Ir para conteúdo

Ir para índice

Imite a fé e a obediência de Noé, Daniel e Jó

Imite a fé e a obediência de Noé, Daniel e Jó

‘Noé, Daniel e Jó, com a sua justiça, conseguiriam salvar-se apenas a si mesmos.’ — EZE. 14:14.

CÂNTICOS: 89119

1, 2. (a) Porque é que vai ser bom estudar o exemplo de Noé, Daniel e Jó? (b) O que estava a acontecer quando Ezequiel escreveu as palavras de Ezequiel 14:14?

ESTÁ a enfrentar problemas, como doenças, falta de dinheiro ou perseguição? Às vezes, acha difícil não perder a alegria no serviço a Jeová? Se a sua resposta for sim, vai gostar muito de estudar o exemplo de Noé, Daniel e Jó. Eles eram imperfeitos e enfrentaram muitos desafios parecidos com os nossos. Eles até correram o risco de morrer. Mesmo assim, continuaram leais a Jeová e tornaram-se exemplos de fé e obediência. — Leia Ezequiel 14:12-14.

2 Ezequiel escreveu as palavras do texto temático deste estudo em Babilónia, em 612 AEC. * (Eze. 1:1; 8:1) Jeová tinha predito que Jerusalém seria destruída porque se tinha desviado da adoração pura. Essa destruição aconteceu cinco anos depois, em 607 AEC. Em Jerusalém, eram poucos os obedientes e os que  tinham a fé de Noé, Daniel e Jó. Apenas quem continuou fiel e obediente foi salvo. (Eze. 9:1-5) Entre essas pessoas estavam Jeremias, Baruque, Ebede-Meleque e os recabitas.

3. O que vamos ver neste estudo?

3 Em breve, o mundo em que vivemos será destruído. Quem será salvo? Apenas aqueles que Jeová considerar justos, ou seja, aqueles que imitarem a fé e a obediência de Noé, Daniel e Jó. (Apo. 7:9, 14) Jeová usou esses servos como exemplo para nós. Vamos ver o motivo disso, ao estudarmos (1) os desafios que eles enfrentaram e (2) como podemos imitar a fé e a obediência deles.

NOÉ TEVE FÉ E FOI OBEDIENTE DURANTE 900 ANOS!

4, 5. (a) Que desafios enfrentou Noé? (b) Porque é que aquilo que Noé fez foi tão impressionante?

4 Desafios que Noé enfrentou. Nos dias de Enoque, bisavô de Noé, a atitude das pessoas era muito má. Até diziam “coisas chocantes” contra Jeová. (Judas 14, 15) Além disso, o mundo estava a ficar cada vez mais violento. Na verdade, no tempo de Noé, “a terra estava cheia de violência”. Anjos desobedientes vieram para a Terra, transformaram-se em homens e casaram-se com mulheres. Os filhos que nasceram desses casamentos eram muito cruéis. (Gén. 6:2-4, 11, 12) Mas Noé era muito diferente. Ele “achou favor aos olhos de Jeová” porque fazia o que era certo. A Bíblia diz: “Noé andava com o verdadeiro Deus.” — Gén. 6:8, 9.

5 Pense em dois motivos de isso ser tão impressionante. Primeiro, nós vivemos cerca de 70 ou 80 anos. No entanto, Noé fez o que agradava a Deus durante muito mais tempo do que isso. Ele viveu naquele mundo mau antes do Dilúvio durante quase 600 anos! (Gén. 7:11) Segundo, nós temos a congregação para nos apoiar. Mas, pelos vistos, nem mesmo os irmãos de Noé lhe davam apoio. *

6. Como é que Noé mostrou que tinha coragem?

6 Noé não se contentou apenas em ser uma boa pessoa. Ele teve a coragem de falar a outros sobre a sua fé em Jeová. A Bíblia diz que ele foi “pregador da justiça”. (2 Ped. 2:5) E o apóstolo Paulo disse: “Por meio desta fé, condenou o mundo.” (Heb. 11:7) Sem dúvida, as pessoas ficaram contra ele, ridicularizaram-no e talvez até o tenham ameaçado. No entanto, Noé não se entregou ao medo do homem. (Pro. 29:25) Pelo contrário, ele tinha a coragem que Jeová dá a quem é fiel.

7. Que desafios enfrentou Noé quando construiu a arca?

7 Noé já servia fielmente a Jeová há mais de 500 anos. Então, Jeová pediu-lhe para construir uma arca para salvar pessoas e animais no Dilúvio. (Gén. 5:32; 6:14) Imagine o desafio que isso deve ter sido. Além do grande trabalho que seria construir uma arca, Noé teria de lidar com mais oposição e continuaria a ser gozado. Mesmo assim, ele foi obediente e “fez exatamente” como Deus mandou. — Gén. 6:22.

8. Como é que Noé mostrou que confiava em Jeová até no que dizia respeito a sustentar a família?

8 Outra dificuldade que Noé enfrentou foi a de sustentar a família. Antes do Dilúvio, cultivar alimentos era muito difícil e exigia grande esforço. Com Noé, não era diferente. (Gén. 5:28, 29) Contudo, a vida dele não girava em torno disso. Ele concentrava-se em Deus. Mesmo durante a construção da arca, que durou cerca de 40 ou  50 anos, Noé colocou os assuntos espirituais em primeiro lugar. E ele continuou assim até morrer, cerca de 350 anos depois do Dilúvio. (Gén. 9:28) Que excelente exemplo de fé e obediência!

9, 10. (a) Como podemos imitar a fé e a obediência de Noé? (b) Se obedecer a Deus, que certeza pode ter?

9 Como podemos imitar a fé e a obediência de Noé? Fazemos isso por ficarmos separados do mundo de Satanás e colocarmos os interesses do Reino em primeiro lugar na vida. (Mat. 6:33; João 15:19) É claro que por causa disso muitas pessoas vão ficar contra nós. E isso já está a acontecer. Por exemplo, em alguns países, a imprensa fala mal de nós porque defendemos as leis de Deus sobre o casamento e a moralidade sexual. (Leia Malaquias 3:17, 18.) Mas, assim como Noé, não temos medo do homem. Afinal, sabemos que só Jeová é que nos pode dar vida eterna. — Luc. 12:4, 5.

10 E no seu caso? Vai continuar a ‘andar com Deus’, mesmo quando fizerem pouco de si ou o criticarem? Vai confiar em Jeová, mesmo quando for difícil sustentar a sua família? Se imitar a fé e a obediência de Noé, pode ter a certeza de que Jeová vai cuidar de si. — Fil. 4:6, 7.

DANIEL TEVE FÉ E FOI OBEDIENTE EM BABILÓNIA

11. Que desafios enfrentaram Daniel e os seus amigos? (Veja a imagem no início do estudo.)

11 Desafios que Daniel enfrentou. Daniel foi levado para Babilónia, uma cidade cheia de idolatria e ocultismo. Os babilónios desprezavam os judeus e faziam pouco deles e de Jeová. (Sal. 137:1, 3) Com certeza, isso deve ter magoado muito Daniel e outros judeus que tinham fé. Além disso, Daniel e os seus três amigos, Hananias, Misael e Azarias, estavam a ser observados porque tinham sido escolhidos para trabalhar para o rei de Babilónia. Até o que eles iam comer e beber já tinha sido decidido. E isso tornou-se um desafio porque Daniel não queria ‘tornar-se impuro’ com os alimentos do rei. — Dan. 1:5-8, 14-17.

12. (a) Que boas qualidades tinha Daniel? (b) O que é que Jeová pensava sobre Daniel?

12 Daniel teve de enfrentar outro desafio muito subtil. Por ser muito inteligente, ele recebeu um cargo de confiança na corte do rei. (Dan. 1:19, 20) Ele poderia ter-se tornado orgulhoso e achado que só as ideias dele eram boas, mas continuou humilde e modesto. Daniel dizia sempre que aquilo que conseguia fazer era com a ajuda de Jeová. (Dan. 2:30) Na verdade, Daniel ainda era jovem quando Jeová disse que ele, Noé e Jó eram bons exemplos. Será que valeu a pena toda a confiança que Jeová teve nele? Sem dúvida! Daniel teve fé e foi obediente até morrer. Ele devia ter quase 100 anos quando o anjo de Deus deixou claro que ele ainda agradava a Deus. O anjo disse que Daniel era um “homem muito precioso”. — Dan. 10:11.

13. Qual pode ter sido o motivo de Jeová ajudar Daniel a ter muita autoridade?

13 Por causa da ajuda de Jeová, Daniel tornou-se uma autoridade importante no governo de Babilónia e, depois, no governo medo-persa. (Dan. 1:21; 6:1, 2) Talvez Jeová tenha feito com que Daniel tivesse essa posição para ajudar o povo de Deus. Isso também aconteceu a José, no Egito, e a Ester e Mordecai, na Pérsia. * (Dan. 2:48) Pense em como Ezequiel e os outros judeus que tinham sido levados para Babilónia ficaram com a fé mais forte. Eles viram que era Jeová que estava por detrás dos assuntos.

Jeová irá considerá-lo valioso se continuar leal a ele (Veja os parágrafos 14 e 15.)

14, 15. (a) Em que sentido podemos ser comparados com Daniel? (b) O que é que os pais podem aprender do exemplo dos pais de Daniel?

 14 Como podemos imitar a fé e a obediência de Daniel? Assim como Daniel, nós também somos, por assim dizer, estrangeiros: vivemos num mundo dominado por Babilónia, a Grande, o império mundial da religião falsa. Ela até é chamada “morada de demónios”. (Apo. 18:2) Por causa dela, as pessoas perderam toda a noção do que é certo e errado e de como adorar a Deus. No entanto, nós somos diferentes. As pessoas percebem isso e gozam connosco. (Mar. 13:13) Assim como Daniel, queremos aproximar-nos ainda mais de Jeová. Se formos humildes, obedientes e confiarmos em Jeová, com certeza, também seremos preciosos para ele. — Ageu 2:7.

15 Os pais também podem aprender do exemplo dos pais de Daniel. Como assim? Quando Daniel era pequeno, havia muitas pessoas más. Mesmo assim, ele aprendeu a amar a Jeová. Será que isso aconteceu por acaso? Claro que não. Os pais dele, com certeza, ensinaram-no a amar a Jeová. (Pro. 22:6) O próprio nome Daniel significa “o meu juiz é Deus”. (Dan. 1:6, nota) Isso mostra o amor que os pais de Daniel tinham por Jeová. Por isso, pais, sejam pacientes. Não desistam de ensinar os vossos filhos sobre Jeová. (Efé. 6:4) Orem com eles e não se esqueçam de pedir que Jeová os ajude nas vossas orações. Façam o vosso melhor para ensiná-los a amar a Jeová. Assim, vocês estarão a atrair as bênçãos de Jeová. — Sal. 37:5.

JÓ TEVE FÉ E FOI OBEDIENTE NA RIQUEZA E NA POBREZA

16, 17. Que desafios enfrentou Jó quando (a) era rico e respeitado? (b) passou por dificuldades?

16 Desafios que Jó enfrentou. A vida de Jó teve altos e baixos. Na fase boa da sua vida, ele era considerado “o maior de todos os orientais”. (Jó 1:3) Jó era rico, famoso e respeitado. (Jó 29:7-16) Isso poderia ter sido um desafio. Jó poderia ter achado que era melhor do que os outros e pensar que não precisava de Deus. Mas não foi isso o que aconteceu. Jeová disse que Jó era um servo fiel dele, ‘um homem íntegro e justo, que temia a Deus e rejeitava o que era mau’. — Jó 1:8.

17 No entanto, a vida de Jó mudou da noite para o dia. Jó perdeu tudo o que tinha e ficou tão deprimido que queria morrer. Que grande desafio! Sabemos que foi Satanás  quem fez com que tudo isso acontecesse. Ele disse que Jó só servia a Jeová por interesse. (Leia Jó 1:9, 10.) Mas Jeová não ignorou o que Satanás disse. Então, o que é que Jeová fez? Ele deu a Jó a oportunidade de provar que era leal de coração, e não por interesse.

18. (a) O que é que mais admira em Jó? (b) O que aprendemos de Jeová pela forma como ele tratou Jó?

18 Satanás não teve pena nenhuma de destruir a vida de Jó. E ele fez isso de uma forma que fez parecer que era Jeová quem estava por detrás de tudo. (Jó 1:13-21) Ainda por cima, três amigos falsos de Jó disseram que Deus estava a dar-lhe o que ele merecia. (Jó 2:11; 22:1, 5-10) Apesar de tudo isso, ele continuou leal a Jeová. É verdade que Jó acabou por dizer algumas coisas sem pensar, mas Jeová não levou isso em conta porque sabia que ele estava a sofrer muito. (Jó 6:1-3) Jeová viu que, apesar de Satanás tentar fazer de tudo para derrubar e esmagar Jó, esse servo fiel nunca lhe viraria as costas. Depois de todas as provações de Jó terem acabado, Jeová deu a Jó o dobro de tudo o que ele tinha antes. Além disso, Jeová deu mais 140 anos de vida a Jó. (Tia. 5:11) E, no resto da sua vida, Jó continuou a adorar só a Jeová. Sabemos disso porque, muitos séculos depois de Jó ter morrido, Jeová referiu-se a ele como alguém fiel, como mostra o texto temático.

19, 20. (a) Como podemos imitar a fé e a obediência de Jó? (b) Como podemos imitar Jeová quando os nossos irmãos passam por dificuldades?

19 Como podemos imitar a fé e a obediência de Jó? Não importa a nossa situação, Jeová deve ser sempre o mais importante na nossa vida. Devemos confiar totalmente nele e obedecer-lhe de todo o coração. Na verdade, temos muitos mais motivos do que Jó para fazer isso. Sabemos mais sobre Satanás e como ele ataca os servos de Deus. (2 Cor. 2:11) Além disso, a história de Jó ajuda-nos a entender o motivo de Deus permitir o sofrimento. E, pela profecia de Daniel, sabemos que Jesus é Rei do Reino de Deus e vai governar a Terra inteira. (Dan. 7:13, 14) Esse Reino, em breve, vai acabar com todo o sofrimento.

20 Quando lemos a história de Jó, também aprendemos que precisamos de ter pena dos irmãos que passam por dificuldades e ajudá-los. Assim como Jó, às vezes, eles talvez digam coisas sem pensar. (Ecl. 7:7) Em vez de criticar esses irmãos, vamos tentar entender o que eles estão a sentir. Assim, imitamos o nosso Pai, Jeová, que é amoroso e misericordioso. — Sal. 103:8.

JEOVÁ “VOS FARÁ FORTES”

21. De acordo com 1 Pedro 5:10, que ajuda deu Jeová a Noé, Daniel e Jó?

21 Noé, Daniel e Jó viveram em épocas e situações bem diferentes, mas eles venceram todos os desafios com a ajuda de Jeová. A história deles confirma o que diz 1 Pedro 5:10: “Depois de terem sofrido por um pouco, o próprio Deus de toda a bondade imerecida [...] completará o vosso treino. Ele vos fará firmes, ele vos fará fortes, ele vos porá sobre firmes alicerces.”

22. O que iremos ver no próximo estudo?

22 Nas palavras inspiradas de Pedro, Jeová promete ajudar os seus servos a serem firmes e fortes. Isso também se aplica a nós hoje. Queremos ter essa força e continuar firmes a servir a Jeová. Queremos imitar a fé e a obediência de Noé, Daniel e Jó! No próximo estudo, iremos ver que eles conseguiram ser leais porque conheciam bem a Jeová. Eles ‘entendiam tudo’ o que Jeová esperava deles. (Pro. 28:5) Nós também podemos conhecer bem a Jeová e entender o que ele espera de nós.

^ par. 2 Ezequiel foi levado para Babilónia em 617 AEC. Ele escreveu o que está em Ezequiel 8:1–19:14 no “sexto ano” depois de ter ido para lá, em 612 AEC.

^ par. 5 Lameque, pai de Noé, tinha fé em Deus, mas morreu cerca de cinco anos antes do Dilúvio. Se a mãe e os irmãos de Noé ainda estavam vivos quando veio o Dilúvio, eles não se salvaram.

^ par. 13 Pode ser que isso também tenha acontecido aos três amigos de Daniel. — Dan. 2:49.