Ir para conteúdo

Como evitar beber demais?

Como evitar beber demais?

Algumas pessoas bebem mais álcool quando se sentem stressadas, solitárias, ou, simplesmente, quando estão aborrecidas. Você está a beber mais do que costumava beber? Em caso afirmativo, como é que se pode certificar de que não perde o controlo ou cai na dependência do álcool? Considere algumas informações práticas que podem ajudá-lo a evitar beber demais.

 O que é o consumo moderado de álcool?

O que a Bíblia diz: “Não estejas entre os que bebem muito vinho.” — Provérbios 23:20.

Considere: A Bíblia não condena beber álcool com moderação. (Eclesiastes 9:7) Contudo, faz uma distinção entre moderação em beber, exagero e embriaguez. (Lucas 21:34; Efésios 5:18; Tito 2:3) Mesmo que você não atinja um estado de embriaguez, beber em demasia pode prejudicar a sua capacidade de tomar decisões, a sua saúde ou o seu relacionamento com os outros. — Provérbios 23:29, 30.

Muitas autoridades reconhecem a diferença entre beber uma quantidade moderada ou exagerada de álcool. Esta diferença é frequentemente expressa em termos do número de bebidas que, em média, a pessoa consome por dia e o número de dias por semana em que a pessoa bebe. * No entanto, todas as pessoas têm uma reação diferente ao álcool, e há alturas em que a melhor decisão é não beber de todo. Veja abaixo o que diz a Organização Mundial de Saúde.

“Mesmo uma ou duas bebidas podem ser demais — por exemplo:

  • Quando conduz ou trabalha com máquinas;

  • Quando está grávida ou a amamentar;

  • Quando toma certos medicamentos;

  • Se tem algum problema de saúde específico;

  • Se não consegue controlar o que bebe.”

 Sinais de que o consumo de álcool está a tornar-se em abuso de álcool

O que a Bíblia diz: “Avaliemos e examinemos os nossos caminhos.” — Lamentações 3:40.

Considere: Você pode proteger-se dos efeitos nocivos do álcool, se fizer regularmente uma análise dos seus hábitos de consumo, e mudá-los se necessário. Esteja atento aos seguintes sinais, que podem indicar que está a perder o controlo.

  • Você depende do álcool para se sentir feliz. Você sente que precisa de beber para relaxar, socializar ou divertir-se. Você bebe para lidar com os seus problemas.

  • Você está a beber mais do que costumava. Você bebe mais frequentemente. As suas bebidas têm uma percentagem maior de álcool, e precisa de beber mais para sentir o mesmo que anteriormente.

  • Beber já lhe causou problemas em casa ou no trabalho. Por exemplo, está a gastar mais dinheiro em álcool do que pode pagar.

  • Você faz coisas que não são seguras depois de beber, como, por exemplo, conduzir, nadar ou operar máquinas.

  • Outros expressam preocupação a respeito do seu consumo. Quando o fazem, você fica na defensiva. Você tenta esconder o seu consumo de outros, ou mente sobre a quantidade que está a beber.

  • Tem problemas em parar. Já tentou reduzir ou parar de beber, mas não consegue.

 Cinco sugestões que o ajudam a controlar o consumo de álcool

1. Faça um plano.

O que a Bíblia diz: “Os planos do diligente certamente dão bons resultados.” — Provérbios 21:5.

Tente o seguinte: Escolha os dias da semana em que vai beber. Estabeleça um limite moderado de quantas bebidas vai consumir nesses dias. Coloque, pelo menos, dois dias de parte nos quais não vai beber.

“Fazer pausas regulares no consumo de álcool é a melhor forma de diminuir o risco de se tornar dependente”, diz uma associação de educação relacionada com álcool, no Reino Unido.

2. Coloque o seu plano em prática.

O que a Bíblia diz: “Terminem o que começaram.” — 2 Coríntios 8:11.

Tente o seguinte: Aprenda qual é o tamanho padrão das bebidas, para que consiga medir e contar o que consome de forma rigorosa. Encontre bebidas não álcoolicas saudáveis de que goste, e mantenha-as num sítio acessível.

“Mudanças pequenas podem fazer uma grande diferença para reduzir a probabilidade de ter problemas relacionados com o álcool”, diz o Instituto Nacional do Abuso de Álcool e Alcoolismo dos Estados Unidos.

3. Mantenha as suas decisões.

O que a Bíblia diz: “Que o vosso ‘sim’ signifique sim, e o vosso ‘não’, não.” — Tiago 5:12.

Tente o seguinte: Esteja preparado para dizer “Não” de uma forma educada, mas convincente, se alguém lhe oferecer uma bebida que interfira com o seu plano.

“Quanto mais depressa conseguir dizer ‘não’ a estas ofertas, menos provável será ceder”, diz o Instituto Nacional do Abuso de Álcool e Alcoolismo dos Estados Unidos.

4. Concentre-se nos benefícios das suas decisões.

O que a Bíblia diz: “O fim de uma coisa é melhor do que o seu início.” — Eclesiastes 7:8.

Tente o seguinte: Faça uma lista das razões que o levam a controlar o seu consumo de álcool. Inclua coisas tais como melhorar o seu sono, a sua saúde, as suas finanças e os seus relacionamentos. Se falar acerca das suas decisões com outros, concentre-se nos benefícios – não nos desafios.

5. Procure o apoio de Deus.

O que a Bíblia diz: “Para todas as coisas tenho força graças àquele que me dá poder.” — Filipenses 4:13.

Tente o seguinte: Se está preocupado com os seus hábitos de consumo de álcool, ore a Deus a pedir ajuda. Peça-lhe força e autodomínio. * Tire tempo para descobrir a sabedoria prática contida na Sua Palavra, a Bíblia. Com Deus do seu lado, você pode controlar o seu consumo de álcool.

^ par. 9 Por exemplo, o Departamento da Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos menciona que ‘o consumo excessivo de álcool, no caso das mulheres, traduz-se em 4 ou mais bebidas num dia, ou em 8 ou mais bebidas por semana. Os números, no caso dos homens, estão entre as 5 ou mais bebidas por dia, ou 15 ou mais bebidas por semana.’ O tamanho padrão das bebidas varia de acordo com o país. Portanto, consulte o seu prestador de cuidados de saúde para confirmar o que é considerado um limite de baixo risco para si.

^ par. 43 Se você não conseguir controlar o seu consumo, talvez precise de procurar ajuda profissional.