Ir para conteúdo

Ir para índice

 ESTUDO 11

Escute a voz de Jeová

Escute a voz de Jeová

‘Este é o meu Filho. Escutem-no.’ — MAT. 17:5.

CÂNTICO 89 Ouve, Obedece e Vais Ser Abençoado

O QUE VAMOS VER *

1-2. (a) Como é que Jeová se comunicava antigamente com os humanos, e como faz isso hoje? (b) O que vamos analisar neste estudo?

JEOVÁ gosta muito de se comunicar com os humanos. Antigamente, ele fazia isso por usar profetas, anjos e o seu Filho, Jesus Cristo. (Amós 3:7; Gál. 3:19; Apo. 1:1) Hoje, Jeová fala connosco através da Bíblia. Por meio dela, podemos saber o que ele pensa e entender como ele age.

2 Quando Jesus esteve na Terra, Jeová falou três vezes do céu. O que é que Jeová disse nessas ocasiões? O que significam as suas palavras? O que podemos aprender das coisas que ele disse? Isto é o que vamos ver neste estudo.

“TU ÉS O MEU FILHO, O AMADO”

3. De acordo com Marcos 1:9-11, o que disse Jeová quando Jesus foi batizado? Que factos importantes é que as palavras dele confirmaram?

3 Marcos 1:9-11 fala da primeira vez em que o próprio Jeová falou do céu. (Leia.) Ele disse: “Tu és o meu Filho, o amado; eu aprovo-te.” Imagine Jesus a ouvir a voz do seu Pai a dizer que o amava e que confiava nele. Sem dúvida, Jesus deve ter ficado muito emocionado! Essas palavras confirmaram três factos importantes sobre Jesus. Primeiro, que Jesus é o Filho de Jeová. Segundo, que Jeová ama o seu Filho. E terceiro, que Jesus tem a aprovação de Jeová. Vamos analisar cada um destes factos.

4. Depois do batismo, que novo tipo de relacionamento é que Jesus passou a ter com Jeová?

4 “Tu és o meu Filho.” Com estas palavras, Jeová mostrou que ele e Jesus teriam um novo tipo de relacionamento. Quando Jesus estava no céu, ele já era filho de Deus. No entanto, depois do batismo, Jesus tornou-se Filho de Deus  de um modo totalmente novo: ele foi ungido com espírito santo e recebeu a oportunidade de voltar para o céu e tornar-se o Rei e Sumo Sacerdote escolhido por Deus. (Luc. 1:31-33; Heb. 1:8, 9; 2:17) Por isso, quando Jesus se batizou, o seu Pai tinha bons motivos para dizer: “Tu és o meu Filho.” — Luc. 3:22.

É muito bom receber elogios e encorajamento (Veja o parágrafo 5.) *

5. Que exemplo é que Jeová nos deu quando elogiou Jesus e disse que o amava?

5 ‘Tu és o amado.’ Jeová disse que amava Jesus e elogiou-o. Este é um ótimo exemplo para nós. Temos de procurar oportunidades para encorajar e elogiar outros. (João 5:20) Quando recebemos um elogio ou vemos que os outros se importam connosco, sentimo-nos bem, não é verdade? Da mesma maneira, os nossos irmãos da congregação e os membros da nossa família precisam do nosso amor e encorajamento. Quando elogiamos uma pessoa, ela fica com a fé mais forte e sente-se mais determinada a continuar leal a Jeová. Isso é ainda mais importante se você for pai ou mãe. Sempre que possível, dê elogios sinceros aos seus filhos e seja carinhoso com eles. Isso vai ajudá-los a crescer em sentido emocional.

6. Porque podemos confiar em Jesus Cristo?

6 “Eu aprovo-te.” Com estas palavras, Jeová mostrou que confiava totalmente em Jesus. Ele não tinha dúvidas de que Jesus faria sempre a vontade do seu Pai. Se Jeová tem assim tanta confiança no seu Filho, nós também podemos confiar que Jesus vai fazer com que todas as promessas de Jeová se cumpram. (2 Cor. 1:20) Quando pensamos no exemplo de Jesus, sentimo-nos ainda mais decididos a aprender com ele e a ‘seguir os seus passos’. Assim como Jeová confiava em Jesus, ele também confia que os seus servos,  como grupo, vão continuar a aprender do exemplo do seu Filho. — 1 Ped. 2:21.

“ESCUTEM-NO”

7. De acordo com Mateus 17:1-5, qual foi a segunda vez em que Jeová falou do céu, e o que é que ele disse?

7 Leia Mateus 17:1-5. A segunda vez em que Jeová falou do céu foi quando Jesus “foi transfigurado”. Jesus tinha chamado Pedro, Tiago e João para irem com ele a um monte. Ao chegarem lá, os três apóstolos foram “vencidos pelo sono”. Mas quando estavam completamente acordados, tiveram uma visão impressionante! O rosto de Jesus começou a brilhar e a sua roupa também brilhava, de tão branca que era. Então, os apóstolos viram o que parecia ser dois homens, que representavam Moisés e Elias. Estes começaram a falar com Jesus sobre a morte e a ressurreição dele. (Luc. 9:29-32) A seguir, foram encobertos por uma nuvem luminosa e ouviram uma voz vinda da nuvem – era a voz de Deus! Assim como fez no batismo de Jesus, Jeová disse que o amava e elogiou-o. Ele disse: “Este é o meu Filho, o amado, a quem eu aprovo.” Só que desta vez Jeová também disse: “Escutem-no.”

8. Que efeito é que a visão teve em Jesus e nos apóstolos?

8 Essa visão foi uma amostra do poder e da glória que Jesus teria como Rei do Reino de Deus. Ela deu força e coragem a Jesus para passar por vários sofrimentos e por uma morte dolorosa. Também ajudou os apóstolos a terem mais fé para enfrentarem testes de lealdade e para cuidarem de todo o trabalho que teriam pela frente. A transfiguração foi algo tão marcante para o apóstolo Pedro que, cerca de trinta anos mais tarde, ele falou sobre ela numa das suas cartas. — 2 Ped. 1:16-18.

9. Que conselhos práticos é que Jesus deu aos seus discípulos?

9 “Escutem-no.” Jeová deixou claro que devemos escutar o seu Filho e obedecer-lhe. Quando Jesus esteve na Terra, deu muitas instruções importantes aos seus discípulos. Por exemplo, ele ensinou com amor os seus seguidores a pregarem as boas novas, e, várias vezes, lembrou-lhes de que deveriam manter-se vigilantes. (Mat. 24:42; 28:19, 20) Ele também incentivou os seus discípulos a esforçarem-se e a não desistirem. (Luc. 13:24) Jesus destacou que os seus seguidores devem amar-se uns aos outros, continuar unidos e obedecer aos seus mandamentos. (João 15:10, 12, 13) Esses conselhos foram práticos para os discípulos daquela época e continuam a ser práticos para nós hoje.

10-11. Como podemos mostrar que estamos a escutar Jesus?

10 Jesus disse: “Todo aquele que está do lado da verdade escuta a minha voz.” (João 18:37) Há vários modos de mostrar que escutamos a voz de Jesus. Um deles é por ‘continuarmos a suportar-nos uns aos outros e a perdoar-nos uns aos outros liberalmente’. (Col. 3:13; Luc. 17:3, 4) Outro modo é por participarmos bastante na pregação das boas novas, tanto “em tempos favoráveis” como “em tempos difíceis”. — 2 Tim. 4:2.

11 Jesus disse: “As minhas ovelhas escutam a minha voz.” (João 10:27) Escutar as palavras de Jesus envolve mais do que ouvi-las. Temos de colocá-las em prática. É por isso que os seguidores de Cristo não se deixam distrair pelas “ansiedades da vida”. (Luc. 21:34) Para eles, uma das coisas mais importantes é obedecer às ordens de Jesus, mesmo em situações difíceis.  Muitos dos nossos irmãos estão a suportar várias dificuldades, como o ataque de opositores, extrema pobreza e desastres naturais. Mesmo assim, eles continuam fiéis a Jeová, custe o que custar. Foi a essas pessoas que Jesus prometeu: “Quem aceita os meus mandamentos e os cumpre é o que me ama. Por sua vez, quem me ama será amado pelo meu Pai.” — João 14:21

A pregação ajuda-nos a continuar a escutar Jesus (Veja o parágrafo 12.) *

12. De que outro modo mostramos que estamos a escutar Jesus?

12 Existe mais um modo de mostrar que estamos a escutar Jesus: por cooperar com aqueles que ele designou para tomar a dianteira. (Heb. 13:7, 17) Nos últimos anos, a organização de Jeová passou por muitas mudanças. Temos novos métodos e ferramentas para pregar, a nossa reunião de semana tem um novo formato e recebemos novas instruções relacionadas com a construção, renovação e manutenção de Salões do Reino. Sentimo-nos muito gratos por estas mudanças, porque elas foram bem pensadas e feitas com amor. Se nos esforçarmos sempre para seguir as instruções que a organização nos dá, Jeová, com certeza, vai abençoar-nos.

13. Que bons resultados temos quando escutamos Jesus?

13 Quando escutamos tudo o que Jesus nos ensinou, temos bons resultados. Jesus prometeu aos discípulos que os seus ensinos iam reanimá-los. Ele disse: “Encontrarão revigoramento para vocês mesmos. Pois o meu jugo é suave e a minha carga é leve.” (Mat. 11:28-30) A Palavra de Deus, que inclui os quatro evangelhos sobre a vida e a obra de pregação de Jesus, reanima-nos, ajuda-nos a ser fortes em sentido espiritual e torna-nos mais sábios. (Sal. 19:7; 23:3) Jesus ensinou: “Felizes os que ouvem a palavra de Deus e a põem em prática!” — Luc. 11:28.

‘EU GLORIFICAREI O MEU NOME’

14-15. (a) Como mostra João 12:27, 28, qual foi a terceira vez em que Jeová falou do céu? (b) Porque é que as palavras de Jeová consolaram e fortaleceram Jesus?

14 Leia João 12:27, 28. O Evangelho de João regista a terceira vez em que Jeová falou do céu. Jesus estava em Jerusalém para celebrar a sua última Páscoa, alguns dias antes de morrer. Jesus disse a Jeová: “Eu estou aflito.” Depois, orou: “Pai, glorifica o teu nome.” Foi nesse momento  que o seu Pai respondeu do céu: “Eu já o glorifiquei e voltarei a glorificá-lo.”

15 Jesus estava aflito porque tinha uma grande responsabilidade. Ele sabia que seria brutalmente maltratado até sofrer uma morte cruel. (Mat. 26:38) Mesmo assim, ele tinha de continuar fiel a Jeová. A sua maior preocupação era glorificar o nome do seu Pai. Jesus tinha sido acusado de blasfémia, ou seja, de dizer coisas que ofendiam ou difamavam a Deus. Ele não queria que essa acusação manchasse a reputação de Jeová. Com certeza, ele deve ter-se sentido aliviado ao ouvir o que Jeová disse. Jesus podia ter a certeza de que o nome do seu Pai seria glorificado. As palavras de Jeová consolaram Jesus e fortaleceram-no para enfrentar o que viria. Naquela ocasião, é provável que Jesus tenha sido a única pessoa que entendeu o que Jeová disse. No entanto, Jeová fez questão de incluir essas palavras na Bíblia para o nosso benefício. — João 12:29, 30.

Jeová vai glorificar o seu nome e livrar o seu povo (Veja o parágrafo 16.) *

16. Que situações podem deixar-nos preocupados com o nome de Jeová?

16 Assim como Jesus, nós também não queremos que nada manche o nome de Jeová. Talvez sejamos tratados de modo injusto, como aconteceu a Jesus. Ou pode ser que fiquemos muito incomodados ao ver alguns a espalhar mentiras sobre o povo de Jeová. Sentimo-nos mal só de pensar em como essas mentiras podem manchar a reputação de Jeová e da sua organização.  Em situações assim, não precisamos de ficar demasiado ansiosos. Podemos lembrar-nos das palavras de João 12:27, 28. Podemos ter a certeza de que ‘a paz de Deus, que está além de toda a compreensão, guardará o nosso coração e a nossa mente por meio de Cristo Jesus’. (Fil. 4:6, 7) Jeová, sem dúvida, vai glorificar o nome dele. Por meio do Reino, ele vai eliminar todo o mal que Satanás e o seu mundo causaram aos servos fiéis de Deus. — Sal. 94:22, 23; Isa. 65:17.

CONTINUE A ESCUTAR A VOZ DE JEOVÁ

17. De acordo com Isaías 30:21, como podemos ouvir a voz de Jeová hoje?

17 Hoje em dia, Jeová continua a falar connosco. (Leia Isaías 30:21.) É verdade que não ouvimos Jeová falar do céu. No entanto, para nos ensinar, ele colocou as suas palavras por escrito nas páginas da Bíblia. Além disso, ele usa o “mordomo fiel” para dar alimento espiritual aos seus servos. (Luc. 12:42) Recebemos uma grande abundância de alimento espiritual que podemos ler em formato impresso ou digital. Também temos uma infinidade de publicações em áudio e vídeo que podem ajudar-nos a ter uma fé mais forte.

18. Porque é que lembrarmo-nos das palavras de Jeová nos deixa mais confiantes?

18 Devemos lembrar-nos sempre do que Jeová disse ao seu Filho. As palavras de Jeová estão escritas na Bíblia e podem ajudar-nos a ter a certeza de que ele tem tudo sob controlo. Também nos dão a confiança de que ele vai eliminar todo o mal que Satanás e o seu mundo nos causaram. Queremos escutar sempre com atenção a voz do nosso Deus. Se fizermos isso, vamos conseguir perseverar, superando qualquer problema que enfrentamos hoje ou que talvez tenhamos no futuro. A Bíblia lembra-nos: “Pois precisam de perseverança, para que, depois de terem feito a vontade de Deus, recebam o cumprimento da promessa.” — Heb. 10:36.

CÂNTICO 4 “Jeová É o Meu Pastor”

^ par. 5 Quando Jesus esteve na Terra, Jeová falou do céu três vezes. Numa dessas vezes, Jeová disse aos discípulos de Cristo: “Escutem-no.” Hoje, Jeová fala com os seus servos por meio da Bíblia, que contém os ensinos de Jesus, e por meio da sua organização. Neste estudo, vamos ver porque devemos escutar o que Jeová e Jesus dizem.

^ par. 52 IMAGENS: Um ancião observa um servo ministerial a ajudar na limpeza do Salão do Reino e a trabalhar no balcão de literatura. O ancião elogia o servo ministerial.

^ par. 54 IMAGEM: Um casal na Serra Leoa entrega um convite para a reunião a um pescador.

^ par. 56 IMAGEM: Testemunhas de Jeová, num país onde a nossa obra tem restrições, reúnem-se numa casa. Todos estão vestidos com roupa menos formal para não chamarem a atenção.