Ir para conteúdo

A BÍBLIA MUDA VIDAS

“Já não tenho vergonha de mim próprio”

“Já não tenho vergonha de mim próprio”
  • Ano de nascimento: 1963

  • País de origem: México

  • Histórico: Vivia na rua em criança; sentimentos de inferioridade

O MEU PASSADO

Nasci em Ciudad Obregón, no norte do México, e era o quinto de nove filhos. Vivíamos nos arredores da cidade, onde o meu pai tomava conta de uma pequena quinta. Era um lugar agradável para viver, e a nossa família era unida e feliz. Mas, infelizmente, quando eu tinha apenas cinco anos, um furacão destruiu a nossa quinta e tivemos de nos mudar para outra cidade.

O meu pai começou a ganhar bem, mas, entretanto, tornou-se um alcoólico. Isso afetou o casamento e os filhos. Começámos a fumar cigarros, que roubávamos ao meu pai. Quando eu tinha apenas seis anos, embebedei-me pela primeira vez. Pouco tempo depois, os meus pais separaram-se e os meus vícios pioraram.

A minha mãe levou-nos com ela quando foi viver com outro homem. Ele não lhe dava dinheiro nenhum e nós não conseguíamos sobreviver só com o que ela ganhava. Então, eu e os meus irmãos fazíamos alguns trabalhos que encontrávamos, mas mal conseguíamos ganhar para as despesas. Eu engraxava sapatos e vendia pão, jornais, pastilhas elásticas e outras coisas. Também vagueava pela cidade à procura de comida nos caixotes do lixo dos ricos.

Quando tinha dez anos, um senhor convidou-me para trabalhar com ele na lixeira da cidade. Aceitei a oferta, deixei a escola e saí de casa. Ele pagava-me menos de um dólar por dia e dava-me comida que apanhava na lixeira. Eu vivia numa barraca que eu construí com coisas que encontrava no lixo. As pessoas ao meu redor usavam linguagem obscena e eram sexualmente imorais. Muitos eram viciados em drogas e álcool. Foi a pior época da minha vida e eu chorava com medo todas as noites. Sentia-me muito envergonhado por causa da minha pobreza e pouca instrução. Vivi na lixeira cerca de três anos, até ir viver para outro estado do México. Lá, trabalhei nos campos, a colher flores e a apanhar algodão, cana-de-açúcar e batata.

Vivi numa lixeira como esta durante três anos

Quatro anos depois, voltei para Ciudad Obregón. Uma das minhas tias, que era curandeira, deixava-me dormir num quarto da sua casa. Comecei a ter pesadelos e sentia-me tão deprimido que até tinha pensamentos suicidas. Uma noite, orei a Deus: “Senhor, se tu existes, eu quero conhecer-te e vou servir-te para sempre. Se há uma religião verdadeira, eu quero conhecê-la.”

COMO A BÍBLIA MUDOU A MINHA VIDA

Sempre me interessei por assuntos espirituais. Mesmo em criança, fui a muitas igrejas diferentes, mas fiquei sempre desiludido. Nenhuma delas falava muito sobre a Bíblia nem me ajudava a satisfazer a minha necessidade espiritual. Algumas falavam demasiado sobre dinheiro, e noutras os membros levavam uma vida imoral.

Quando eu tinha 19 anos, um dos meus cunhados contou-me que as Testemunhas de Jeová lhe tinham mostrado o que a Bíblia diz sobre o uso de imagens na adoração. Ele leu-me Êxodo 20:4, 5, onde diz que não devemos usar imagens esculpidas. O versículo 5 diz: “Não te curves diante delas nem as sirvas, pois eu, Jeová, teu Deus, sou um Deus que exige devoção exclusiva.” Então, o meu cunhado perguntou-me: “Se Deus usasse imagens para realizar milagres ou se ele quisesse que nós as usássemos na adoração, então porquê proibi-las?” Isto deixou-me a pensar. Depois disso, tivemos várias conversas sobre assuntos bíblicos. Eu gostava tanto daquelas conversas que parecia que o tempo voava.

Algum tempo depois, ele levou-me a uma reunião das Testemunhas de Jeová. Fiquei realmente impressionado com o que lá vi e ouvi. Até os mais novos participaram no programa e falaram fluentemente no palco! Eu pensei: “Aqui as pessoas podem mesmo aprender!” Apesar do meu cabelo comprido e da minha aparência desleixada, as Testemunhas de Jeová receberam-me de um modo muito caloroso. Uma família até me convidou para jantar depois da reunião!

No meu estudo da Bíblia com as Testemunhas de Jeová, aprendi que Jeová Deus é um Pai amoroso que se preocupa connosco independentemente da nossa condição financeira, da nossa origem social ou racial, ou da nossa escolaridade. Ele é realmente imparcial. (Atos 10:34, 35) Finalmente, sentia-me preenchido espiritualmente. A minha sensação de vazio tinha desaparecido.

COMO FUI BENEFICIADO

Toda a minha vida começou a melhorar drasticamente! Deixei de fumar, de beber em excesso e de usar linguagem obscena. O ressentimento que eu tinha desde criança começou a desaparecer e os meus terríveis pesadelos também. Além disso, consegui ultrapassar o meu complexo de inferioridade, que estava tão enraizado em mim, e que, na minha opinião, foi causado pelos traumas emocionais que sofri durante a minha infância e pela minha pouca escolaridade.

Hoje, tenho uma esposa maravilhosa, que ama Jeová e que é um grande apoio para mim. Agora, sirvo como superintendente de circuito das Testemunhas de Jeová e visito congregações para encorajar e ensinar os meus irmãos e irmãs espirituais, que são uma família para mim. Graças à Bíblia, que pode restabelecer-nos, e à excelente instrução que Deus nos dá, eu já não tenho vergonha de mim próprio.

Eu e a minha esposa gostamos de ajudar outros, tal como eu fui ajudado