Ir para conteúdo

AJUDA PARA A FAMÍLIA

Como controlar a sua ira

Como controlar a sua ira

Imagine que o seu cônjuge diz ou faz alguma coisa que o deixa zangado, e você esforça-se para esconder a sua raiva. No entanto, o seu cônjuge percebe que algo não está bem e tenta descobrir o que se passa. Isso só o deixa mais irritado. Como pode controlar a sua ira em situações como esta?

 O que deve saber

  • Deixar que a raiva o controle pode prejudicar a sua saúde. Pesquisas indicam que a ira descontrolada aumenta o risco de se ter hipertensão, problemas cardíacos, depressão e problemas digestivos. Além disso, a raiva tem sido relacionada com o aumento de ansiedade, insónias, problemas de pele e acidentes vasculares cerebrais. De facto, a Bíblia tem bons motivos para dizer: “Deixa a ira [...], pois isso só trará prejuízo.” — Salmo 37:8, nota.

  • Reprimir a ira também pode ser prejudicial. Continuar a sentir-se zangado pode ser como ter uma doença que o corrói por dentro. Por exemplo, você pode acabar por desenvolver uma atitude cínica e crítica. Isso vai dificultar ainda mais a sua vida e pode prejudicar seriamente o seu casamento.

 O que pode fazer

  • Procure boas qualidades no seu cônjuge. Anote três coisas que admira no seu marido ou na sua esposa. A próxima vez que se irritar por causa de algo que ele ou ela fez, pense nessas qualidades que identificou. Isso pode ser útil para controlar a sua ira.

    Princípio bíblico: “Mostrem-se gratos.” — Colossenses 3:15.

  • Cultive uma atitude perdoadora. Primeiro, tente encarar as coisas do ponto de vista do seu cônjuge. Isto pode ajudar a desenvolver empatia. (1 Pedro 3:8) A seguir, pergunte-se: ‘Será que a causa da minha raiva é assim tão grave que eu não possa perdoar?’

    Princípio bíblico : “É bonito [...] deixar passar a ofensa.” — Provérbios 19:11.

  • Expresse os seus sentimentos com bondade e tato. Use frases começadas por “Eu”, que transmitam os seus sentimentos e ideias com delicadeza. Por exemplo, em vez de dizer: “Tu nem te preocupas em me ligar a dizer-me onde estás”, diga: “Eu fico preocupado quando já é tarde e eu não sei se estás bem.” Exprimir-se assim pode ajudar a controlar a ira.

    Princípio bíblico: “Que as vossas palavras sejam sempre agradáveis, temperadas com sal.” — Colossenses 4:6.

  • Ouça com respeito. Depois de se expressar, permita que o seu cônjuge responda, sem o interromper. Quando ele ou ela acabar de falar, repita essas ideias para se certificar de que entendeu corretamente. Simplesmente ouvir com atenção pode ser de muita ajuda para controlar a ira.

    Princípio bíblico: “Todos devem estar prontos para ouvir; mas não devem precipitar-se em falar.” — Tiago 1:19.