Ir para conteúdo

TEXTOS BÍBLICOS EXPLICADOS

Jeremias 29:11: “Conheço os planos que tenho para vocês”

Jeremias 29:11: “Conheço os planos que tenho para vocês”

“‘Pois sei muito bem o que tenho em mente para vocês’, diz Jeová. * ‘Quero que tenham paz, não calamidade. Quero dar-vos um futuro e uma esperança.’” — Jeremias 29:11, Tradução do Novo Mundo.

“‘Porque sou eu que conheço os planos que tenho para vocês’, diz o Senhor, ‘planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dano, planos de dar-lhes esperança e um futuro.’” — Jeremias 29:11, Nova Versão Internacional.

Significado de Jeremias 29:11

Jeová Deus garantiu aos seus adoradores que tinha em mente um futuro pacífico para eles. Embora estas palavras fossem escritas para pessoas que viveram no passado, continuam a descrever os pensamentos de Deus hoje. Ele é “o Deus que dá esperança”. (Romanos 15:13) Ele registou promessas como esta na Bíblia precisamente para que “tivéssemos esperança” de um futuro melhor. — Romanos 15:4.

Contexto de Jeremias 29:11

Estas palavras fazem parte de uma carta enviada aos israelitas que tinham sido levados como cativos de Jerusalém * para o exílio em Babilónia. (Jeremias 29:1) Deus disse aos exilados que eles ficariam em cativeiro durante muito tempo, e que deveriam construir casas, plantar pomares, constituir família e criar os seus filhos. (Jeremias 29:4-9) No entanto, Deus acrescentou: “Quando se completarem 70 anos em Babilónia, voltarei a minha atenção para vocês e cumprirei a minha promessa, trazendo-vos de volta [a Jerusalém].” (Jeremias 29:10) Deus garantiu, assim, que não se esqueceria deles e que a esperança que eles tinham, de regressar a casa, se tornaria uma realidade. — Jeremias 31:16, 17.

Deus cumpriu a promessa que fez aos israelitas. Exatamente como tinha predito, Babilónia foi conquistada por Ciro, rei da Pérsia. (Isaías 45:1, 2; Jeremias 51:30-32). Depois disso, Ciro permitiu que os judeus voltassem à sua terra natal. Depois de 70 anos de cativeiro, eles estavam, finalmente, de regresso a Jerusalém. — 2 Crónicas 36:20-23; Esdras 3:1.

O facto de a promessa registada em Jeremias 29:11 não ter falhado dá confiança àqueles que, atualmente, têm esperança nas promessas de Deus. Uma dessas promessas garante-nos que haverá paz mundial através do Reino de Deus, às mãos de Cristo Jesus. — Salmo 37:10, 11, 29; Isaías 55:11; Mateus 6:10.

Mitos sobre Jeremias 29:11

Mito: Deus tem um “plano” específico para cada indivíduo.

Facto: Deus deixa as pessoas decidirem por si próprias o caminho que querem seguir. As suas palavras em Jeremias 29:11 foram dirigidas aos israelitas exilados em Babilónia como grupo. Deus tinha uma ideia em mente para esse grupo de pessoas: um futuro de paz. (Jeremias 29:4) No entanto, Deus permitiu que cada pessoa escolhesse se ia ou não beneficiar-se da sua promessa. (Deuteronómio 30:19, 20; Jeremias 29:32) Aqueles que optaram por procurar a Deus fizeram isso através de orações motivadas por um coração sincero. — Jeremias 29:12, 13.

Mito: Deus dará prosperidade material aos seus adoradores.

Facto: A palavra “prosperar” encontrada em algumas traduções da Bíblia em Jeremias 29:11 é a tradução de uma palavra hebraica que significa “paz, saúde e bem-estar”. De acordo com o contexto, Deus prometeu dar aos israelitas exilados paz e bem-estar, não riquezas. Eles continuariam a existir como nação e, um dia, regressariam a Jerusalém. — Jeremias 29:4-10.

Leia Jeremias, capítulo 29, e aceda a notas de rodapé e a referências cruzadas.

^ par. 1 Jeová é o nome pessoal de Deus. — Salmo 83:18.

^ par. 4 Sobre Jeremias 29:11, uma obra de referência afirma: “É difícil encontrar uma promessa mais maravilhosa nas Escrituras, que expresse assim a compaixão e a ternura de Javé [Jeová] para com aqueles exilados, oferecendo-lhes, finalmente, uma verdadeira razão para otimismo e expectativa.” — The Expositor’s Bible Commentary (Comentário Bíblico do Expositor), volume 7, página 360.