Ir para conteúdo

Ir para índice

“Ele dá poder ao cansado”

“Ele dá poder ao cansado”

Texto do ano para 2018: “Os que esperam em Jeová recuperarão as forças.” — ISA. 40:31.

CÂNTICOS: 3 e 47

1. (a) Que problemas enfrentamos? (b) Porque é que Jeová fica feliz com os seus servos fiéis? (Veja a fotografia no início do estudo.)

COMO sabem, queridos irmãos e irmãs, a vida neste sistema de coisas está cada vez mais difícil. Muitos lutam para conseguir dar às suas famílias não uma vida confortável, mas o básico. Outros enfrentam doenças graves. Ainda outros, apesar de já terem uma certa idade, precisam de cuidar de familiares idosos. E, infelizmente, muitos passam por todos esses problemas ao mesmo tempo! Para enfrentarem isto tudo, vocês gastam muito tempo e dinheiro, e, além disso, ficam emocionalmente esgotados. Jeová fica muito feliz ao olhar para vocês! Ele vê que, apesar de tantos problemas, os seus servos continuam a confiar de todo o coração no futuro que ele promete.

2. (a) Como é que o texto de Isaías 40:29 nos encoraja? (b) Que decisão errada tomaram alguns?

2 Será que às vezes, por causa de tantos problemas, sente que está a chegar ao seu limite? Então, não é o único. A Bíblia fala de alguns servos de Jeová que, em certas ocasiões, se sentiram num beco sem saída. (1 Reis 19:4; Jó 7:7) No entanto, eles viram que Deus “dá poder ao cansado”. (Isa. 40:29) Por isso, em vez de desistirem, procuraram a ajuda de Jeová. Saber disso encoraja-nos muito. Contudo, nem todos confiam na ajuda de Jeová. É triste notar que alguns servos de Jeová decidiram que  a melhor forma de lidar com os problemas é “fazer uma pausa” na verdade. Para eles, servir a Jeová não é uma bênção, mas um peso a mais na vida. Por isso, alguns pararam de ler a Bíblia, de ir às reuniões e de pregar. Fizeram exatamente o que Satanás queria que fizessem.

3. (a) O que podemos fazer para não deixar Satanás enfraquecer-nos? (b) O que vamos ver neste estudo?

3 O alvo de Satanás é enfraquecer-nos. Ele sabe que, quando lemos a Bíblia e vamos à pregação e às reuniões, somos fortalecidos. Por isso, ele quer impedir-nos de fazer essas coisas. Quando estiver cansado em sentido físico e emocional, não se afaste de Jeová. Pelo contrário, achegue-se ainda mais a ele. Assim, ‘ele o fará firme, ele o fará forte’. (1 Ped. 5:10; Tia. 4:8) Neste estudo, vamos analisar Isaías 40:26-31 e ver como é que Jeová nos pode fortalecer. Também vamos ver duas situações que poderiam desanimar-nos e como podemos lidar com elas.

OS QUE ESPERAM EM JEOVÁ VÃO RECUPERAR AS FORÇAS

4. O que é que o texto de Isaías 40:26 nos ensina?

4 Leia Isaías 40:26. Ninguém sabe dizer quantas estrelas existem no Universo. Os cientistas acham que só na nossa galáxia existem cerca de 400 mil milhões de estrelas. Jeová dá um nome a cada uma delas. O que é que isso nos ensina? Se Jeová está interessado até nas coisas que não têm vida, como as estrelas, imagine como ele se preocupa consigo, que não foi programado para fazer a vontade dele. Você serve-o por amor! (Sal. 19:1, 3, 14) Jeová sabe absolutamente tudo sobre si. Ele conta ‘até mesmo os cabelos da sua cabeça’. (Mat. 10:30) A Bíblia diz: “Jeová sabe o que os íntegros passam.” (Sal. 37:18) Pode ter a certeza de que Jeová sabe quais são os seus problemas, e pode dar-lhe a força necessária para conseguir perseverar.

5. Porque é que temos a certeza de que Jeová nos pode dar força?

5 Leia Isaías 40:28. Jeová é a fonte de energia dinâmica. Por exemplo, é ele que dá poder ao sol. O escritor David Bodanis disse que o sol produz a cada segundo uma quantidade de energia equivalente à explosão de muitos milhões de bombas atómicas. Outro investigador acredita que o sol “liberta, num segundo, energia suficiente para sustentar a humanidade por 200 mil anos”. Agora, pense no seguinte: o mesmo Deus que dá poder ao sol promete dar-nos força para lidarmos com qualquer problema!

6. (a) Em que sentido é que o jugo de Jesus é suave? (b) O que devemos continuar a fazer?

6 Leia Isaías 40:29. Servir a Jeová traz muita alegria. Jesus disse aos seus seguidores: “Tomem sobre vocês o meu jugo.” E garantiu: “Encontrarão revigoramento para vocês mesmos. Pois o meu jugo é suave e a minha carga é leve.” (Mat. 11:28-30) Em que sentido é que o jugo de Jesus é suave? Quando seguimos as instruções dele, sentimo-nos revigorados, ou seja, fortalecidos. Também conseguimos lidar melhor com os nossos problemas. Às vezes, estamos tão cansados que nem temos vontade de ir às reuniões ou à pregação. No entanto, depois de fazermos essas coisas, sentimo-nos mais fortes. Por isso, devemos continuar a participar na pregação e a assistir a todas as reuniões.

7. Dê um exemplo que mostra que ir às reuniões e à pregação fortalece-nos.

7 Veja o exemplo de uma irmã que sofre de depressão, fadiga crónica e enxaquecas. Com todos esses problemas, é compreensível  que às vezes ela ache difícil ir às reuniões. Certa vez, depois de ter feito um grande esforço para ir a uma reunião, essa irmã escreveu: “O discurso era sobre como lidar com o desânimo. O irmão falou de uma maneira tão amorosa que fiquei com lágrimas nos olhos. Aquele discurso fez-me dar mais valor às reuniões.” O esforço que essa irmã fez para ir à reunião valeu a pena!

8, 9. O que é que Paulo quis dizer com as palavras “quando estou fraco, então é que sou poderoso”?

8 Leia Isaías 40:30. Mesmo que você seja muito bom no que faz, existem coisas que não consegue fazer sozinho. E esta é uma lição que todos devemos aprender. O apóstolo Paulo tinha muitas qualidades, mas havia algumas coisas que ele queria fazer e não conseguia. Quando ele orou sobre isso, Jeová disse: “O meu poder está a ser aperfeiçoado na fraqueza.” Paulo percebeu o ponto. Ele disse: “Quando estou fraco, então é que sou poderoso.” (2 Cor. 12:7-10) O que é que Paulo quis dizer com isso?

9 Paulo entendeu que, sozinho, havia muitas coisas que não conseguia fazer. No entanto, Jeová podia dar-lhe força para fazer o que estava além da sua capacidade. O mesmo se passa connosco. Se a nossa força vier de Jeová, nada nos vencerá!

10. O que ajudou David a lidar com os desafios que enfrentava?

10 David enfrentou muitos desafios, mas ele sentiu várias vezes o poder de Jeová. Ele disse: “Com a tua ajuda, posso atacar um bando de saqueadores; com o poder de Deus, posso escalar uma muralha.” (Sal. 18:29) Existem algumas “muralhas”, ou seja, alguns problemas, que só conseguimos “escalar” com a ajuda de Jeová.

11. Como é que o espírito santo nos ajuda?

11 Leia Isaías 40:31. Quando tiver de fazer algo que parece estar além da sua capacidade, lembre-se de que Jeová está disponível 24 horas por dia. Então, ore a pedir “o ajudador, o espírito santo”. (João 14:26) Com a ajuda do espírito santo, vai conseguir ‘voar alto como as águias’. A águia consegue voar a uma grande altitude e durante um longo período sem ficar muito cansada. Como é que ela faz isso? Por aproveitar a ajuda de correntes de ar quente. Quando estiver com um problema, lembre-se das águias e peça a ajuda de Jeová. Por exemplo, uma situação que talvez nos deixe cansados é quando temos um desentendimento com alguém na congregação. Porque é que isso acontece?

12, 13. (a) Porque podem acontecer desentendimentos entre os irmãos? (b) O que é que a história de José nos ensina sobre Jeová?

12 Às vezes, surgem desentendimentos entre os irmãos. Isso acontece porque somos todos imperfeitos. Por isso, é de esperar que de vez em quando um irmão diga ou faça coisas que nos irritam, assim como nós também fazemos coisas que irritam outros. Essa situação difícil dá-nos a oportunidade de mostrar a nossa lealdade a Jeová. Como? Por continuar a servi-lo em união com os nossos irmãos. Jeová ama cada um dos seus servos, apesar das imperfeições deles. Nós devemos fazer o mesmo.

Jeová não abandonou José e não o vai abandonar a si (Veja o parágrafo 13.)

13 A história de José ensina-nos muito sobre Jeová. Quando José ainda era novo, os seus irmãos, por pura inveja, venderam-no como escravo e ele foi levado para o Egito. (Gén. 37:28) É claro que Jeová ficou triste ao ver o seu amigo ser tratado daquela maneira. Ainda assim, ele não impediu que essas coisas más acontecessem. Mais tarde, José foi  acusado de tentar violar a esposa de Potifar. Por causa dessa mentira, ele foi parar à prisão. Mais uma vez, Jeová não interferiu. O que é que isso nos ensina? Jeová permite que os seus servos passem por provações. Mas ele não nos abandona, como mostra o exemplo de José. A Bíblia diz: “Jeová estava com José, e [...] tornava bem-sucedido tudo o que ele fazia.” — Gén. 39:21-23.

14. Porque é que ‘deixar a ira’ e o ressentimento é o melhor para nós?

14 David também foi muito maltratado. No entanto, esse amigo de Jeová não deixou que o ressentimento o dominasse. Ele escreveu: “Deixa a ira e abandona o furor; não te aborreças e não te voltes para fazer o mal.” (Sal. 37:8) Porque é que ‘deixar a ira’ é o melhor para nós? Acima de tudo, porque, ao fazermos isso, imitamos a Jeová, que “não nos trata de acordo com os nossos pecados”. (Sal. 103:10) Além disso, ‘deixar a ira’ e o ressentimento faz bem à nossa saúde. Ficar furiosos pode causar pressão alta e problemas respiratórios e digestivos. Também pode afetar o pâncreas e o fígado. Quando estamos zangados, é fácil tomar uma decisão errada. E, às vezes, um acesso de ira é seguido por um longo período de depressão. Por outro lado, a Bíblia diz que “o coração calmo é vida para o corpo”. (Pro. 14:30) Então, o que podemos fazer quando um irmão nos magoa? Vamos ver conselhos da Bíblia que nos ajudam.

O QUE FAZER QUANDO UM IRMÃO NOS MAGOA

15, 16. Como podemos fazer as pazes com um irmão que nos ofendeu?

15 Leia Efésios 4:26. Quando alguém no trabalho ou na escola nos trata mal, não ficamos surpreendidos. No entanto, quando somos maltratados por um irmão da congregação ou por alguém da nossa família, talvez nos sintamos arrasados. Quando isso acontece, o que é que fazemos? Esquecemos o assunto ou deixamos que a mágoa nos corroa por dentro? Se não conseguimos esquecer o que aconteceu, o melhor é seguir o conselho da Bíblia e resolver o assunto o mais rápido possível. Quanto mais tempo ficarmos magoados com uma pessoa, mais difícil vai ser fazer as pazes.

16 Imagine que um irmão o ofendeu e você não consegue ultrapassar isso. Como é que pode fazer as pazes com ele? Primeiro, ore a Jeová e peça-lhe que o ajude a conversar com o irmão de uma maneira que resolva a situação. Tenha em mente que o irmão é um amigo de Jeová. (Sal. 25:14) Jeová ama cada amigo que  tem e trata-o com bondade. Ele espera que façamos o mesmo. (Pro. 15:23; Mat. 7:12; Col. 4:6) Não parta do princípio de que o irmão o ofendeu de propósito. Também não descarte a possibilidade de ter alguma culpa no que aconteceu. Além disso, pense bem no que vai dizer. Poderá começar a conversa mais ou menos assim: “Talvez eu esteja a ser demasiado sensível, mas, quando me disseste aquilo ontem, eu senti-me...” Se a conversa não tiver os resultados esperados, tente fazer as pazes noutra ocasião. Entretanto, ore pelo irmão que o ofendeu e peça a Jeová que abençoe esse irmão. Peça também a Jeová para o ajudar a concentrar-se nas qualidades do irmão. Não importa o que aconteça, Jeová vai ficar feliz por ver o seu esforço em fazer as pazes com o amigo dele.

O QUE FAZER QUANDO SENTIMOS O PESO DA CULPA

17. (a) Como é que Jeová ajuda uma pessoa que cometeu um pecado grave? (b) Porque é que devemos aceitar a ajuda de Jeová sem demora?

17 Alguns que cometeram um pecado grave sentem que não merecem servir a Jeová. Infelizmente, a culpa pode ser um peso terrível que a pessoa carrega durante anos. David carregou o peso da culpa durante algum tempo. Ele disse: “Enquanto fiquei calado, os meus ossos definharam-se por eu gemer o dia inteiro. Pois, de dia e de noite, a tua mão pesava sobre mim.” Mas David foi maduro e lidou com esse problema como um homem espiritual. Ele escreveu: “Finalmente confessei-te o meu pecado; [...] e tu perdoaste o meu erro e os meus pecados.” (Sal. 32:3-5) Se tiver cometido um pecado grave, tenha a certeza de que Jeová quer ajudá-lo. Ele faz isso por meio dos anciãos. (Pro. 24:16; Tia. 5:13-15) Por isso, aceite rapidamente a ajuda dele. Lembre-se de que a sua vida eterna está em jogo! Mas e se continuar com a consciência pesada, mesmo depois de o seu pecado já ter sido perdoado? O que pode fazer?

18. Como é que o exemplo de Paulo ajuda os que têm sentimentos de culpa?

18 Em algumas ocasiões, o apóstolo Paulo sentia-se desanimado quando pensava nos erros que tinha cometido no passado. Ele disse: “Sou o menos importante dos apóstolos, e não sou digno de ser chamado apóstolo, porque persegui a congregação de Deus.” Apesar disso, ele acrescentou: “Contudo, pela bondade imerecida de Deus, sou o que sou.” (1 Cor. 15:9, 10) Jeová sabia que Paulo era imperfeito, mas, mesmo assim, amava-o e queria que ele soubesse disso. E no seu caso? Arrependeu-se verdadeiramente do que fez? Confessou os seus erros a Jeová e, dependendo da gravidade deles, falou também com os anciãos? Nesse caso, Jeová diz que o perdoa. Não duvide da palavra dele. Em vez disso, aceite o perdão de Jeová! — Isa. 55:6, 7.

19. (a) Qual é o texto para o ano de 2018? (b) Porque é que esse texto foi bem escolhido?

19 Em 2018, sempre que entrarmos no Salão do Reino, vamos ser lembrados de algo muito importante: Os que esperam em Jeová recuperarão as forças.Estas palavras de Isaías 40:31 foram escolhidas para ser o texto do ano. À medida que o fim deste sistema se aproxima, é de esperar que os problemas aumentem. Contudo, Jeová “dá poder ao cansado e enche de vigor aquele que está sem forças”. (Isa. 40:29) Tenha a certeza de que Jeová vai dar-lhe a força de que precisa para continuar a servi-lo sem desistir! — Sal. 55:22; 68:19.