Ir para conteúdo

Ir para índice

 CAPÍTULO 38

Porque devemos amar Jesus

Porque devemos amar Jesus

IMAGINA que estás num barco que se começa a afundar. Gostavas que alguém te salvasse? — E se a pessoa perdesse a sua própria vida ao fazer isso? — Bem, foi isso o que Jesus Cristo fez. Como aprendemos no Capítulo 37, ele entregou a sua vida como resgate para nos salvar.

É claro que Jesus não nos salva de morrermos afogados. De que é que ele nos salva? Lembras-te? — Do pecado e da morte que herdámos de Adão. Algumas pessoas fizeram coisas muito más, mas Jesus também morreu por elas. Arriscarias a tua vida para tentares salvar esse tipo de pessoas? —

A Bíblia diz: “Dificilmente alguém morreria por um justo; embora, por um homem bom, talvez alguém se atreva a morrer.” Mas a Bíblia explica que Jesus ‘morreu por homens maus’, até mesmo por pessoas que nem servem a Deus! E diz também: ‘Cristo morreu por nós enquanto ainda pecávamos e fazíamos coisas más.’ — Romanos 5:6-8.

Lembras-te de alguém que, antes de ser apóstolo, fez coisas muito más? — Esse apóstolo escreveu: “Cristo Jesus veio ao mundo para salvar pecadores. Destes, eu sou o principal.” O apóstolo que disse isso foi Paulo. Ele disse que tinha sido ‘insensato’ e que tinha feito ‘maldades’. — 1 Timóteo 1:15; Tito 3:3.

Deus realmente demonstrou grande amor ao mandar o seu Filho para morrer por esse tipo de pessoas. O que achas de pegares na tua Bíblia e leres a respeito disso em João, capítulo 3, versículo 16? Diz assim: “Deus amou tanto o mundo [quer dizer, as pessoas na  Terra], que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele exercer fé não seja destruído, mas tenha vida eterna.”

O que é que Jesus sofreu quando deu a sua vida por nós?

Jesus provou que nos ama como o Pai dele nos ama. Talvez te lembres de que, no Capítulo 30 deste livro, lemos sobre algumas coisas que Jesus sofreu na noite em que foi preso. Ele foi levado até à casa do Sumo Sacerdote Caifás, onde foi julgado. Trouxeram testemunhas falsas que disseram mentiras sobre Jesus, e as pessoas deram-lhe murros. Foi nessa ocasião que Pedro disse que não conhecia Jesus. Vamos fazer de conta que estamos lá, a ver o que aconteceu depois disso.

Já é de manhã. Jesus passou a noite toda acordado. O julgamento daquela noite não teve valor, por isso, os sacerdotes reúnem rapidamente o Sinédrio, o maior tribunal dos judeus, para fazer outro julgamento. Eles acusam novamente Jesus de ter cometido crimes contra Deus.

A seguir, os sacerdotes mandam amarrar Jesus e levam-no até Pilatos, o governador romano. Dizem a Pilatos: ‘Jesus é contra o governo. Ele deve ser morto.’ Mas Pilatos percebe que os sacerdotes estão a mentir. Por isso, diz: ‘Não vejo nada de errado neste homem. Vou soltá-lo.’ Só que os sacerdotes e outros começam a gritar: ‘Não! Mate esse homem!’

Mais tarde, Pilatos tenta dizer novamente à multidão que vai soltar Jesus. No entanto, os sacerdotes dizem às pessoas para gritarem: ‘Se libertar este homem, vai mostrar que também é contra o governo! Mate-o!’ A multidão começa a gritar cada vez mais alto. Sabes o que é que Pilatos faz? —

Faz o que eles lhe pedem. Primeiro, manda chicotear Jesus. Depois, entrega-o aos soldados para ser morto. Os soldados colocam uma coroa de espinhos na cabeça de Jesus e começam a rir-se  dele, ajoelhando-se à sua frente. A seguir, obrigam Jesus a carregar um grande poste, ou estaca, até um lugar fora da cidade, chamado Lugar da Caveira. Ali, pregam as mãos e os pés de Jesus na estaca. Depois, erguem-na para que Jesus fique pendurado nela. Ele está a sangrar. A dor é terrível!

No entanto, Jesus não morre logo. Fica algum tempo pendurado na estaca. Os principais sacerdotes riem-se dele. As pessoas que passam por ali dizem: “Se tu és o filho de Deus, desce da estaca!” Mas Jesus sabe porque é que o seu Pai o enviou. Ele precisa de dar a sua vida perfeita para termos a oportunidade de viver para sempre. Finalmente, por volta das três horas da  tarde, Jesus chama o seu Pai em voz alta e morre. — Mateus 26:36–27:50; Marcos 15:1; Lucas 22:39–23:46; João 18:1–19:30.

Que diferença havia entre Jesus e Adão! Adão mostrou que não amava a Deus, porque lhe desobedeceu. E também não mostrou amor por nós. Por causa dele, todos nascemos com pecado. Mas Jesus mostrou amor por Deus e por nós. Ele obedeceu sempre a Deus. E deu a sua vida para acabar com todo o mal que Adão nos causou.

O que podemos fazer para mostrar que amamos Jesus?

E tu? Dás valor a todas as coisas boas que Jesus fez? — Quando oras a Deus, agradeces-Lhe por Ele ter enviado o seu Filho? — O apóstolo Paulo sentia-se muito grato por aquilo que Cristo fez por ele. Paulo escreveu: ‘O Filho de Deus amou-me e entregou-se por mim.’ (Gálatas 2:20) Jesus morreu por ti e também por mim. Ele deu a sua vida perfeita para podermos ter vida eterna! Sem dúvida, esta é uma boa razão para amarmos Jesus.

O apóstolo Paulo escreveu aos cristãos na cidade de Corinto: “O amor do Cristo leva-nos a agir.” Esse amor leva-nos a fazer o quê? O que achas? — Vê a resposta de Paulo: “Cristo morreu por todos a fim de que eles vivessem para ele. Já não devem viver para se agradarem a si mesmos.” — 2 Coríntios 5:14, 15, New Life Version; o itálico é nosso.

 Consegues pensar em alguma maneira de mostrares que vives para agradar a Cristo? — Uma maneira é falares com outros sobre o que aprendeste sobre ele. Ou pensa na seguinte situação: tu estás sozinho e, por isso, o teu pai ou a tua mãe não sabem o que estás a fazer nem nenhuma pessoa te está a ver. Será que vais ver programas de televisão ou coisas na Internet que sabes que não agradam a Jesus? — Lembra-te de que, agora, Jesus está vivo e vê tudo o que fazemos!

Quem é que vê tudo o que fazemos?

Outra razão para amarmos Jesus é que queremos imitar a Jeová. ‘O Pai ama-me’, disse Jesus. Sabes porque é que Ele ama Jesus e porque é que nós também devemos amá-lo? — Porque Jesus estava disposto a morrer para fazer a vontade de Deus. (João 10:17) Portanto, vamos esforçar-nos para obedecer à ordem da Bíblia: “Tornem-se imitadores de Deus, como filhos amados, e continuem a andar em amor, assim como também o Cristo nos amou e se entregou por nós.” — Efésios 5:1, 2.

Vamos ler João 3:35; 15:9, 10 e 1 João 5:11, 12. Estes textos vão ajudar-nos a ser gratos pelo que Jesus fez por nós.