Ir para conteúdo

Ir para índice

 O CAMINHO PARA A FELICIDADE

Mostre amor

Mostre amor

TODOS PRECISAM DE AMOR. Nenhum casamento, família ou amizade pode sobreviver sem amor. O amor é muito importante para termos uma boa saúde emocional e sermos felizes. Mas o que é o amor?

Este artigo não vai falar do amor romântico, embora também seja importante, mas sim de uma forma de amor superior que leva alguém a preocupar-se com o bem-estar de outros e a não pensar apenas em si mesmo. É um amor que segue princípios bíblicos, mas isso não quer dizer que seja um sentimento frio.

Veja esta bela definição de amor: “O amor é paciente e bondoso. O amor não é ciumento. Não se gaba, não é orgulhoso, não se comporta indecentemente, não procura os seus próprios interesses, não se irrita com facilidade. Não leva em conta o dano. Não se alegra com a injustiça, mas alegra-se com a verdade. Suporta todas as coisas, [...] espera todas as coisas, persevera em todas as coisas. O amor nunca acaba.” — 1 Coríntios 13:4-8.

Este tipo de amor “nunca acaba” porque nunca vai deixar de existir. Na verdade, fica mais forte com o tempo. E, como este amor é paciente, bondoso e perdoador, é um “perfeito vínculo de união”. (Colossenses 3:14) É verdade que ninguém é perfeito. Mas quando duas pessoas mostram este tipo de amor elas sentem-se seguras e felizes. Pense, por exemplo, no casamento.

 UNIDOS POR UM “PERFEITO VÍNCULO DE UNIÃO”

Jesus ensinou lições importantes sobre o casamento. Ele disse: “‘O homem deixará o seu pai e a sua mãe e irá apegar-se à sua esposa, e os dois serão uma só carne’ [...] Por isso, o que Deus pôs sob o mesmo jugo, o homem não deve separar.” (Mateus 19:5, 6) Vamos ver dois pontos importantes que aprendemos deste texto.

“OS DOIS SERÃO UMA SÓ CARNE.” O casamento é a união mais íntima que pode existir entre duas pessoas. E o amor pode proteger essa união contra a traição. O homem ou a mulher que trai, na verdade, torna-se “uma só carne” com alguém que não é o seu marido ou esposa. (1 Coríntios 6:16; Hebreus 13:4) Isso destrói a confiança e pode arruinar um casamento. A situação pode piorar se o casal tiver filhos. Eles talvez pensem que não são amados pelos pais e se sintam inseguros e magoados.

“O QUE DEUS PÔS SOB O MESMO JUGO.” O casamento é uma união criada por Deus. Os casais que respeitam isso esforçam-se para fortalecer o seu casamento. Eles não procuram desculpas para se separar quando surgem dificuldades. O amor deles é forte e supera obstáculos. Esse amor “suporta todas as coisas” e ajuda-os a resolver problemas, mantendo a paz e a união.

Ver que os pais se amam e estão dispostos a fazer sacrifícios um pelo outro beneficia muito qualquer filho. Uma jovem chamada Jéssica disse: “Os meus pais amam-se e respeitam-se verdadeiramente. Quando vejo que a minha mãe respeita as decisões do meu pai, fico com vontade de ser como ela.”

O amor é uma das principais qualidades de Deus. A Bíblia diz que “Deus é amor”. (1 João 4:8) Por isso, é fácil entender o motivo de Jeová ser chamado “Deus feliz”. (1 Timóteo 1:11) Se imitarmos as qualidades de Deus, principalmente o amor, nós também vamos ser felizes. Efésios 5:1, 2 incentiva-nos: “Tornem-se imitadores de Deus, como filhos amados, e continuem a andar em amor.”