Ir para conteúdo

Ir para índice

 ESTUDO 8

Não deixe que a inveja acabe com a paz

Não deixe que a inveja acabe com a paz

“Empenhemo-nos pelas coisas que promovem a paz e pelas coisas que edificam uns aos outros.” — ROM. 14:19.

CÂNTICO 113 A Paz Que Vem de Deus

O QUE VAMOS VER *

1. O que é que a inveja fez à família de José?

JACÓ amava todos os seus filhos, mas tinha um carinho especial pelo seu filho de 17 anos, José. O que é que os irmãos de José achavam disso? Eles sentiam inveja dele e, por isso, começaram a odiá-lo. José não tinha feito nada para merecer o ódio dos seus irmãos. Mesmo assim, eles venderam José como escravo e mentiram a Jacó, dizendo que o filho favorito dele tinha sido morto por um animal selvagem. A inveja fez os irmãos de José acabar com a paz da família e trouxe muito sofrimento ao pai deles. — Gén. 37:3, 4, 27-34.

2. De acordo com Gálatas 5:19-21, porque é que a inveja é tão perigosa?

2 Na Bíblia, a inveja * aparece na lista das “obras da carne” que podem levar à morte e impedir uma pessoa de herdar o Reino de Deus. (Leia Gálatas 5:19-21.) A inveja geralmente é a raiz de outros frutos venenosos, como inimizades, conflitos e acessos de ira.

3. O que vamos ver neste estudo?

3 Os irmãos de José são um exemplo de como a inveja pode estragar relacionamentos e acabar com a paz de uma família. É verdade que nenhum de nós chegaria ao ponto de fazer o que eles fizeram. No entanto, todos nós temos um coração imperfeito e traiçoeiro. (Jer. 17:9) Por isso, é possível que, às vezes, sintamos inveja de outros. Neste estudo, vamos ver alguns exemplos da Bíblia que servem de alerta. Esses exemplos  irão ajudar-nos a entender porque é que as sementes da inveja podem criar raízes no nosso coração. Também vamos ver sugestões de como combater a inveja e promover a paz.

O QUE PODE CAUSAR INVEJA?

4. Porque é que os filisteus tinham inveja de Isaque?

4 Quando alguém tem uma boa condição financeira. Isaque tinha muitos bens, e os filisteus sentiam inveja da riqueza dele. (Gén. 26:12-14) Eles até taparam os poços que forneciam água aos rebanhos de Isaque. (Gén. 26:15, 16, 27) Assim como os filisteus, algumas pessoas hoje sentem inveja daqueles que têm mais dinheiro do que elas. Essas pessoas não querem apenas ter o que pertence a outros, mas também querem que os outros percam o que têm.

5. Porque é que os líderes religiosos tinham inveja de Jesus?

5 Quando alguém é amado por outros. Os líderes religiosos judeus tinham inveja de Jesus porque o povo gostava muito dele. (Mat. 7:28, 29) Jesus era o representante de Deus e ensinava a verdade. Mesmo assim, esses líderes religiosos espalhavam mentiras maldosas e calúnias para acabar com a boa reputação de Jesus. (Mar. 15:10; João 11:47, 48; 12:12, 13, 19) O que podemos aprender desse relato? Na congregação, vemos irmãos que têm muitas qualidades e que são amados por todos. Nós devemos combater qualquer ponta de inveja que talvez sintamos deles. Em vez de os invejar, devemos tentar imitar as suas qualidades. — 1 Cor. 11:1; 3 João 11.

6. Como é que Diótrefes mostrava que tinha inveja?

6 Quando alguém tem privilégios na organização. No primeiro século, Diótrefes tinha inveja das pessoas que exerciam liderança entre os cristãos. Ele queria “ocupar o primeiro lugar” entre os irmãos da congregação. Por isso, espalhava mentiras para que as pessoas perdessem o respeito pelo apóstolo João e por outros irmãos. (3 João 9, 10) Embora nenhum de nós faça o que Diótrefes fez, pode ser que sintamos inveja de um irmão que receba uma designação que nós queríamos ter – principalmente se acharmos que somos tão bons como ele a cuidar dessa responsabilidade.

O nosso coração é como solo, e as nossas boas qualidades são como flores muito bonitas. Por outro lado, a inveja é como uma erva daninha. A inveja pode sufocar o crescimento de boas qualidades, como o amor, a compaixão e a bondade. (Veja o parágrafo 7.)

7. Como é que a inveja nos pode afetar?

7 A inveja é como uma erva daninha. Quando a semente da inveja cria raízes no nosso coração, pode ser difícil destruí-la. A inveja alimenta-se de outros sentimentos negativos, como o ciúme, o orgulho e o egoísmo. A inveja pode sufocar o crescimento de boas qualidades, como o amor, a compaixão e a bondade. Assim que notarmos que a semente da inveja começou a brotar no coração, temos de arrancá-la imediatamente. O que podemos fazer para combater a inveja?

DESENVOLVA HUMILDADE E CONTENTAMENTO

Como eliminar a erva daninha da inveja? Com a ajuda do espírito santo de Deus, podemos arrancar a inveja e substituí-la por humildade e contentamento. (Veja os parágrafos 8 e 9.)

8. Que qualidades podem ajudar-nos a combater a inveja?

8 Podemos combater a inveja por desenvolver duas qualidades: a humildade e o contentamento. Se o nosso coração estiver cheio dessas boas qualidades, a inveja não vai ter espaço para crescer. Uma pessoa humilde não se acha demasiado importante nem acha que merece mais do que os outros. (Gál. 6:3, 4) A pessoa que mostra contentamento fica satisfeita com o que já tem e não se compara com os outros. (1 Tim. 6:7, 8) Quando uma pessoa é humilde e mostra contentamento, fica feliz quando vê outros a receberem algo bom.

9. De acordo com Gálatas 5:16 e Filipenses 2:3, 4, o que é que o espírito santo nos vai ajudar a fazer?

9 Para nos livrarmos da inveja e desenvolvermos humildade e contentamento,  precisamos da ajuda do espírito santo de Deus. (Leia Gálatas 5:16; Filipenses 2:3, 4.) O espírito santo de Jeová pode fazer-nos analisar os nossos pensamentos e motivações mais íntimos. Se esses pensamentos e motivações forem negativos, Jeová pode ajudar-nos a substituí-los por outros que sejam positivos. (Sal. 26:2; 51:10) Moisés e o apóstolo Paulo conseguiram combater a inveja. Vamos considerar o exemplo deles.

Um jovem israelita corre até Moisés e Josué para lhes contar que dois homens no acampamento estão a comportar-se como profetas. Josué pede a Moisés para impedir os homens de fazer isso, mas Moisés recusa-se. Em vez disso, ele diz a Josué que está feliz por Jeová ter dado espírito santo àqueles dois homens. (Veja o parágrafo 10.)

10. Que situação poderia ter sido um teste para Moisés? (Veja a imagem da capa.)

10 Moisés tinha muita autoridade entre o povo de Deus, mas ele não tentou impedir que outros tivessem o mesmo privilégio. Por exemplo, em certa ocasião, Jeová tirou um pouco do espírito santo que havia sobre Moisés e colocou-o sobre um grupo de anciãos israelitas que estavam à volta da tenda de reunião. Pouco depois, Moisés soube que dois anciãos que não tinham ido até à tenda também receberam espírito santo e começaram a agir como profetas. Então, Josué pediu a Moisés para os impedir de profetizar. Como é que Moisés reagiu? Ele não ficou com inveja da atenção que Jeová tinha dado àqueles dois anciãos. Em vez disso, Moisés foi humilde e alegrou-se com o privilégio que eles tinham recebido. (Núm. 11:24-29) O que podemos aprender do exemplo de Moisés?

Como é que os anciãos podem imitar a atitude humilde de Moisés? (Veja os parágrafos 11 e 12.) *

11. Como é que os anciãos podem imitar Moisés?

11 Se você é um ancião, já alguma vez o corpo de anciãos lhe pediu para treinar outra pessoa para cuidar de um privilégio de que você gosta muito? Por exemplo, talvez goste muito do privilégio de dirigir o estudo de A Sentinela todas as semanas. No entanto, se você for humilde como Moisés, não se vai sentir ameaçado se tiver de treinar outra pessoa para cuidar desse privilégio. Em vez disso, vai sentir-se feliz por ajudar o seu irmão.

12. Como é que muitos cristãos estão a mostrar humildade e contentamento?

12 Pense numa outra situação que irmãos de mais idade estão a enfrentar. Muitos já servem como coordenadores do corpo de anciãos há vários anos. No entanto, quando fazem 80 anos, eles, de boa vontade, passam essa designação a outro irmão. Os superintendentes de circuito fazem algo parecido. Quando completam 70 anos de idade, eles, humildemente, deixam o serviço de circuito e aceitam uma nova designação. Além disso, nos últimos anos, muitos betelitas no mundo todo foram convidados a servir fora de Betel. Esses irmãos e irmãs fiéis não guardam ressentimento daqueles que agora fazem o trabalho que eles faziam antes.

13. O que é que poderia ter levado Paulo a sentir inveja dos 12 apóstolos?

13 O apóstolo Paulo é outro bom exemplo de alguém que desenvolveu contentamento e humildade. Paulo não permitiu que a inveja crescesse no seu coração. Embora trabalhasse muito na pregação, ele disse com toda a humildade: “Sou o menos importante dos apóstolos, e não sou digno de ser chamado apóstolo.” (1 Cor. 15:9, 10) Os 12 apóstolos acompanharam Jesus enquanto ele estava na Terra, mas Paulo só se tornou cristão depois de Jesus ter morrido e ter sido ressuscitado. Apesar de mais tarde ter sido designado como “apóstolo para as nações”, Paulo nunca recebeu o privilégio especial de ser um dos 12 apóstolos. (Rom. 11:13; Atos 1:21-26) Em vez de sentir inveja dos 12 apóstolos e da convivência que eles tiveram com Jesus, Paulo contentava-se com os privilégios que tinha.

14. O que é que a humildade e o contentamento nos vão ajudar a fazer?

14 Assim como no caso de Paulo, a humildade e o contentamento vão ajudar-nos a  respeitar aqueles que recebem autoridade de Jeová. (Atos 21:20-26) Ele designou homens para exercerem liderança na congregação. É verdade que eles não são perfeitos, mas Jeová considera-os “dádivas em homens”. (Efé. 4:8, 11) É importante respeitar esses homens designados e seguir, com humildade, as instruções que eles dão. Dessa forma, achegamo-nos a Jeová e mantemos a paz com os nossos irmãos.

‘EMPENHE-SE PELAS COISAS QUE PROMOVEM A PAZ’

15. O que precisamos de fazer?

15 Se permitirmos que a inveja cresça, ela pode fazer a paz secar e morrer. Por isso, precisamos de arrancar qualquer sinal de inveja do nosso coração e ter cuidado para não plantar sementes de inveja no coração de outros. Estes passos são importantes se quisermos obedecer à ordem que Jeová nos deu: “Empenhemo-nos pelas coisas que promovem a paz e pelas coisas que edificam uns aos outros.” (Rom. 14:19) O que é que temos de fazer para ajudar outros a combater a inveja? Como podemos promover a paz?

16. Como podemos ajudar outros a combater a inveja?

16 A nossa atitude e as nossas ações podem ter uma grande influência sobre outros. O que este mundo incentiva é a “ostentação de posses”. (1 João 2:16) Mas essa atitude promove a inveja. Por isso, é bom não estarmos sempre a falar sobre as coisas que temos ou que queremos comprar. Isso vai impedir que a inveja brote no coração de outros. Outro  modo de não promover a inveja é por sermos modestos com respeito aos privilégios que temos na congregação. Se falarmos constantemente sobre as coisas que fazemos no serviço de Jeová, criamos um solo fértil para a inveja crescer. O melhor a fazer é mostrar interesse sincero pelos outros e elogiá-los pelas coisas boas que fazem. Dessa forma, conseguimos ajudá-los a terem contentamento e promovemos a paz e a união da congregação.

17. O que é que os irmãos de José conseguiram fazer, e porquê?

17 Nós podemos vencer a luta contra a inveja! Pense novamente no exemplo dos irmãos de José. Muitos anos depois de maltratarem José, eles encontraram-no no Egito. Mas antes de José revelar a sua identidade aos seus irmãos, ele fez um teste para saber se eles tinham mudado. Durante uma refeição, José deu ao seu irmão mais novo, Benjamim, muito mais comida do que aos seus outros irmãos. (Gén. 43:33, 34) Mesmo assim, não existe nenhuma indicação de que eles tenham ficado com inveja de Benjamim. Em vez disso, mostraram que se preocupavam mesmo com o seu irmão e com o seu pai, Jacó. (Gén. 44:30-34) Por terem arrancado a inveja do coração, os irmãos de José puderam restaurar a paz da sua família. (Gén. 45:4, 15) Se nós também arrancarmos do nosso coração qualquer sentimento de inveja, ajudaremos a manter a paz na nossa família e na nossa congregação.

18. De acordo com Tiago 3:17, 18, o que vai acontecer se criarmos um ambiente pacífico?

18 Jeová quer que lutemos contra a inveja e que nos empenhemos pela paz. Fazer essas duas coisas exige muito esforço. Como vimos neste estudo, temos a tendência de sentir inveja. (Tia. 4:5) Além disso, vivemos num mundo que promove a inveja. No entanto, se desenvolvermos humildade e contentamento, e valorizarmos os outros, não deixaremos espaço para a inveja crescer. Pelo contrário, vamos criar um ambiente pacífico onde o fruto da justiça pode crescer. — Leia Tiago 3:17, 18.

CÂNTICO 130 Vamos Perdoar-nos Uns aos Outros

^ par. 5 A organização de Jeová é pacífica. Mas se deixarmos que a inveja cresça no nosso coração, podemos acabar com essa paz. Neste estudo, vamos identificar o que pode causar inveja. Também vamos ver como combater esse sentimento perigoso e como promover a paz.

^ par. 2 ENTENDA MELHOR: Como descrita na Bíblia, a inveja pode levar alguém não apenas a querer algo que pertence a outra pessoa, mas também a desejar que a outra pessoa perca o que tem.

^ par. 61 IMAGENS: Durante uma reunião de anciãos, fica decidido que o irmão idoso que dirige A Sentinela deve treinar um ancião mais novo para cuidar desse privilégio. Embora o irmão idoso goste muito da sua designação, ele apoia de todo o coração a decisão do corpo de anciãos. Ele dá elogios e sugestões ao ancião mais novo.