Ir para conteúdo

OS JOVENS PERGUNTAM

Estou preparado para sair de casa?

Estou preparado para sair de casa?

A ideia de sair de casa dos pais pode ser tanto entusiasmante como assustadora. Como é que sabes se estás pronto para dar esse passo?

 Analisa as tuas razões

Podes ter várias razões para sair de casa. Algumas são válidas, outras talvez só sejam desculpas. Por exemplo, um jovem chamado Mario admite: “Eu queria sair de casa para me livrar das responsabilidades que tinha na casa dos meus pais.”

O facto é que provavelmente vais ter menos liberdade se saíres de casa. Onya, de 18 anos, diz: “Se te mudares, vais ter de cuidar da tua própria casa, fazer comida e pagar as tuas contas. E não vais ter os teus pais ali ao lado para te ajudar!”

Conclusão: Tu tens de entender porque é que queres sair de casa para perceberes se estás pronto.

 Calcula o custo

Jesus disse : “Quem de vocês, querendo construir uma torre, não se senta primeiro e calcula a despesa, para ver se tem o suficiente para a completar?” (Lucas 14:28) Como é que podes “calcular a despesa” de sair de casa? Pensa em como te estás a sair nestas áreas:

CONSEGUES USAR O DINHEIRO DE FORMA RESPONSÁVEL?

A Bíblia diz: “O dinheiro é uma proteção.” — Eclesiastes 7:12.

  • Tens dificuldade em poupar?

  • Compras tudo o que vês?

  • Estás sempre a pedir dinheiro emprestado?

Se respondeste sim a qualquer uma destas perguntas, então o sonho de viver sozinho pode tornar-se um pesadelo!

“O meu irmão saiu de casa quando tinha 19 anos. No espaço de um ano, as poupanças dele acabaram, ficou sem carro por não o conseguir pagar, ficou sem crédito e teve de implorar para voltar para casa.” — Danielle .

O que podes fazer: Pergunta aos teus pais quais são as despesas habituais num mês. Que contas é que recebem? Como é que eles gerem o que ganham para pagar essas contas? Como é que eles poupam?

Conclusão: Aprender a organizar o dinheiro agora, enquanto vives em casa dos teus pais, vai preparar-te para enfrentares a dura realidade financeira de viver sozinho.

ÉS RESPONSÁVEL?

A Bíblia diz: “Cada um levará a sua própria carga.” — Gálatas 6:5.

  • Costumas adiar as coisas?

  • Será que os teus pais têm de te lembrar das tuas tarefas?

  • Costumas chegar a casa despois da hora combinada?

Se respondeste sim a alguma destas perguntas, provavelmente vais achar ainda mais difícil ser responsável quando viveres sozinho.

“Quando estás por conta própria, existem coisas de que não gostas muito, mas que tens de fazer. Ninguém te vai dizer para fazeres essas coisas, por isso, precisas de ter motivação e de ser capaz de manter uma rotina.” — Jessica.

O que podes fazer: Durante um mês, tenta cuidar do maior número de responsabilidades que conseguires em casa. Por exemplo, limpa a casa sozinho, lava as tuas roupas, faz as tuas compras, cozinha uma refeição todas as noites e lava a loiça depois disso. Isto vai dar-te uma ideia do que podes enfrentar quando viveres sozinho.

Conclusão: Se vais morar sozinho, é muito importante seres responsável.

Sair de casa sem estar preparado é como saltar de um avião sem saber primeiro como usar um paraquedas

ÉS EMOCIONALMENTE ESTÁVEL?

A Bíblia diz: “Devem abandonar todas estas coisas: a raiva, a ira, a maldade e as palavras ofensivas.” — Colossenses 3:8.

  • Achas difícil dares-te bem com outras pessoas?

  • Tens dificuldade em controlar o teu temperamento?

  • Queres sempre que as coisas sejam feitas à tua maneira?

Se respondeste sim a alguma destas perguntas, provavelmente vais ter dificuldade em dividir a casa com alguém. E também terás problemas quando te decidires casar.

“Dividir a casa com outras pessoas revelou os meus defeitos. Eu aprendi que não podia esperar que outros tolerassem o meu mau humor quando estou stressada. Eu tinha de arranjar uma maneira mais saudável de lidar com isso.” — Helena.

O que podes fazer: Aprende a conviver com os teus pais e familiares. Afinal, a forma como lidas com as imperfeições de quem vive contigo hoje, mostra como vais reagir às imperfeições de qualquer pessoa com que venhas a morar no futuro.

Conclusão: Morar sozinho não é uma forma de fugir das responsabilidades. Para funcionar, precisas de te preparar. Porque é que não conversas com aqueles que foram bem-sucedidos nisso? Pergunta-lhes o que é que teriam feito de diferente, agora que já passaram por essa experiência. Ou podes perguntar o que gostariam de saber antes de ter dado aquele passo que agora já sabem. Podes fazer perguntas desse tipo sempre que tenhas uma decisão importante para tomar.