Ir para conteúdo

AJUDA PARA A FAMÍLIA | CRIAR FILHOS

As Crianças e os Smartphones – Parte 2: Como ensinar o seu filho a usar um smartphone de forma responsável

As Crianças e os Smartphones – Parte 2: Como ensinar o seu filho a usar um smartphone de forma responsável

Um smartphone é como uma ferramenta: pode ser útil ou perigoso, dependendo de como o usamos. Como pode ensinar os seus filhos a usarem esta ferramenta poderosa de forma responsável? Por exemplo, quanto tempo a olhar para um ecrã é tempo a mais? *

 O que deve saber

  • Existem perigos associados ao uso de smartphones. Como mencionado no artigo “As Crianças e os Smartphones – Parte 1: O meu filho deve ter um smartphone?”, os smartphones dão acesso a tudo o que a Internet tem para oferecer, tanto o bom como o mau.

    “É fácil esquecermo-nos de que um smartphone pode expor os nossos filhos a todo o tipo de ideias e de pessoas perigosas.” — Brenda.

  • Os filhos precisam de orientação. Os jovens usam as tecnologias digitais praticamente desde que nasceram, enquanto que, para muitos adultos, esse ainda é um território relativamente novo. Contudo, isso não quer dizer que os pais sejam tecnologicamente incompetentes e que os filhos sejam mais qualificados do que eles para decidir como e quando utilizar o smartphone.

    É verdade, os seus filhos podem ser tecnicamente mais hábeis do que você a usar um smartphone, mas não confunda habilidade com maturidade. Mesmo os filhos que tem facilidade em dominar as novas tecnologias necessitam da orientação dos pais para aprenderem a usar um smartphone de forma responsável.

    “Dar ao seu filho um smartphone sem primeiro o treinar é como dar-lhe as chaves de um carro, sentá-lo ao volante, ligar o motor e, sem nunca lhe ter dado aulas de condução, dizer: ‘Por favor, conduz com cuidado.’” — Seth.

 O que pode fazer

  • Conheça as funcionalidades do telemóvel do seu filho. Familiarize-se com as ferramentas que podem ajudar o seu filho a usar o telemóvel de um modo responsável. Por exemplo:

    Que funcionalidades de controlo parental tem o telemóvel para permitir aos pais limitarem o tempo e o tipo de utilização?

    Está ciente de que as configurações do telemóvel que bloqueiam conteúdos inapropriados não são infalíveis?

    Quanto melhor conhecer o smartphone do seu filho, mais bem preparado estará para o ajudar a ser um utilizador responsável.

    Princípio bíblico: “Com o conhecimento o homem aumenta a sua força.” — Provérbios 24:5.

  • Defina limites. Decida o que vai e o que não vai permitir. Por exemplo:

    Vai permitir que, durante as refeições, o seu filho leve o telemóvel para a mesa? Vai permitir que ele o use quando visitarem familiares ou amigos?

    O seu filho vai ficar com o telemóvel no quarto durante a noite?

    Que aplicações permitirá que ele instale?

    Quanto tempo a olhar para o ecrã é tempo a mais?

    Estabelecerá um tempo limite de uso diário?

    Explique claramente ao seu filho quais são as regras. E certifique-se de que, caso sejam transgredidas, haja uma consequência.

    Princípio bíblico: “Não deixes de disciplinar o jovem.” — Provérbios 23:13, nota.

  • Verifique. Saiba a password do seu filho e verifique os conteúdos do telemóvel quando necessário, incluindo mensagens de texto, aplicações, fotografias e sites visitados.

    “Nós dissemos à nossa filha que, de vez em quando, sem aviso prévio, íriamos verificar o telemóvel dela. Se ela não estiver a usá-lo de uma forma responsável, haverá mais restrições no que toca ao telemóvel.” — Lorraine.

    Como progenitor, você tem todo o direito de saber como é que o smartphone do seu filho está a ser usado.

    Princípio bíblico: “Até mesmo uma criança mostra o que é pelas suas ações, se o seu comportamento é puro e correto.” — Provérbios 20:11.

  • Ensine valores morais. Ajude o seu filho a querer fazer o que é correto. Porque é que isso é importante? Porque uma criança que queira mesmo esconder algo, provavelmente, encontrará maneiras de contornar até os melhores esforços dos pais. *

    Portanto, treine o seu filho para desenvolver qualidades tais como a honestidade, autodomínio e senso de responsabilidade pelas suas ações. Um filho que tenha bons valores estará mais inclinado a usar o telemóvel sabiamente.

    Princípio bíblico: “Pessoas maduras [...] têm a capacidade de discernimento treinada para saber distinguir tanto o certo como o errado.” — Hebreus 5:14.

^ par. 1 Neste artigo, o termo smartphone refere-se a um telemóvel que pode aceder à Internet. Essencialmente, é um minicomputador.

^ par. 24 Por exemplo, alguns jovens usam aplicações supostamente inocentes, que podem parecer, por exemplo, uma simples calculadora, para esconder conteúdos que não querem que os pais vejam.