Ir para conteúdo

Ir para índice

 ESTUDO 44

Fortaleça as suas amizades antes que o fim chegue

Fortaleça as suas amizades antes que o fim chegue

“O verdadeiro amigo ama em todos os momentos.” — PRO. 17:17.

CÂNTICO 101 Servimos a Jeová em União

O QUE VAMOS VER *

Durante a “grande tribulação”, vamos precisar de bons amigos (Veja o parágrafo 2.) *

1-2. De acordo com 1 Pedro 4:7, 8, o que é que nos vai ajudar a lidar com épocas difíceis?

NÓS estamos cada vez mais perto do final dos “últimos dias”. Por isso, é possível que enfrentemos problemas muito difíceis. (2 Tim. 3:1) Veja, por exemplo, o que aconteceu num país da África Ocidental. Depois de uma campanha eleitoral, a população começou a revoltar-se e surgiram multidões violentas. Durante mais de seis meses, os nossos irmãos e irmãs ficaram em perigo por causa dos conflitos. O que é que os ajudou a lidar com essa época complicada? Alguns deles refugiaram-se nas casas de outros irmãos que moravam numa região mais segura. Um irmão disse: “Fiquei muito feliz por estar com os meus amigos numa situação como aquela. Nós pudemos encorajar-nos uns aos outros.”

2 Quando a “grande tribulação” começar, também vamos ficar felizes por ter ao nosso lado amigos que nos amam. (Apo. 7:14) Por isso, agora temos de aproveitar para fortalecer a amizade com os nossos irmãos. (Leia 1 Pedro 4:7, 8.) Podemos aprender bastante com o profeta Jeremias. Graças à ajuda dos seus amigos, ele conseguiu sobreviver ao período difícil antes da destruição de Jerusalém. * Como podemos imitar Jeremias?

APRENDA COM O EXEMPLO DE JEREMIAS

3. (a) Que motivos teria Jeremias para se isolar e se tornar uma pessoa fechada? (b) O que é que Jeremias contava a Baruque, e qual foi o resultado?

3 Durante pelo menos quarenta anos, Jeremias viveu no meio de pessoas que não eram leais a Deus. Entre elas, estavam vizinhos e, possivelmente, alguns familiares da sua cidade natal,  Anatote. (Jer. 11:21; 12:6) Apesar disso, Jeremias não se isolou nem se tornou uma pessoa fechada. Pelo contrário, ele contava como se sentia a Baruque, o seu leal secretário. E acabou por nos contar isso também a nós, por meio da Bíblia. (Jer. 8:21; 9:1; 20:14-18; 45:1) É muito provável que, ao passo que Baruque registava todos os eventos da vida de Jeremias, os dois tenham desenvolvido amor e respeito um pelo outro. — Jer. 20:1, 2; 26:7-11.

4. Que tarefa deu Jeová a Jeremias, e como é que essa tarefa fortaleceu a amizade entre Jeremias e Baruque?

4 Durante muitos anos, Jeremias avisou corajosamente os israelitas do que ia acontecer a Jerusalém. (Jer. 25:3) Então, Jeová decidiu dar mais uma oportunidade ao seu povo para se arrepender. Jeová pediu a Jeremias para escrever num rolo todos os avisos que Ele tinha dado ao povo. (Jer. 36:1-4) Enquanto Jeremias e Baruque trabalhavam juntos nessa tarefa dada por Deus, que talvez tenha durado vários meses, eles, sem dúvida, tiveram conversas que fortaleceram a fé um do outro.

5. Como é que Baruque mostrou que era um bom amigo para Jeremias?

5 Quando o rolo finalmente ficou pronto, Jeremias precisou de que o seu amigo Baruque lesse a mensagem ao povo. (Jer. 36:5, 6) Essa designação era perigosa, mas Baruque cumpriu-a com coragem. Consegue imaginar como Jeremias se deve ter sentido orgulhoso por Baruque ter entrado no pátio do templo e lido o rolo ao povo? (Jer. 36:8-10) Os príncipes de Judá souberam o que Baruque tinha feito. Por isso, chamaram Baruque para ler o rolo em voz alta à frente deles. (Jer. 36:14, 15) Os príncipes decidiram contar ao rei Jeoiaquim as palavras de Jeremias. Mostrando consideração, os príncipes disseram a  Baruque: “Vão e escondam-se, tu e Jeremias, e não deixem que ninguém saiba onde estão.” (Jer. 36:16-19) Que ótimo conselho!

6. Como é que Jeremias e Baruque lidaram com a oposição do rei Jeoiaquim?

6 O rei Jeoiaquim ficou furioso com as palavras do rolo de Jeremias. Então, ele queimou o rolo e mandou que Jeremias e Baruque fossem presos. No entanto, Jeremias não se deixou vencer pelo medo. Pegou noutro rolo e deu-o a Baruque. Enquanto Jeremias ditava a mensagem de Jeová, Baruque escrevia “todas as palavras que estavam no primeiro rolo, que Jeoiaquim, rei de Judá, [tinha queimado]”. — Jer. 36:26-28, 32.

7. O que provavelmente aconteceu enquanto Jeremias e Baruque trabalhavam juntos?

7 Pessoas que passam por uma situação difícil juntas, geralmente tornam-se muito amigas. Jeremias e Baruque tiveram de, mais uma vez, trabalhar juntos para reescrever o rolo destruído pelo mau rei Jeoiaquim. É muito provável que, durante esse trabalho, eles tenham aprendido a dar ainda mais valor às qualidades um do outro. O que podemos aprender do exemplo desses dois homens fiéis?

COMUNICAÇÃO ABERTA E SINCERA

8. Porque é que talvez achemos difícil abrirmo-nos com outros, mas porque não devemos desistir de fazer isso?

8 Acha difícil abrir-se com outros? Talvez isso aconteça porque alguém o magoou no passado. (Pro. 18:19, 24) Ou talvez ache que não tem tempo nem energia para criar fortes vínculos de amizade. Mas não desista. Se quisermos que os nossos irmãos fiquem ao nosso lado quando surgirem provações, temos de aprender agora a confiar neles e a dizer-lhes o que pensamos e sentimos. Esse é um passo muito importante para termos verdadeiros amigos. — 1 Ped. 1:22.

9. (a) Como é que Jesus mostrou que confiava nos seus amigos? (b) Como é que a boa comunicação pode ajudá-lo a ter amizades mais fortes? Dê um exemplo.

9 Jesus confiava nos seus amigos. Ele mostrou isso por comunicar de forma sincera e aberta com eles. (João 15:15) Como pode imitar o exemplo dele? Aprenda a partilhar com outros as suas alegrias, tristezas e preocupações. Escute com atenção quando alguém estiver a falar consigo. Pode ser que descubram muitos pensamentos, sentimentos e objetivos em comum. Veja o exemplo de Cindy, * uma irmã de 29 anos. Ela tornou-se amiga de Maria Luísa, uma pioneira de 67 anos. Elas costumam pregar juntas todas as quintas-feiras de manhã, e conversam sobre tudo. Cindy diz: “Eu gosto de conversar com os meus amigos  sobre assuntos importantes, porque isso ajuda-me a conhecê-los e a entendê-los melhor.” Para uma amizade crescer, precisa de ser regada pela boa comunicação. Se você, assim como Cindy, tomar a iniciativa de ter conversas sinceras com outros, vai ver que as suas amizades vão crescer e ficar cada vez mais fortes. — Pro. 27:9.

TRABALHEM JUNTOS

Bons amigos trabalham juntos na pregação (Veja o parágrafo 10.)

10. De acordo com Provérbios 27:17, o que pode acontecer quando trabalhamos lado a lado com os nossos irmãos?

10 Jeremias e Baruque tornaram-se mais amigos quando trabalharam juntos. Do mesmo modo, quando trabalhamos lado a lado com os nossos irmãos e vemos de perto as suas belas qualidades, podemos aprender muito com eles e amá-los ainda mais. (Leia Provérbios 27:17.) Pense no que acontece quando está no serviço de campo com um amigo. Você vê esse amigo a explicar com coragem uma das nossas crenças ou a falar com convicção sobre Jeová e as suas promessas. Como é que se sente? É provável que o seu amor por esse amigo aumente.

11-12. Dê um exemplo de como a pregação pode fortalecer amizades.

11 Veja dois exemplos de como a pregação pode fortalecer amizades. Adeline, uma irmã de 23 anos, pediu a uma amiga, chamada Camila, para ir com ela pregar num território pouco trabalhado. Adeline diz: “Nós queríamos ter mais motivação para pregar e para gostar do ministério. Precisávamos de um incentivo espiritual.” Será que trabalharem juntas foi bom para elas? Adeline diz: “No fim de cada dia, nós conversávamos sobre os nossos sentimentos, sobre como fomos encorajadas por alguma conversa que tivemos na pregação e sobre como víamos de perto Jeová a guiar o nosso trabalho. Aquelas conversas profundas eram muito boas e ajudaram-nos a conhecer-nos ainda melhor.”

12 Layala e Marianne, duas irmãs solteiras de França, ficaram cinco semanas a pregar em Bangui, a agitada capital da República  Centro-Africana. Layala recorda: “A Marianne e eu passámos por algumas dificuldades. Mas a boa comunicação e o amor cristão fortaleceram a nossa amizade. Eu notei que a Marianne era uma pessoa muito flexível. Ela amava as pessoas do território e era muito zelosa na pregação. Isso fez a minha admiração por ela aumentar cada vez mais.” Não é preciso ir a outro país para sentir isso. Aproveite para sair à pregação com os irmãos da sua própria congregação. Isso vai ajudá-lo a conhecê-los melhor e a ter uma amizade ainda mais achegada com eles.

CONCENTRE-SE NAS QUALIDADES E SAIBA PERDOAR

13. Que desafio pode surgir quando trabalhamos com os nossos amigos?

13 Às vezes, quando trabalhamos com os nossos amigos, conseguimos notar não apenas as suas qualidades, mas também os seus defeitos. O que é que nos pode ajudar a lidar com esse desafio? Pense, mais uma vez, no exemplo de Jeremias. O que ajudou esse profeta a ver o lado bom dos outros e a não se concentrar nas falhas deles?

14. O que é que Jeremias aprendeu sobre Jeová, e como é que isso o ajudou?

14 Além de escrever o livro bíblico que leva o seu nome, é provável que Jeremias também tenha escrito os livros de Primeiro e Segundo dos Reis. Sem dúvida, essa designação deve ter feito Jeremias notar como Jeová é misericordioso com humanos imperfeitos. Por exemplo, Jeremias conhecia a história do rei Acabe. Embora tenha feito muitas coisas erradas, Acabe arrependeu-se, e Jeová poupou-o de ver toda a sua família ser destruída. (1 Reis 21:27-29) Jeremias também conhecia os relatos sobre o rei Manassés, que ofendeu a Jeová muito mais do que Acabe. Mesmo assim, quando Manassés se arrependeu, Jeová perdoou-o. (2 Reis 21:16, 17; 2 Cró. 33:10-13) Conhecer esses relatos deve ter ajudado Jeremias a imitar a Jeová, sendo paciente e misericordioso com os seus amigos. — Sal. 103:8, 9.

15. Como é que Jeremias imitou a paciência de Jeová quando Baruque ficou distraído?

15 Pense em como Jeremias lidou com Baruque. Certa vez, Baruque ficou distraído na sua designação. No entanto, Jeremias não desistiu logo do seu amigo. Em vez disso, ajudou Baruque por transmitir a mensagem bondosa, mas direta, que Deus tinha para ele. (Jer. 45:1-5) Que lições podemos aprender deste relato?

Bons amigos perdoam-se liberalmente uns aos outros (Veja o parágrafo 16.)

16. De acordo com Provérbios 17:9, o que devemos fazer para que as nossas amizades continuem vivas?

16 Não podemos esperar que os nossos irmãos e irmãs sejam perfeitos. Por isso, depois de criar vínculos de amizade com eles, temos de nos esforçar para que esses vínculos continuem vivos. Se um amigo cometer um erro, talvez precisemos de lhe dar um conselho bondoso, mas direto, baseado na Bíblia. (Sal. 141:5) Se um amigo nos magoar, devemos perdoá-lo. E depois de perdoá-lo, temos de resistir à tentação de, no futuro, voltar a falar sobre o seu erro. (Leia Provérbios 17:9.) Nestes tempos críticos em que vivemos, é muito importante ver o que há de bom nos nossos irmãos e deixar de lado as fraquezas deles. Fazer isso fortalece a amizade que existe entre nós. Quando chegar a grande tribulação, vamos precisar muito uns dos outros.

MOSTRE AMOR LEAL

17. Como é que Jeremias mostrou que era um verdadeiro amigo em tempos de aflição?

17 Jeremias mostrou ser um verdadeiro amigo em tempos de aflição. Ebede-Meleque, um oficial da corte, tinha impedido que Jeremias morresse numa cisterna cheia de lama. Por causa disso, Ebede-Meleque ficou com medo  de ser morto pelos príncipes. Quando soube disso, Jeremias não ficou calado, esperando que o seu amigo lidasse sozinho com a situação. Mesmo preso, Jeremias fez o que pôde. Ele transmitiu ao seu amigo Ebede-Meleque a promessa consoladora que Jeová lhe tinha feito. — Jer. 38:7-13; 39:15-18.

Bons amigos ajudam os seus irmãos e irmãs que passam por dificuldades (Veja o parágrafo 18.)

18. De acordo com Provérbios 17:17, o que devemos fazer quando um amigo estiver a passar por problemas?

18 Hoje, os nossos irmãos e irmãs enfrentam diversos desafios. Muitos são vítimas de desastres naturais, como terramotos e cheias. Outros sofrem por causa de desastres causados pelo homem, como guerras e terrorismo. Quando isso acontece, alguns de nós talvez tenhamos condições de receber esses amigos no nosso lar. Já outros talvez tenham condições de dar ajuda financeira. Mas uma coisa que todos podemos fazer é orar a Jeová e pedir-lhe que ajude os nossos irmãos. Quando ouvimos dizer que um irmão ou irmã está desanimado, pode ser que fiquemos sem saber o que dizer ou fazer. No entanto, todos nós temos muito para oferecer. Podemos passar algum tempo com o nosso amigo. Podemos mostrar consideração por escutar o que ele diz. E podemos ler-lhe um texto bíblico consolador de que gostamos muito. (Isa. 50:4) O que realmente importa é estarmos ao lado dos nossos amigos quando eles precisam de nós. — Leia Provérbios 17:17.

19. Porque é que as boas amizades que temos agora serão importantes no futuro?

19 Devemos estar decididos agora a ter e a manter uma forte amizade com os nossos irmãos. Porquê? Porque os nossos inimigos vão usar mentiras e informações falsas para causar divisões entre nós. Eles vão tentar virar-nos uns contra os outros. Mas os esforços deles serão em vão. Os nossos inimigos jamais conseguirão acabar com o amor que existe entre nós. Nada pode desfazer os nossos laços de amizade. Continuaremos a ser amigos não apenas durante o fim deste sistema de coisas, mas por toda a eternidade!

CÂNTICO 24 Venham Para o Monte de Jeová!

^ par. 5 Ao passo que o fim está cada vez mais perto, todos precisamos de ser bons amigos dos nossos irmãos e irmãs. Neste estudo, vamos ver o que podemos aprender do que aconteceu a Jeremias. Também vamos ver que fortalecer as nossas amizades hoje vai ajudar-nos quando passarmos por tempos difíceis.

^ par. 2 No livro de Jeremias, os eventos não são apresentados pela ordem em que aconteceram.

^ par. 9 Alguns nomes foram mudados.

^ par. 58 IMAGENS: Esta cena retrata o que pode acontecer no futuro, durante a “grande tribulação”. Vários irmãos e irmãs reúnem-se em segurança num sótão. Apesar de estarem num momento difícil, eles sentem-se encorajados por terem a companhia uns dos outros. As três imagens que se seguem mostram que os mesmos irmãos e irmãs já tinham uma boa amizade entre si muito antes de começar a grande tribulação.