Ir para conteúdo

Ir para índice

 PERGUNTA 5

O que devo fazer se estiver a sofrer bullying?

O que devo fazer se estiver a sofrer bullying?

PORQUE É BOM PENSAR NISSO

A forma como reages ao bullying pode melhorar ou piorar as coisas.

O QUE FARIAS?

Imagina a seguinte situação: o Leonardo não quer ir à escola hoje. Nem amanhã. Nem nunca mais. Tudo por causa do bullying, que começou há cerca de três meses. No início, os seus colegas na escola espalharam boatos sobre ele. Passado pouco tempo, já lhe tinham dado várias alcunhas. Às vezes, dão-lhe um encontrão para ele deixar cair os livros, e fingem que foi sem querer. Ou, então, quando há um grupo a caminhar atrás dele, alguém o empurra com força e, quando ele se vira, já não consegue saber quem o empurrou. Ontem, a situação piorou. Ameaçaram o Leonardo pela Internet...

O que farias se fosses o Leonardo?

PARA E PENSA!

Não estás num beco sem saída. É possível lidar com o bullying sem recorrer à violência! Tens várias opções.

  •   NÃO REAJAS. A Bíblia diz: “O tolo dá vazão a toda a sua ira, mas o sábio continua calmo e mantém-na sob controlo.” (Provérbios 29:11) Mesmo que tenhas vontade de explodir, tenta manter-te o mais calmo possível. Se fizeres isso, pode ser que a pessoa desista de te provocar.

  • NÃO PAGUES NA MESMA MOEDA. A Bíblia diz: “Não retribuam a ninguém o mal com o mal.” (Romanos 12:17) A vingança só piora as coisas.

  • EVITA O PERIGO. A Bíblia diz: “Quem é prudente vê o perigo e esconde-se.” (Provérbios 22:3) Faz tudo o que estiver ao teu alcance para evitar pessoas que possam causar problemas. Evita também situações que levem ao bullying.

  • DIZ ALGO QUE O AGRESSOR NÃO ESPERE. A Bíblia diz: “Uma resposta branda acalma o furor.” (Provérbios 15:1) Porque não tentas levar as coisas na brincadeira? Por exemplo, se alguém te chamar gordo, podes sorrir e dizer: “Por acaso, estou mesmo a precisar de perder uns quilinhos.”

  • NÃO DIGAS NADA E VAI-TE EMBORA. A Nora, que tem 19 anos, diz: “O silêncio mostra que és sábio e que és mais forte do que o agressor. É uma prova de que, ao contrário dele, tu sabes controlar-te.” — 2 Timóteo 2:24.

  • AUMENTA A TUA AUTOCONFIANÇA. Muitas vezes, quem pratica bullying consegue ver quando alguém tem pouca confiança em si mesmo e é do tipo que não reage. Por outro lado, os agressores costumam desistir quando percebem que não te deixas afetar.

  • CONTA A ALGUÉM O QUE SE PASSA. Uma ex-professora diz: “Eu incentivo quem estiver a sofrer bullying a falar com alguém sobre a situação. É a coisa certa a fazer e pode evitar que outros passem pelo mesmo.”

A autoconfiança pode tornar-te mais forte do que o agressor