Ir para conteúdo

 O CONCEITO DA BÍBLIA

Jogatina

Jogatina

Algumas pessoas encaram a jogatina como uma diversão inocente, enquanto outras acham que é um vício perigoso.

Será que há algo de errado na jogatina?

O QUE AS PESSOAS DIZEM

Muitas acham que a jogatina é uma diversão inofensiva, desde que seja praticada legalmente. Alguns jogos de azar legalizados, como as lotarias patrocinadas pelo governo, geram fundos para programas que beneficiam o público.

O QUE A BÍBLIA DIZ

Apesar de não mencionar especificamente a jogatina, a Bíblia contém vários princípios orientadores que revelam o que Deus pensa sobre este assunto.

A natureza básica da jogatina – ganhar dinheiro à custa de outros – vai contra o conselho bíblico de ‘resguardar-se de todo o tipo de ganância’. (Lucas 12:15) Na verdade, a jogatina é alimentada pela cobiça, ou ganância. As instituições que promovem jogos de azar anunciam grandes prémios. Ao mesmo tempo, minimizam o facto de que as hipóteses de ganhar são muito pequenas, pois sabem que o sonho de ficar rico faz os jogadores apostarem grandes somas em dinheiro nos casinos. Em vez de ajudar as pessoas a evitar a ganância, a jogatina atiça o desejo de obter dinheiro fácil.

A jogatina baseia-se num objetivo essencialmente egoísta: ganhar o dinheiro que outros jogadores perderam. Mas a Bíblia incentiva a pessoa a “procurar não a sua própria vantagem, mas a da outra pessoa”. (1 Coríntios 10:24) E um dos Dez Mandamentos declara: “Não desejes [...] nada que pertença ao teu próximo.” (Êxodo 20:17) Na esperança de ganhar, o jogador, na verdade, espera que outros percam dinheiro para que ele possa lucrar.

A Bíblia também nos alerta contra encararmos a sorte como uma força mística que pode ajudar em determinadas situações. No antigo Israel, alguns que não tinham fé em Deus começaram a pôr “a mesa para o deus da boa sorte”. Será que Deus aprovava essa devoção? Não. Deus disse-lhes: “Continuaram a fazer o que é mau aos meus olhos e escolheram o que me desagrada.” — Isaías 65:11, 12.

É verdade que, em algumas partes do mundo, se usa o dinheiro recebido em jogos de azar legalizados para financiar a educação, o desenvolvimento económico e outros programas sociais do governo. Mas usar o dinheiro dessa forma não muda a maneira como foi obtido – por meio de atividades que abertamente incentivam a ganância e o egoísmo e que promovem a ideia de conseguir algo sem fazer esforço.

“Não desejes [...] nada que pertença ao teu próximo.” — Êxodo 20:17.

 Que efeitos negativos é que a jogatina tem sobre o jogador?

O QUE A BÍBLIA DIZ

A Bíblia avisa-nos de que “os que estão decididos a ficar ricos caem em tentação, em laço e em muitos desejos insensatos e prejudiciais, que afundam os homens na destruição e na ruína”. (1 Timóteo 6:9) A jogatina está muito relacionada com a ganância, e a ganância é tão corrosiva que foi alistada na Bíblia entre diversos comportamentos a serem completamente evitados. — Efésios 5:3.

Por promover o desejo de ganhar dinheiro facilmente, a jogatina alimenta o amor ao dinheiro – algo que a Bíblia identifica como “a raiz de todo o tipo de coisas prejudiciais”. O desejo por dinheiro pode facilmente tornar-se uma influência sufocante na vida de uma pessoa, gerando ansiedade intensa e prejudicando a fé em Deus. Figurativamente falando, a Bíblia descreve os que foram seduzidos pelo amor ao dinheiro como se tivessem ‘causado a si mesmos muitos sofrimentos’. — 1 Timóteo 6:10.

A ganância produz descontentamento, deixando as pessoas infelizes e insatisfeitas com a sua situação financeira. “Quem ama a prata nunca se fartará da prata, e quem ama as riquezas nunca ficará satisfeito com os seus rendimentos.” — Eclesiastes 5:10.

Milhões de pessoas que foram atraídas à jogatina descobriram que é muito difícil livrarem-se desse vício cruel. Esse problema é comum em todo o mundo. Por exemplo, só nos Estados Unidos, estima-se que haja milhões de viciados em jogos de azar.

Um provérbio diz: “Uma fortuna iniciada com ganância não será uma bênção no fim.” (Provérbios 20:21) O vício em jogos de azar tem levado pessoas a afundarem-se em dívidas e até a entrarem em falência. Muitas também acabam com o seu casamento, perdem o emprego e os amigos. Mas aplicar os princípios orientadores da Bíblia pode ajudar uma pessoa a evitar os efeitos negativos da jogatina.

“Os que estão decididos a ficar ricos caem em tentação, em laço e em muitos desejos insensatos e prejudiciais, que afundam os homens na destruição e na ruína.” — 1 Timóteo 6:9.