Ir para conteúdo

Ir para índice

 APÊNDICE

Quem é o arcanjo Miguel?

Quem é o arcanjo Miguel?

A CRIATURA espiritual identificada como Miguel é mencionada poucas vezes na Bíblia. No entanto, quando é mencionada, está sempre em ação. No livro de Daniel, Miguel guerreia contra anjos maus; na carta de Judas, ele tem uma disputa com Satanás; e, em Apocalipse, guerreia contra o Diabo e os seus demónios. Por defender o governo de Jeová e lutar contra os inimigos de Deus, Miguel faz jus ao significado do seu nome: “Quem É Semelhante a Deus?” Mas quem é Miguel?

Há casos em que as pessoas são conhecidas por mais de um nome. Por exemplo, o patriarca Jacó também é conhecido como Israel, e o apóstolo Pedro, como Simão. (Génesis 49:1, 2; Mateus 10:2) Da mesma forma, a Bíblia indica que Miguel é outro nome de Jesus Cristo, antes e depois da sua vida na Terra. Vejamos algumas razões bíblicas para chegarmos a esta conclusão.

Arcanjo. A Palavra de Deus fala de Miguel, “o arcanjo”. (Judas 9) Esse termo significa “anjo principal”. Note que Miguel é chamado arcanjo. Isso sugere que existe apenas um anjo assim. De facto, a palavra “arcanjo” ocorre na Bíblia apenas no singular, nunca no plural. Além disso, o cargo de arcanjo está relacionado com Jesus. A propósito do ressuscitado Senhor Jesus Cristo, 1 Tessalonicenses 4:16 diz: “O próprio Senhor descerá do céu com uma chamada de comando, com voz de arcanjo.” A voz de Jesus é aqui descrita  como sendo de arcanjo. Portanto, este texto indica que o próprio Jesus é o arcanjo Miguel.

Líder militar. A Bíblia diz que “Miguel e os seus anjos batalharam contra o dragão [...] e os seus anjos”. (Apocalipse 12:7) Isso indica que Miguel é o Líder de um exército de anjos fiéis. Apocalipse também se refere a Jesus como Líder de um exército de anjos fiéis. (Apocalipse 19:14-16) O apóstolo Paulo menciona especificamente o “Senhor Jesus” e “os seus anjos poderosos”. (2 Tessalonicenses 1:7) Portanto, a Bíblia fala tanto de Miguel e “os seus anjos” como de Jesus e “os seus anjos”. (Mateus 13:41; 16:27; 24:31; 1 Pedro 3:22) Visto que a Palavra de Deus não sugere em parte alguma que existem dois exércitos de anjos fiéis no céu – um comandado por Miguel e outro por Jesus –, é lógico concluir que Miguel não é outro senão o próprio Jesus Cristo no seu papel celestial. *

^ par. 1 Para encontrar mais informações que indicam que o nome Miguel se aplica ao Filho de Deus, veja o Volume 2, páginas 828-829, de Estudo Perspicaz das Escrituras, publicado pelas Testemunhas de Jeová.