Ir para conteúdo

Eu e a minha esposa, Tabitha, a ir falar com outros sobre a Bíblia

 A BÍBLIA MUDA VIDAS

Eu não acreditava que Deus existia

Eu não acreditava que Deus existia
  • ANO DE NASCIMENTO: 1974

  • PAÍS DE ORIGEM: REPÚBLICA DEMOCRÁTICA ALEMÃ

  • HISTÓRICO: ATEU

O MEU PASSADO

Eu nasci numa aldeia na Saxónia, que ficava na República Democrática Alemã. Lá em casa, o ambiente era de amor e carinho. Os meus pais sempre me ensinaram a ser uma boa pessoa. Como o país era comunista, a maioria de nós na Saxónia não se preocupava com religião. Na verdade, eu nem acreditava em Deus. Até aos meus 18 anos, houve duas ideias que influenciaram muito a minha vida: o ateísmo e o comunismo.

Porque é que o comunismo chamava tanto a minha atenção? Porque ele ensinava que todas as pessoas são iguais, e eu gostava disso. Eu achava que todos os bens materiais deviam ser distribuídos de forma justa. Assim, ninguém ficaria nem muito rico nem pobre. Então, comecei a ajudar uma organização de jovens comunistas. Quando tinha 14 anos, comecei a participar num projeto ecológico, que reciclava papel. As autoridades da cidade de Aue, onde eu morava, gostaram tanto do meu trabalho que até me deram um prémio. Apesar de ser jovem, eu já conhecia vários políticos comunistas. Para mim, eu estava no caminho certo.

De repente, tudo mudou. Em 1989, o muro de Berlim caiu e muitos governos comunistas da Europa também caíram. Isso mexeu muito comigo. Mas não ficou por aí. Depois, descobri que o governo do meu país fazia muitas injustiças. Por exemplo, quem não apoiava o comunismo não tinha os mesmos direitos que os outros. Eu perguntava-me: ‘Mas como é que isso é possível? Os comunistas não dizem que todos são iguais? Será que o comunismo não passa de uma mentira?’ Tudo isso me deixou muito preocupado.

Então, resolvi concentrar-me na música e na pintura. Nessa época, eu estudava numa escola de música e queria continuar a estudar música numa universidade. Eu sonhava em ser pintor e músico. Mas, depois, acabei por abandonar completamente os valores que os meus pais me tinham ensinado. Agora, a única coisa que eu queria era divertir-me, o que incluía namorar várias raparigas ao mesmo tempo. Apesar de levar uma vida sem regras e de estar envolvido na música e na arte, eu ainda tinha medo do futuro. E as minhas pinturas mostravam o meu medo. Eu pensava: ‘O que vai ser do meu futuro? Qual é o objetivo da vida?’

Quando encontrei as respostas às minhas perguntas, fiquei impressionado! Um dia na escola, eu e um grupo de colegas estávamos a conversar sobre como seria o futuro. Uma colega, chamada Mandy, * era Testemunha de Jeová. Ela deu-me um conselho muito bom: “Andreas, se quiseres encontrar as respostas às tuas perguntas sobre a vida e o futuro, tens de ver o que a Bíblia diz.”

Eu não acreditei muito no que ela me disse, mas, mesmo assim, decidi ver o que a Bíblia dizia. A Mandy mostrou-me o capítulo 2 de Daniel, e eu fiquei surpreendido com o que li. Esse capítulo menciona os vários governos que teriam uma grande influência até aos nossos dias. Ela também me mostrou outras partes da Bíblia que falam sobre o nosso futuro. Finalmente, eu tinha encontrado as respostas às minhas perguntas! Depois, fiquei a pensar: ‘Essas profecias têm tantos detalhes. Será que isso é uma prova de que Deus existe mesmo? Afinal, quem é capaz de prever assim o futuro?’

COMO A BÍBLIA MUDOU A MINHA VIDA

A Mandy apresentou-me Horst e Angelika, um casal de Testemunhas de Jeová que me ajudou a entender melhor a Bíblia. Eu percebi logo que as Testemunhas de Jeová são a única religião que ajuda as pessoas a conhecer o nome de Deus, Jeová. (Salmo 83:18; Mateus 6:9) Também aprendi que Jeová nos dá a esperança de viver para sempre num paraíso aqui na Terra. O Salmo 37:9 diz: “Os que esperam em Jeová possuirão a terra.” Fiquei muito feliz por saber que todas as pessoas que obedecem a Deus vão poder viver para sempre.

No entanto, não foi nada fácil fazer o que a Bíblia diz. Eu precisei de me esforçar muito. No início, tive de aprender a ser humilde, visto que o sucesso como músico e pintor me tinha deixado muito arrogante. Também foi muito difícil deixar para trás as coisas imorais que eu fazia. Eu agradeço a Jeová por ser um Deus paciente e perdoador, que vê o nosso esforço de fazer a vontade dele!

Até aos meus 18 anos, o ateísmo e o comunismo influenciaram muito a minha forma de pensar. Mas, depois, comecei a seguir o que a Bíblia diz. O que aprendi ajudou-me a perder o medo do futuro e a ter um objetivo na vida. Em 1993, batizei-me como Testemunha de Jeová. Sete anos depois, casei-me com uma irmã muito dedicada, chamada Tabitha. Hoje, passamos a maior parte do nosso tempo a ajudar outras pessoas a conhecer melhor a Bíblia. Muitas delas, assim como eu, foram influenciadas pelo ateísmo e pelo comunismo desde pequenas. Sinto-me muito feliz por poder ajudá-las a conhecer melhor a Jeová.

COMO TENHO SIDO BENEFICIADO

Quando comecei a estudar a Bíblia com as Testemunhas de Jeová, os meus pais ficaram arrasados. No entanto, com o tempo, eles perceberam que estudar a Bíblia mudou completamente a minha vida. Para minha alegria, agora, eles leem a Bíblia e até assistem às reuniões das Testemunhas de Jeová.

Eu e a Tabitha temos um casamento muito feliz porque seguimos os conselhos da Palavra de Deus. Por exemplo, a Bíblia aconselha os casais a serem fiéis. Seguir esse conselho deixa o nosso casamento muito forte. — Hebreus 13:4.

Hoje, eu já não tenho medo do futuro. Sinto-me parte de uma grande família, formada por Testemunhas de Jeová do mundo inteiro. Nós temos paz, união e não existe preconceito entre nós. Esse sempre foi o meu sonho. Agora, é a minha realidade.

^ par. 12 O nome foi mudado.