Ir para conteúdo

OS JOVENS PERGUNTAM

Porque não deves ser aquilo que a comunicação social quer? — Parte 1: Para elas

Porque não deves ser aquilo que a comunicação social quer? — Parte 1: Para elas

 O que é que a comunicação social apresenta?

Vê estas palavras e responde às perguntas que aparecem depois.

Coluna 1

Coluna 2

Imatura

Responsável

Rebelde

Obediente

Imoral

Decente

Superficial

Inteligente

Tagarela

Discreta

Falsa

Honesta

  1. Que palavras retratam melhor as adolescentes que vês nos filmes, na televisão ou nas revistas?

  2. Que palavras gostarias que as pessoas usassem para te descrever?

É provável que tenhas respondido à primeira pergunta com palavras que estão na coluna 1 e à segunda pergunta com palavras da coluna 2. Portanto, isso é um sinal de que tu queres ser melhor do que a típica adolescente que a comunicação social apresenta – e não és a única. Vê porquê.

“As adolescentes que os filmes mostram são rebeldes e mal-educadas. Isso dá a impressão de que, na vida real, todas nós somos irresponsáveis, que só pensamos na nossa aparência e que fazemos um drama por qualquer coisa.” — Erin.

“As adolescentes dos filmes e da televisão querem ser sempre o centro das atenções, e só se preocupam com a sua imagem, roupa, popularidade e rapazes.” — Natalie.

“Sempre que mostram a rapariga ‘ideal’, ela está a beber, a dormir com os rapazes ou a rebelar-se contra os pais. E quando mostram uma rapariga que não faz essas coisas, ela ou é uma fanática religiosa ou uma ‘santinha’.” — Maria.

Pergunta-te: ‘Será que a minha maneira de agir, falar e vestir mostra quem realmente eu sou? Ou estou apenas a imitar as raparigas que a comunicação social mostra?’

 O que deves saber

  • Muitas raparigas acham que estão a criar a sua própria identidade, mas, na verdade, estão apenas a copiar uma identidade que já existe. “Eu noto isso na minha irmã mais nova”, diz Karen, de 23 anos. “Ela finge ser uma dessas raparigas que só pensam em roupa e rapazes. Ela é inteligente, e eu sei que ela tem outros interesses. Mas ela comporta-se assim porque acha que é a única maneira de ser como ‘todas as outras raparigas’. E só tem 12 anos!”

    A Bíblia diz: “Não vivam como vivem as pessoas deste mundo.” — Romanos 12:2, Bíblia na Linguagem de Hoje.

  • A rapariga que a comunicação social retrata não é exatamente o que todas as adolescentes querem ser. Alexis, de 15 anos, diz: “Na comunicação social, as raparigas são egoístas, tolas e só fazem disparates. Mas eu acho que a maioria de nós tem um certo grau de bom senso.” Ela continua: “A nossa vida não gira em torno de sonhar com rapazes bonitos.”

    A Bíblia diz: ‘As pessoas maduras têm a sua capacidade de discernimento [ou sentidos] treinada para distinguir tanto o certo como o errado.’ — Hebreus 5:14.

  • A imagem da “típica rapariga” ajuda as agências de publicidade, e não as adolescentes. Reconhecendo o potencial de ganhar muito dinheiro, agências poderosas – como editora, moda, tecnologia e entretenimento – começam a investir nas jovens antes de elas entrarem na adolescência. “A propaganda induz as pré-adolescentes a pensarem que nunca serão populares se não tiverem as roupas, joias, maquilhagens e aparelhos eletrónicos mais recentes”, dizem as escritoras Silvana e Sondra Clark. “As pré-adolescentes são expostas constantemente a anúncios publicitários sedutores, muito antes de poderem entender o que está por trás dessa sedução.”

    A Bíblia diz: “Tudo o que há no mundo — o desejo da carne, e o desejo dos olhos, e a ostentação de posses — não se origina do Pai, mas origina-se do mundo.” — 1 João 2:16.

Para pensares: Quem vai sair a ganhar se tu te preocupares demasiado com as marcas mais populares da moda? Quem é que lucra se tu “quiseres” ter sempre o telemóvel mais moderno só para seres popular entre os teus colegas? Com o bem-estar de quem é que as agências de publicidade mais se preocupam: o teu ou o delas?

 O que podes fazer

  • Aprende a questionar os padrões que a comunicação social apresenta. À medida que fores crescendo, aprenderás a ver além do óbvio. Aprende a analisar o efeito que os padrões promovidos pela comunicação social podem ter sobre ti. “A comunicação social retrata a adolescente como alguém que usa mais maquilhagem do que roupa”, diz Alana, de 14 anos. “Muitas raparigas não percebem que isso não as faz parecer mais bonitas. Fá-las parecer desesperadas.”

  • Decide por ti mesma o tipo de pessoa que queres ser. Por exemplo, pensa nas qualidades que viste no início deste artigo – aquelas de que gostarias que as pessoas usassem para te descrever. Porque não tentas começar agora a desenvolver ou a melhorar essas qualidades? A Bíblia diz: “Revistam-se da nova personalidade, a qual, por meio do conhecimento exato, é renovada segundo a imagem d’Aquele que a criou’” – e não segundo a imagem promovida pela publicidade. — Colossenses 3:10.

  • Encontra exemplos positivos para imitar. Podem ser pessoas da tua família, como a tua mãe ou a tua tia. Ou, então, podem ser outras amigas e conhecidas mais velhas do que tu. Nas congregações das Testemunhas de Jeová, é possível encontrar muitas mulheres que são bons exemplos. — Tito 2:3-5.

Sugestão: Usa o livro Imite a Sua Fé para aprenderes mais a respeito de mulheres dos tempos bíblicos que foram excelentes exemplos, como Rute, Ana, Abigail, Ester, Maria e Marta. Imite a Sua Fé é publicado pelas Testemunhas de Jeová e está disponível no site www.jw.org.