Ir para conteúdo

Ele aprendeu com os presos

Ele aprendeu com os presos

Em 2011, um homem da Eritreia chegou à Noruega como refugiado. Quando foi contactado pelas Testemunhas de Jeová, ele disse que já tinha conhecido Testemunhas de Jeová na sua terra natal. De facto, enquanto cumpria o serviço militar, ele tinha presenciado que as Testemunhas, presas por causa da sua fé, se recusavam a servir no exército, mesmo quando eram duramente maltratadas.

Numa súbita mudança de acontecimentos, esse mesmo homem foi mandado para a prisão, onde conheceu três Testemunhas de Jeová que estão encarceradas por causa da sua fé desde 1994: Paulos Eyasu, Negede Teklemariam e Isaac Mogos.

Enquanto esteve preso, este homem pôde ver, em primeira mão, o quanto as Testemunhas vivem de acordo com aquilo que ensinam. Ele reparou que eram honestos e que até partilhavam a comida com outros prisioneiros. Observou, ainda, que os prisioneiros Testemunhas de Jeová se reuniam para estudar a Bíblia diariamente, e que convidavam outros para participarem nesse estudo. Eles podiam sair da prisão se tão-somente assinassem um documento a renunciar às suas crenças, mas recusavam-se a fazê-lo.

Esta experiência causou um profundo impacto neste homem sincero e, depois de se instalar na Noruega, ele quis descobrir a razão de as Testemunhas de Jeová terem uma fé tão forte. Assim, quando foi contactado pelas Testemunhas de Jeová, ele iniciou imediatamente um estudo da Bíblia e passou a assistir às reuniões.

Em setembro de 2018, foi batizado como Testemunha de Jeová. Agora, ele aproveita todas as oportunidades para contactar pessoas da Eritreia e do Sudão, encorajando-as estudar a Bíblia e a desenvolver uma fé forte.