hháth hash·shá·mesh. Esta frase ocorre 29 vezes em Eclesiastes.
“O vento.” Lit.: “ele”, possivelmente referindo-se ao sol nos seus movimentos para o sul e para o norte entre os solstícios do verão e do inverno.
“Gira.” Lit.: “o vento gira”, mas na tradução “vento” é transferido para o início do v.
“O vento.” Hebr.: ha·rú·ahh; gr.: pneú·ma. Veja Gên 1:2 n.: “ativa”.
Veja v. 3 n.: “sol”.
Veja v. 1 n.
Ou “homens”. Hebr.: ha·’a·dhám.
Veja v. 6, a segunda nota sobre “vento”.
Veja v. 6, a segunda nota sobre “vento”.