Ir para conteúdo

Descoberta arqueológica confirma a existência histórica do rei David

Descoberta arqueológica confirma a existência histórica do rei David

De acordo com a Bíblia, o rei David, de Israel, viveu no décimo primeiro século AEC, tendo os seus descendentes governado durante centenas de anos. No entanto, alguns críticos têm sustentado a ideia de que David é uma figura mítica ou lendária, criada muito tempo depois dessa época. Será que o rei David realmente existiu?

Em 1993, o arqueólogo Avraham Biran e a sua equipa descobriram um fragmento de pedra em Tel Dan, no norte de Israel, no qual se encontra uma inscrição que se refere à “Casa de David”. Registada em caracteres semíticos antigos, essa inscrição remonta ao nono século AEC. Trata-se, ao que tudo indica, de parte de um monumento que os arameus erigiram, vangloriando-se das suas vitórias sobre os israelitas.

Num artigo publicado em Bible History Daily, afirma-se o seguinte: “A inscrição ‘Casa de David’ teve os seus céticos. [...] Contudo, a maior parte dos eruditos e arqueólogos bíblicos aceitaram prontamente que a estela de Tel Dan fornecia a primeira prova concreta da existência histórica do rei David mencionado na Bíblia, tornando-a uma das mais importantes descobertas da arqueologia bíblica relatada na publicação científica BAR [Biblical Archaeology Review].”