Ir para conteúdo

Ir para índice

 CAPÍTULO 17

O segredo da felicidade

O segredo da felicidade

Porque é que Jeová é o “Deus feliz”?

TODAS as pessoas gostavam de ser felizes, não achas? — Mas poucas pessoas são realmente felizes. Sabes porquê? — Porque não sabem qual é o segredo da felicidade. Acham que só serão felizes se tiverem muitas coisas. No entanto, quando conseguem essas coisas, a sua felicidade dura pouco tempo.

O Grande Instrutor, porém, contou-nos o segredo: “Há mais felicidade em dar do que em receber.” (Atos 20:35) Então, como é que podemos ser felizes? — Por dar coisas a outros e fazer coisas por eles. Sabias disso? —

Vamos pensar um pouco mais no assunto. Será que Jesus estava a dizer que a pessoa que recebe um presente não fica feliz? — Não, não foi isso o que ele quis dizer. Tu gostas de receber presentes, não gostas? — Todas as  pessoas gostam. Nós ficamos contentes quando recebemos presentes bonitos.

No entanto, o que Jesus disse é que vamos ser ainda mais felizes se dermos algo, quer dizer, se formos generosos. Quem é que achas que é a pessoa que já deu mais coisas do que qualquer outra? — É Jeová Deus.

A Bíblia diz que Deus “dá a todos vida, fôlego e todas as coisas”. Ele dá-nos a chuva e também o sol, para que as plantações produzam alimento para nós. (Atos 14:17; 17:25) Não é de admirar que a Bíblia chame a Jeová “Deus feliz”. (1 Timóteo 1:11) A generosidade de Deus é uma das coisas que o deixa feliz. Quando somos generosos, também nos sentimos felizes.

Em vez de comeres os biscoitos todos sozinho, o que é que te vai deixar mais feliz?

Mas o que é que podemos dar aos outros? O que é que achas? — Se quiseres dar um presente comprado numa loja, vais ter de pagar por ele. Talvez tenhas de juntar o dinheiro de que precisas para comprar o presente.

Mas nem todos os presentes precisam de ser comprados em lojas. Por exemplo, um copo de água fresca num dia quente sabe muito bem. Se deres um “presente” assim a alguém com sede, vais sentir-te feliz.

Imagina que um dia estás a ajudar a tua mãe a fazer alguns biscoitos de que gostas muito. Que delícia! Mas em vez de comeres todos sozinho, vais ficar ainda mais feliz se fizeres o quê? — Isso, se os partilhares com um dos teus amigos. Gostavas de fazer isso um dia destes? —

 O Grande Instrutor e os seus apóstolos sabiam que ser generoso resulta em felicidade. Sabes o que é que eles deram aos outros? — A melhor coisa que existe! Como eles sabiam a verdade sobre Deus, ficaram contentes por falar das boas novas, ou boas notícias, com outros. Ao fazerem isso, não pediram dinheiro a ninguém.

Certo dia, o apóstolo Paulo e o seu amigo, o discípulo Lucas, conheceram uma mulher que também queria sentir a alegria de ser generosa. Eles encontraram-na perto de um rio. Alguém tinha dito a Paulo e Lucas que ali era um local de oração. E era mesmo porque, quando chegaram lá, encontraram algumas mulheres a orar.

Paulo começou a falar com essas mulheres sobre as boas novas a respeito de Jeová Deus e do seu Reino. Uma delas chamava-se Lídia e ela prestou muita atenção. Depois, ela quis fazer algo para mostrar que gostou muito das boas coisas que ouviu. Por isso, Lídia disse a Paulo e Lucas: ‘Se me consideram fiel a Jeová, venham e fiquem hospedados na minha casa.’ Ela insistiu que eles fossem. — Atos 16:13-15.

O que é que Lídia disse a Paulo e Lucas?

Lídia ficou feliz por ter esses servos de Deus na sua casa. Ela amava-os porque eles a ajudaram a aprender sobre Jeová e Jesus, e sobre como viver para sempre. Ela ficou feliz por poder dar a Paulo e Lucas comida e um lugar para descansarem. Lídia ficou feliz por demonstrar generosidade porque fez isso de coração. Devemos lembrar-nos disso. Alguém talvez nos diga que temos de dar um presente. Mas, se não tivermos vontade de fazer isso, não nos vamos sentir felizes por dar o presente.

Porque é que Lídia ficou feliz por receber Paulo e Lucas na sua casa?

Por exemplo, suponhamos que tens alguns rebuçados e estás com vontade de comê-los. Se eu te dissesse que tens de dar um a outra criança, ias ficar contente? — Mas e se fosses tu a ter a ideia  de dar um desses rebuçados a um amigo de quem gostas muito? Ficavas feliz, não ficavas? —

Às vezes, amamos tanto uma pessoa que queremos dar-lhe tudo e não guardar nada para nós próprios. Quanto mais aumentar o nosso amor por Deus, mais vontade vamos ter de fazer isso.

Porque é que esta mulher pobre ficou feliz por dar tudo o que tinha?

O Grande Instrutor conheceu uma mulher pobre que se sentia assim. Ele viu-a no templo em Jerusalém. Tudo o que ela possuía eram duas pequenas moedas. Mas ela colocou essas duas moedas numa caixa como contribuição, ou presente, para o templo. Ninguém a obrigou a fazer isso. A maioria das pessoas ali nem soube o que ela tinha feito. Ela fez isso porque queria e porque realmente amava a Jeová. Ela ficou feliz por poder dar algo. — Lucas 21:1-4.

Há muitas maneiras de sermos generosos. Consegues dizer-me algumas? — Se dermos porque realmente queremos fazer isso, vamos ser felizes. É por isso que o Grande Instrutor nos diz: “Pratiquem o dar.” (Lucas 6:38) Se fizermos isso, vamos deixar outras pessoas felizes. E vamos ser ainda mais felizes!

Vamos ler mais alguns textos que mostram como ser generoso resulta em felicidade: Mateus 6:1-4; Lucas 14:12-14 e 2 Coríntios 9:7.