Ir para conteúdo

Ir para índice

 AJUDA PARA A FAMÍLIA | CASAMENTO

Como fortalecer o compromisso

Como fortalecer o compromisso

O DESAFIO

No dia em que se casou, você fez um voto. Através de uma promessa solene, assumiu um compromisso para toda a vida: permanecer ao lado da pessoa que ama e resolver os problemas que surgirem.

No entanto, com o passar dos anos, é possível que o relacionamento que você tem com o seu cônjuge tenha sido desgastado por discussões e conflitos. Por isso, é importante avaliar se ainda se encontra tão comprometido com o seu cônjuge como no dia em que se casou.

O QUE DEVE SABER

O compromisso é como uma âncora que mantém o seu casamento estável

O compromisso não é um problema, é a solução. Muitas pessoas hoje duvidam que o compromisso do casamento seja importante. Alguns veem-no como uma corrente que amarra a pessoa a uma má decisão que ela tomou. Mas, em vez disso, encare-o como uma âncora que mantém o seu casamento estável. Uma esposa chamada Megan diz: “Durante uma discussão, uma das vantagens do compromisso é ter a certeza de que nenhum dos dois vai abandonar o outro.” * A certeza de que o casamento em si não está em perigo – mesmo em momentos difíceis – contribui para um ambiente estável, no qual vocês podem resolver os vossos problemas. — Veja o quadro “ Compromisso e lealdade”.

Conclusão: se está a passar por problemas no casamento, é hora de fortalecer o compromisso, não de questionar a sua importância. Então, o que é que você pode fazer?

 O QUE PODE FAZER

Analise o seu modo de pensar. “Até que a morte os separe.” Como é que se sente ao ouvir estas palavras? Fazem-no sentir-se preso ou dão-lhe uma sensação de segurança? Quando surgem problemas, encara terminar o casamento como uma opção viável? Para fortalecer o compromisso, é essencial que encare o casamento como uma união permanente. — Princípio bíblico: Mateus 19:6.

Não se deixe influenciar pelo seu passado. A sua opinião sobre compromisso talvez tenha sido influenciada pelo que observou na relação entre os seus pais. Uma esposa chamada Lea diz: “Os meus pais divorciaram-se quando eu era pequena, e tenho medo de que isso tenha afetado o meu conceito sobre compromisso.” Mas você pode fazer as coisas de um modo diferente no seu próprio casamento. Não está condenado a cometer os mesmos erros que os seus pais cometeram. — Princípio bíblico: Gálatas 6:4, 5.

Tenha cuidado com as suas palavras. No calor de uma discussão, evite dizer coisas das quais se arrependerá mais tarde, como “Vou-me embora!” ou “Vou procurar alguém que me dê valor!”. Afirmações como estas abalam o compromisso e, em vez de resolverem o problema, apenas levam a uma guerra de insultos. Em vez de usar palavras que magoam, poderia dizer algo como: “Olha, nós os dois estamos exaltados. O que é que podemos fazer para resolver este problema juntos?” — Princípio bíblico: Provérbios 12:18.

Mostre que leva a sério o compromisso. Tenha uma fotografia do seu cônjuge no local de trabalho. Fale de modo positivo sobre o seu casamento. Se tiver de viajar sozinho, tente telefonar para o seu cônjuge todos os dias. Use com frequência a palavra “nós” e a expressão “eu e a minha esposa”, ou “eu e o meu marido”. Desta forma, estará a lembrar aos outros – e a si mesmo – que está comprometido com o seu cônjuge.

Procure bons exemplos. Recorra a casais maduros que conseguiram superar os seus problemas. Pergunte-lhes: “Para vocês, o que é o compromisso no casamento? Como é que essa qualidade vos ajudou como casal?” A Bíblia diz: “Assim como o ferro afia o ferro, assim o homem afia o seu amigo.” (Provérbios 27:17) Pensando neste princípio, considere a hipótese de pedir conselho a quem conseguiu construir um casamento feliz.

^ par. 7 A Bíblia permite que uma pessoa termine o casamento se o seu cônjuge cometer imoralidade sexual. Veja o artigo “O conceito da Bíblia – Adultério” neste número da revista Despertai!.