Ir para conteúdo

Qual é o ponto de vista das Testemunhas de Jeová sobre a educação escolar?

Qual é o ponto de vista das Testemunhas de Jeová sobre a educação escolar?

O nosso ponto de vista sobre a educação escolar baseia-se no que a Bíblia ensina. Cada Testemunha de Jeová usa a sua consciência treinada pela Palavra de Deus para decidir como aplicar os princípios bíblicos. Alguns deles são mencionados a seguir. *

 A educação escolar é essencial

A educação ajuda-nos a desenvolver “a sabedoria prática e o raciocínio”, qualidades valorizadas na Bíblia. (Provérbios 2:10, 11; 3:21, 22) Além disso, Jesus ordenou aos seus seguidores que fossem instrutores das coisas que ele ensinou. (Mateus 28:19, 20) Assim, incentivamos e ajudamos todas as Testemunhas de Jeová a ter uma educação abrangente, que inclua as habilidades de ler, escrever e saber comunicar-se, * e a obter conhecimento sobre outras religiões e culturas. — 1 Coríntios 9:20-22; 1 Timóteo 4:13.

Os governos também entendem a importância da educação. Por isso, em muitos países, estabelecem uma escolaridade obrigatória, que frequentemente inclui o ensino básico e secundário. Nós cumprimos essas exigências, porque obedecemos à ordem bíblica de “que todos estejam sujeitos às autoridades superiores”, ou seja, aos governos. (Romanos 13:1) Além disso, incentivamos os nossos filhos a esforçarem-se e a darem o seu melhor na escola, em vez de ficarem satisfeitos com aprender apenas o mínimo para passar de ano. * Como diz a Palavra de Deus: “O que fizerem, façam-no de todo o coração como se estivessem a servir o Senhor e não os homens.” — Colossenses 3:23, Tradução da Sociedade Bíblica Portuguesa.

A educação ajuda-nos a sustentar a nossa família. A Bíblia diz: “Se alguém não provê o necessário para os seus, e especialmente para os membros da sua família, renega a fé e é pior do que alguém sem fé.” (1 Timóteo 5:8) A educação escolar ajuda-nos a cumprir a obrigação sagrada de sustentar a nossa família. Como diz a The World Book Encyclopedia, um dos objetivos principais da educação é “preparar as pessoas para serem membros produtivos da sociedade [...] como trabalhadores que contribuem para a economia do país.” Em geral, é mais fácil ganhar o sustento para a família quando a pessoa adquiriu competências e uma boa educação. — Provérbios 22:29.

Os pais também podem contribuir muito para preparar os filhos para a vida adulta, e a educação formal pode ser muito valiosa nesse sentido. (2 Coríntios 12:14) Nós incentivamos os pais a matricularem os filhos numa escola, mesmo quando vivem numa região onde a educação não é gratuita, é difícil de obter ou vai contra a cultura local. * Também damos sugestões práticas sobre como os pais podem participar na educação dos filhos. *

 Analise os factos para escolher uma boa educação

Avaliamos com cuidado as opções disponíveis. A Bíblia diz: “A pessoa ingénua acredita em qualquer palavra, mas quem é prudente pensa bem antes de cada passo.” (Provérbios 14:15) Aplicamos esse princípio quando examinamos com cuidado o leque de opções educativas (após o ensino secundário), bem como o custo e a utilidade de cada uma delas. Por exemplo, os cursos de formação profissional são, muitas vezes, uma boa opção que não exige muitos anos de estudo.

A educação baseada na Bíblia tem mais valor do que a educação escolar. Ao contrário da educação escolar, a educação baseada na Bíblia transmite conhecimento de Deus, um conhecimento que pode salvar vidas. (João 17:3) Também ensina valores morais, “o que é certo, justo e direito, todos os caminhos do bem”. (Provérbios 2:9) O apóstolo Paulo teve uma formação equivalente a uma educação universitária de hoje em dia. Mesmo assim, ele reconhecia o “valor superior do conhecimento de Cristo Jesus.” (Filipenses 3:8; Atos 22:3) Muitas Testemunhas de Jeová que frequentaram o ensino superior também acreditam que a sua educação espiritual tem mais valor. *

A educação espiritual ensina ótimos valores morais

 O ensino superior pode expor a pessoa a perigos morais e espirituais

Um provérbio bíblico diz: “Quem é prudente vê o perigo e esconde-se.” (Provérbios 22:3) Na opinião das Testemunhas de Jeová, o ambiente em algumas universidades ou instituições similares pode representar um perigo para a sua moral e para a sua amizade com Deus. Por este motivo, muitas Testemunhas de Jeová decidem não se expor a si mesmas, nem aos seus filhos, a esse ambiente. Também acham que nas instituições de ensino superior e politécnico costumam ser promovidas ideias equivocadas, como as mencionadas abaixo.

  • Mito: O dinheiro traz felicidade e segurança

    Muitas vezes, o ensino superior é apresentado como o meio mais seguro para conseguir um trabalho com um bom salário. Por isso, cada vez mais alunos frequentam a universidade principalmente para ganharem mais dinheiro. Alguns esperam que o dinheiro lhes traga felicidade e segurança, mas a Bíblia diz que não é sensato pensar assim. (Eclesiastes 5:10) Mais importante ainda, a Bíblia também ensina que “o amor ao dinheiro é a raiz de todo o tipo de coisas prejudiciais” e, muitas vezes, leva a pessoa a perder a fé. (1 Timóteo 6:10) As Testemunhas de Jeová esforçam-se muito para não se deixarem enlaçar pelo “poder enganoso das riquezas.” — Mateus 13:22.

  • Mito: Uma pessoa deve procurar a fama ou o estatuto social que o ensino superior lhe pode trazer

    Por exemplo, Nika Gilauri, ex-primeiro-ministro da Geórgia, escreveu o seguinte sobre um ponto de vista comum no seu país: “Um diploma universitário é praticamente um símbolo de status na Geórgia. [...] [No passado,] os jovens que não se formavam na universidade eram considerados uma vergonha para a família.” * Em contraste com isso, a Bíblia diz para não procurarmos destaque neste mundo. Os líderes religiosos dos dias de Jesus faziam isso, mas Cristo avisou-os: “Como é que podem crer, se aceitam glória uns dos outros?” (João 5:44) O ambiente universitário pode levar a pessoa a tornar-se arrogante, e isso é algo que Deus odeia. — Provérbios 6:16, 17; 1 Pedro 5:5.

  • Mito: Cada pessoa deve decidir por si mesma o que é certo ou errado

    As Testemunhas de Jeová aceitam as normas de Deus sobre o que é certo e o que é errado. (Isaías 5:20) No entanto, um artigo de uma revista indica que a pressão dos colegas da universidade leva muitos alunos a “tomarem decisões contrárias ao que consideram certo e errado”. * Esta declaração está de acordo com o princípio bíblico: “Más companhias estragam bons hábitos.” (1 Coríntios 15:33) No ambiente universitário, práticas que Deus condena, como bebedeiras, consumo de drogas e sexo fora do casamento, são, em geral, comuns e até incentivadas. — 1 Coríntios 6:9, 10; 2 Coríntios 7:1.

  • Mito: O ensino superior é a melhor maneira de melhorar o mundo

    É verdade que muitas pessoas pretendem frequentar o ensino superior, não para obter riqueza, estatuto social ou prazeres, mas para se tornarem pessoas melhores e fazerem do mundo um lugar melhor. Estes são objetivos nobres, mas as Testemunhas de Jeová escolheram um caminho diferente. Como Jesus, achamos que o Reino de Deus é a única esperança de um mundo melhor. (Mateus 6:9, 10) No entanto, não ficamos à espera de forma passiva até que o Reino resolva os problemas do mundo. Em vez disso, fazemos como Jesus: falamos das “boas novas do Reino” em toda a Terra, ajudando centenas de milhares de pessoas, todos os anos, a mudarem a sua vida para melhor. *Mateus 24:14.

^ par. 1 Os jovens que são Testemunhas de Jeová e que ainda moram com os pais obedecem aos desejos destes quanto à sua educação, desde que essa vontade não entre em conflito com as leis de Deus. — Colossenses 3:20.

^ par. 2 Com essa finalidade, já publicámos mais de 11 milhões de exemplares de ajudas à alfabetização, como a brochura Aplique-se à Leitura e à Escrita, e damos aulas gratuitas de alfabetização em todo o mundo, em 120 idiomas. Entre 2003 e 2017, ensinámos cerca de 70 mil pessoas a ler e a escrever.

^ par. 3 Veja o artigo “Devo deixar a escola?

^ par. 5 Por exemplo, incentivamos os pais a inscreverem os filhos e as filhas na escola. Veja o artigo “Deve meu filho estudar numa escola?”, na revista A Sentinela de 15 de março de 2003.

^ par. 7 Veja a secção “Opiniões sobre a origem da vida” do site jw.org.

^ par. 12 Practical Economics: Economic Transformation and Government Reform in Georgia 2004 – 2012, página 170.

^ par. 14 Journal of Alcohol and Drug Education Volume 61, n° 1, abril de 2017, página 72.

^ par. 16 “Na secção “A Bíblia Muda Vidas” do site jw.org, há casos reais que mostram o poder que a Palavra de Deus e a mensagem do Reino têm sobre as pessoas.