Ir para conteúdo

Blue Planet Archive/Mark Conlin

SERÁ QUE HOUVE UM PROJETO?

A desova do peixe-rei-da-califórnia

A desova do peixe-rei-da-califórnia

 Um pequeno peixe, chamado peixe-rei-da-califórnia, vive no oceano Pacífico e desova nas praias da Califórnia, nos Estados Unidos da América, e da Baixa Califórnia, no México. Este peixe sabe qual é a melhor época e os dias certos para desovar, de forma a que os seus filhotes sobrevivam.

 Analise o seguinte: O peixe-rei-da-califórnia desova apenas nas três ou quatro noites que se seguem à maré mais alta provocada pela lua cheia ou pela lua nova. Se eles desovassem nas noites anteriores à lua cheia ou à lua nova, os ovos seriam levados para o mar pelas marés mais altas que se seguiriam, porque essas retiram a areia da praia. No entanto, como eles desovam pouco depois da maré mais alta de todas – quando as ondas começam a recuar e a repor a areia na praia – os ovos ficam em segurança, visto que a camada de areia que os cobre é cada vez maior.

Wally Skalij/Los Angeles Times via Getty Images

 Além disso, durante a época da desova na primavera e no verão, a maré alta que ocorre à noite é sempre mais alta do que a que ocorre durante o dia. Isto permite que o peixe-rei-da-califórnia chegue mais longe na praia e deposite os seus ovos fora do alcance das próximas marés altas.

 Para desovar, o peixe-rei-da-califórnia espera por uma onda grande e deixa-se arrastar até à praia, nadando o mais longe possível, até chegar à areia. À medida que a água recua, a fêmea escava um buraco na areia molhada enterrando a cauda e parte do seu corpo. Ela deposita os ovos a uma profundidade de 5 a 8 cm. Esses ovos são fecundados por um ou mais machos. Depois, os peixes movem-se em ziguezague até à água e usam a próxima onda para voltar ao mar.

 Os ovos desenvolvem-se na areia molhada, mas precisam da agitação das ondas para eclodir. Cerca de duas semanas mais tarde, na maré alta seguinte, os peixes-rei-da-califórnia bebés saem do ovo. No entanto, esse processo também pode ocorrer quatro semanas depois, quando chega a maré alta seguinte.

 O que acha? Será que a capacidade que o peixe-rei-da-califórnia tem de saber quando e onde desovar é resultado da evolução? Ou será que houve um projeto?