Ir para conteúdo

Porque é que as Testemunhas de Jeová não aceitam transfusões de sangue?

Porque é que as Testemunhas de Jeová não aceitam transfusões de sangue?

Alguns conceitos equivocados

Mito: As Testemunhas de Jeová não usam medicamentos nem aceitam tratamentos médicos.

Facto: Nós procuramos para nós e para a nossa família o melhor tratamento médico possível. Quando ficamos doentes, consultamos médicos com experiência em realizar tratamentos e cirurgias sem sangue. Reconhecemos os avanços que foram feitos no campo da medicina. De facto, os tratamentos sem sangue desenvolvidos para ajudar pacientes Testemunhas de Jeová, são agora usados para beneficiar outros pacientes. Em muitos países, qualquer paciente pode escolher evitar os riscos decorrentes de transfusões, como doenças transmitidas pelo sangue, reações do sistema imunitário e erro humano.

Mito: As Testemunhas de Jeová acreditam que a fé pode curar doenças.

Facto: Nós não realizamos curas pela fé.

Mito: As alternativas às transfusões de sangue são muito caras.

Facto: Os tratamentos médicos sem sangue são economicamente viáveis. *

Mito: Muitas Testemunhas de Jeová, incluindo crianças, morrem todos os anos por não aceitarem transfusões de sangue.

Facto: Essa afirmação não tem nenhuma base. É comum cirurgiões realizarem procedimentos complexos, como operações cardíacas, cirurgias ortopédicas e transplantes de órgãos, sem transfusões de sangue. * Os pacientes, incluindo crianças, que não recebem transfusões, geralmente, recuperam-se tão bem, ou até melhor, do que aqueles que aceitam transfusões. * De qualquer modo, ninguém pode dizer com toda a certeza que um paciente vai morrer se recusar uma transfusão, ou que vai sobreviver se a aceitar.

Porque é que as Testemunhas de Jeová não aceitam transfusões de sangue?

Esta é uma questão mais religiosa do que médica. Tanto o Velho como o Novo Testamento ordenam-nos claramente a abstermo-nos de sangue. (Génesis 9:4; Levítico 17:10; Deuteronómio 12:23; Atos 15:28, 29) Além disso, para Deus, o sangue representa a vida. (Levítico 17:14) Então, evitamos tomar sangue por qualquer via, não só em obediência a Deus, mas também para lhe mostrar respeito como o Dador da vida.

Os conceitos estão a mudar

Cirurgias complexas podem ser realizadas com êxito sem o uso de transfusões de sangue

No passado, a comunidade médica costumava encarar as opções terapêuticas sem sangue como extremistas, ou até mesmo suicidas. Mas isso tem mudado nos últimos anos. Por exemplo, em 2004, um artigo publicado numa revista médica declarou que “muitas das técnicas desenvolvidas para pacientes Testemunhas de Jeová, em breve, irão tornar-se procedimentos-padrão”. * Em 2010, um artigo na revista Heart, Lung and Circulation disse que “a cirurgia sem sangue não se deveria limitar apenas às Testemunhas de Jeová, mas fazer parte integral da prática cirúrgica básica”.

Milhares de médicos, em todo o mundo, usam técnicas que minimizam a perda de sangue quando realizam cirurgias complexas, sem recorrerem a transfusões. Essas opções terapêuticas são usadas até em países em desenvolvimento e são solicitadas por muitos pacientes que não são Testemunhas de Jeová.

^ par. 6 Veja Transfusion and Apheresis Science, vol. 33, n.° 3, p. 349.

^ par. 8 Veja The Journal of Thoracic and Cardiovascular Surgery, vol. 134, n.° 2, pp. 287-288; Texas Heart Institute Journal, vol. 38, n.° 5, p. 563; Basics of Blood Management (Noções Básicas de Gestão do Sangue), p. 2; e Continuing Education in Anaesthesia, Critical Care & Pain, vol. 4, n.° 2, p. 39.

^ par. 8 Veja The Journal of Thoracic and Cardiovascular Surgery, vol. 89, n.° 6, p. 918; e Heart, Lung and Circulation, vol. 19, p. 658.

^ par. 10 Continuing Education in Anaesthesia, Critical Care & Pain, vol. 4, n.° 2, p. 39.