Ir para conteúdo

Ir para índice

Alegria – uma qualidade que faz a diferença

Alegria – uma qualidade que faz a diferença

MUITAS pessoas querem ter alegria na vida. No entanto, nestes últimos dias, todas as pessoas enfrentam problemas que são “difíceis de suportar”. (2 Tim. 3:1) Aos poucos, podemos perder a nossa alegria por causa de injustiças, problemas de saúde, desemprego, morte de alguém querido, ansiedade e tristeza. Até os servos de Jeová podem ficar desanimados e perder a alegria. Se isso aconteceu consigo, como voltar a ter alegria?

Para responder a esta pergunta, primeiro, precisamos de entender o que é a verdadeira alegria e como alguns continuaram alegres mesmo ao enfrentarem desafios. Depois, vamos aprender o que precisamos de fazer para manter a alegria e como ser ainda mais felizes.

O QUE É A ALEGRIA?

Ter verdadeira alegria não é a mesma coisa que estar sempre a rir-se ou a divertir-se. Por exemplo, um bêbado talvez se ria de tudo. Mas, quando volta ao normal, ele já não acha piada nenhuma voltar para uma vida que pode estar cheia de problemas. Aquele pequeno momento de felicidade não era verdadeira alegria. — Pro. 14:13.

Por outro lado, a verdadeira alegria é algo que vem do nosso coração. É o que sentimos quando conseguimos ou esperamos algo muito bom. É um sentimento de felicidade que se mantém, mesmo que as condições ao nosso redor não estejam bem. (1 Tes. 1:6) Ou seja, uma pessoa pode estar a passar por um problema e, mesmo assim, ter alegria. Por exemplo, certa vez, os apóstolos foram espancados porque estavam a pregar. Mesmo assim, “eles saíram do Sinédrio, alegres por terem sido considerados dignos de ser desonrados por causa do nome dele”. (Atos 5:41) É claro que não estavam felizes por terem sido espancados. Contudo, sentiram-se alegres por terem sido leais a Jeová.

No entanto, a verdadeira alegria não se desenvolve sozinha. Porquê? Porque é uma qualidade do fruto do espírito. Por isso, precisamos do espírito santo de Jeová para desenvolver a verdadeira alegria, que faz parte da “nova personalidade”. (Efé. 4:24; Gál. 5:22) E, quando desenvolvemos alegria, torna-se mais fácil enfrentar os problemas da vida.

EXEMPLOS QUE QUEREMOS IMITAR

Quando criou a Terra, Jeová queria que só acontecessem coisas boas. Hoje, porém, a Terra está cheia de coisas e pessoas más. Mesmo assim, Jeová não perdeu a alegria. A Bíblia diz: “Na sua morada há força e alegria.” (1 Cró. 16:27) Além disso, Jeová fica muito feliz ao ver tudo o que os seus servos estão a fazer na Terra. — Pro. 27:11.

Podemos imitar a Jeová quando as coisas não correm como queríamos. Em vez de ficarmos demasiado preocupados e perdermos  a alegria, devemos pensar nas coisas boas que já temos e esperar com paciência pelo novo mundo. *

A Bíblia também fala de muitos humanos que, mesmo ao enfrentarem desafios, não perderam a alegria. Um deles foi Abraão. Muitas pessoas causaram-lhe dificuldades. E, algumas vezes, a vida dele ficou em risco. (Gén. 12:10-20; 14:8-16; 16:4, 5; 20:1-18; 21:8, 9) Mas, mesmo em situações difíceis, Abraão continuou alegre. Como é que ele conseguiu isso? Ele mantinha na sua mente a esperança de viver no novo mundo governado pelo Messias. (Gén. 22:15-18; Heb. 11:10) Jesus disse: “Abraão, o vosso pai, alegrou-se muito com a perspetiva de ver o meu dia.” (João 8:56) Podemos imitar Abraão por pensarmos sempre nas alegrias que vamos ter no futuro. — Rom. 8:21.

Paulo e Silas também pensavam nas promessas de Jeová para o futuro. A fé deles nessas promessas era tão forte que eles continuaram alegres, mesmo ao enfrentarem desafios. Certa vez, eles foram espancados e mandados para a prisão. Enquanto estavam presos, “por volta da meia-noite, Paulo e Silas estavam a orar e a louvar a Deus com cânticos”. (Atos 16:23-25) É verdade que a esperança que eles tinham para o futuro lhes deu força. No entanto, eles também se alegraram porque estavam a defender o nome de Jesus. Assim como Paulo e Silas, devemos pensar sempre nas bênçãos de sermos fiéis a Jeová. — Fil. 1:12-14.

Hoje em dia, também há muitos irmãos que continuam alegres, mesmo ao enfrentarem dificuldades. Por exemplo, em novembro de 2013, o supertufão Haiyan atingiu as Filipinas e destruiu as casas de mais de mil famílias de Testemunhas de Jeová. A casa de George, que ficava na cidade de Tacloban, foi totalmente destruída. Ele disse: “Apesar de tudo o que aconteceu, os irmãos estão felizes. Até é difícil explicar a alegria que estamos a sentir.” Isso mostra que, mesmo em situações difíceis, podemos continuar alegres. Como? Por pensarmos em todas as coisas boas que Jeová já fez por nós. Mas será que temos outros motivos para não perdermos a alegria?

OS NOSSOS MOTIVOS DE ALEGRIA

Será que existe algum motivo maior para termos alegria do que sermos amigos de Jeová? Pense nisto: nós conhecemos o Soberano do Universo! Jeová é nosso amigo, Deus e Pai. — Sal. 71:17, 18.

Também ficamos muito felizes pela vida que Jeová nos deu e por podermos usufruí-la. (Ecl. 3:12, 13) Além disso, quando Jeová nos escolheu como seus servos, ele fez-nos entender qual é a vontade dele para nós. (Col. 1:9, 10) Saber disso faz a nossa vida ter sentido. Por outro lado, quem não serve a Jeová não consegue entender qual é o objetivo da vida. Paulo falou sobre isso quando disse: “‘O olho não viu e o ouvido não ouviu, nem foram concebidas no coração do homem as coisas que Deus preparou para os que o amam.’ Porque foi a nós que Deus as revelou por meio do seu espírito”. (1 Cor. 2:9, 10) Saber qual é a vontade de Jeová dá-nos muita alegria.

Pense também em tudo o que Jeová já fez pelo seu povo. Ele deu a vida do seu Filho para que os nossos pecados pudessem ser perdoados. (1 João 2:12) Jeová também nos deu a esperança de, em breve, estarmos no Paraíso. (Rom. 12:12) E, hoje, com os nossos irmãos, formamos uma família mundial. (Sal. 133:1) Além disso, a Bíblia diz que Jeová protege os seus servos de Satanás e dos demónios. (Sal. 91:11) Se pensarmos sempre em todas essas bênçãos que Jeová nos deu, a nossa alegria vai aumentar cada vez mais. — Fil. 4:4.

 COMO TER MAIS ALEGRIA

Será que podemos ter ainda mais alegria? Jesus disse: “Disse-vos estas coisas para que sintam a mesma alegria que eu, e a vossa alegria se torne plena.” (João 15:11) Isso mostra que é possível aumentarmos a nossa alegria. Podemos comparar a alegria com uma fogueira. Se quiser que o fogo fique mais forte, o que faz? Aumenta a quantidade de lenha. Lembre-se: a alegria é parte do fruto do espírito. Portanto, se queremos aumentar a nossa alegria, precisamos de orar a Jeová a pedir espírito santo. Também precisamos de ler a Bíblia e meditar nela; afinal, ela foi inspirada por espírito santo. — Sal. 1:1, 2; Luc. 11:13.

Também aumentamos a nossa alegria quando fazemos coisas que agradam a Jeová. (Sal. 35:27; 112:1) Isto acontece porque fomos criados para ‘temer o verdadeiro Deus e obedecer aos seus mandamentos, pois esta é toda a obrigação do homem’. (Ecl. 12:13) Por outras palavras, fomos criados para fazer a vontade de Deus. Por isso, quando obedecemos a Jeová, conseguimos ter alegria genuína. *

TER ALEGRIA TRAZ MUITAS BÊNÇÃOS

As bênçãos de ter verdadeira alegria vão além de nos sentirmos bem por dentro. Quando servimos a Jeová com alegria, mesmo enfrentando dificuldades, tornamo-nos mais agradáveis aos seus olhos. (Deut. 16:15; 1 Tes. 5:16-18) Além disso, se formos verdadeiramente felizes, não vamos querer ir atrás de bens materiais. Pelo contrário, vamos fazer sacrifícios para apoiar ainda mais o Reino de Deus. (Mat. 13:44) E, ao ver os bons resultados desses esforços, a nossa alegria vai aumentar. Teremos a sensação de dever cumprido e estaremos a ajudar outros a serem mais felizes. — Atos 20:35; Fil. 1:3-5.

Depois de estudar bastante sobre saúde, um investigador da Universidade de Nebraska, dos Estados Unidos, escreveu: “Se está feliz e satisfeito com a sua vida agora, é provável que tenha uma boa saúde no futuro.” Isto está de acordo com a Bíblia, que diz: “O coração alegre é um bom remédio.” (Pro. 17:22) Ou seja, ser uma pessoa alegre ajuda a ter uma boa saúde.

Sem dúvida, mesmo ao enfrentarmos dificuldades, é possível ter e manter verdadeira alegria. No entanto, precisamos da ajuda do espírito santo. Recebemos essa ajuda quando oramos, estudamos a Bíblia e meditamos nela. Também aumentamos a nossa alegria quando pensamos nas bênçãos que Jeová nos dá, imitamos a fé de outros e nos esforçamos para fazer a vontade de Jeová. Ao fazermos essas coisas, teremos o mesmo sentimento do salmista, que disse: “O justo irá alegrar-se em Jeová e refugiar-se nele.” — Sal. 64:10.

^ par. 10 A qualidade da paciência vai ser considerada noutro artigo desta série.