Ir para conteúdo

Cheias que trouxeram boas notícias

Cheias que trouxeram boas notícias

Em 2017, doze Testemunhas de Jeová partiram da Costa dos Mosquitos (ou Mosquítia), na Nicarágua, num barco chamado Sturi Yamni. Um membro da tripulação chamado Stephen relembra: “O nosso objetivo era encorajar um pequeno grupo de Testemunhas de Jeová que viviam numa área remota e ajudá-las a pregar as boas novas no seu vasto território.”

As doze Testemunhas de Jeová partiram da Lagoa das Pérolas, na sua expedição de 200 quilómetros pelo Rio Grande de Matagalpa acima. Mal sabiam eles que o nome do barco, que significa “Boas Novas” na língua misquiita, passaria a ter um significado especial para as pessoas que vivem ao longo do rio. Depois de 12 horas de viagem, sem contar com a paragem para pernoitar, os irmãos chegaram ao seu destino: La Cruz de Río Grande. As seis Testemunhas de Jeová locais receberam calorosamente os seus irmãos espirituais.

Naquela noite, abateu-se uma forte tempestade sobre aquela região, que trouxe chuvas intensas às cabeceiras do Rio Grande de Matagalpa. Em poucas horas, o rio transbordou e o nível da água continuou a subir durante dois dias. O Salão do Reino e muitas das casas em La Cruz ficaram inundadas. Os irmãos visitantes ajudaram a população local a evacuar as suas casas. A maioria dessas pessoas passou as duas noites seguintes numa casa de dois andares pertencente a uma Testemunha de Jeová.

O Salão do Reino de La Cruz, inundado

Na terceira noite após a tempestade, o presidente da Câmara de La Cruz foi visitar as Testemunhas de Jeová que ali estavam de passagem para pedir ajuda. Como o Sturi Yamni era o único barco robusto o suficiente para navegar no rio naquelas circunstâncias, o presidente da Câmara pediu que a tripulação transportasse uma equipa de salvamento rio abaixo, para ajudar outras comunidades afetadas. As Testemunhas ficaram felizes por poderem ajudar.

Na manhã seguinte, três Testemunhas de Jeová partiram com a equipa de salvamento. Stephen relembra: “Nessa altura, o rio estava revolto. Enormes árvores que tinham sido arrancadas pela raiz flutuavam rio abaixo, havia grandes remoinhos e o rio corria a uma velocidade de mais de 18 quilómetros por hora.” Apesar das condições difíceis, o barco conseguiu chegar a três aldeias.

As três Testemunhas de Jeová aproveitaram a oportunidade para dar algum consolo aos moradores daquelas aldeias. Também distribuíram exemplares de um número de 2017 da Despertai!, apropriadamente intitulado “Tragédias – O que fazer quando sua vida está em jogo”.

Os habitantes das comunidades ribeirinhas ficaram muito gratos tanto pela ajuda prática como pela ajuda espiritual que as Testemunhas de Jeová lhes deram. Alguns moradores disseram: “Eles estão dispostos a ajudar em tempos difíceis.” Outros afirmaram: “Eles têm verdadeiro amor ao próximo.” Depois de verem o esforço que as Testemunhas de Jeová fizeram para ajudar tanto os seus companheiros de adoração como outras pessoas, muitos moradores ficaram mais dispostos a ouvir a mensagem consoladora da Bíblia.

Marco, um membro da tripulação, a sair do Sturi Yamni para compartilhar as boas novas com os moradores de uma aldeia

O Sturi Yamni atracado numa aldeia inundada