Ir para conteúdo

Uma reação branda perante dois padres furiosos

Uma reação branda perante dois padres furiosos

Artur, um superintendente de circuito da Arménia, estava de visita a uma congregação das Testemunhas de Jeová. Durante a visita, ele apercebeu-se de que os irmãos locais ainda não tinham participado no testemunho público, que consiste no uso de carrinhos para expor literatura bíblica. Para encorajar esta modalidade de pregação, Artur e a sua esposa, Anna, juntamente com um irmão local chamado Jirayr, decidiram montar o carrinho de literatura num local muito movimentado de uma pequena cidade.

As pessoas que passavam pelo carrinho começaram logo a demonstrar interesse e a tirar publicações. No entanto, este método de testemunho também atraiu rapidamente a atenção de opositores. Dois padres aproximaram-se e, sem qualquer aviso, um deles atirou o carrinho ao chão com um pontapé. A seguir, deu uma bofetada a Artur, atirando-lhe com os óculos para o chão. Artur, Anna e Jirayr tentaram acalmar os padres, mas não conseguiram. Eles puseram-se a pisar o carrinho, tentando parti-lo, e as publicações espalharam-se por todo o lado. Depois de insultarem e ameaçarem os irmãos, os padres foram-se embora.

Artur, Anna e Jirayr dirigiram-se, então, à esquadra da polícia local para apresentar uma queixa. Fizeram o seu depoimento e falaram brevemente sobre a Bíblia com alguns agentes da polícia e outros funcionários da esquadra. Depois, os três irmãos foram encaminhados para o gabinete do chefe da esquadra. Inicialmente, ele estava apenas interessado em saber mais detalhes do incidente mas, ao perceber que Artur, que é um homem corpulento, não tinha reagido ao levar uma bofetada, o polícia deixou de fazer perguntas sobre o caso e começou a fazer perguntas sobre as crenças das Testemunhas de Jeová. Eles ficaram a conversar durante quatro horas! O polícia ficou tão impressionado com o que ouviu que disse: “Que religião impressionante! Um dia quero ser como vocês!”

Artur e Anna

No dia seguinte, quando Artur voltou para o testemunho público, foi abordado por um homem que tinha presenciado o incidente do dia anterior. O homem elogiou Artur por ter mantido a calma e por não ter retaliado, e acrescentou que, por causa do que tinha acontecido, ele tinha perdido todo o respeito pelos padres.

Nessa noite, o chefe da polícia chamou novamente Artur à esquadra, não para discutir o caso, mas para fazer mais perguntas sobre a Bíblia. Dois outros polícias também participaram na conversa.

No dia seguinte, Artur visitou novamente o chefe da esquadra, desta vez para lhe mostrar alguns dos nossos vídeos baseados na Bíblia, e ele convidou alguns colegas para verem os vídeos com eles.

Muitos polícias tiveram, pela primeira vez, a oportunidade de receber um excelente testemunho. Agora têm uma opinião positiva acerca das Testemunhas de Jeová, e tudo por causa de dois padres furiosos.