Ir para conteúdo

Ir para índice

 CAPÍTULO 16

O que é realmente importante?

O que é realmente importante?

Que problema é que este homem tinha?

CERTA vez, um homem veio falar com Jesus. Ele sabia que Jesus era muito inteligente, por isso, pediu-lhe: ‘Instrutor, diz ao meu irmão que me dê algumas das coisas que ele tem.’ O homem achava que devia ficar com algumas das coisas do seu irmão.

Se estivesses no lugar de Jesus, o que terias dito? — Jesus percebeu que o homem tinha um problema. No entanto, o problema não era que ele precisasse das coisas do irmão. O problema do homem é que ele não sabia o que era realmente importante na vida.

Para um pouco e pensa nisto. Qual deve ser a coisa mais importante para nós? Será que é ter brinquedos de que gostamos, roupa nova ou coisas desse tipo? — Não, há algo muito mais importante. Era esta a lição que Jesus queria ensinar. Por isso, contou a história sobre um homem que não pensou em Deus. Queres ouvi-la? —

O homem era muito rico. Tinha terras e celeiros, que são grandes depósitos de cereais. As plantações dele estavam a produzir muito bem. Ele já não tinha espaço nos celeiros para guardar tudo o que colhia. O que é que ele devia fazer, então? Bem, ele pensou: ‘Vou derrubar os meus celeiros e construir outros maiores. Depois, vou guardar toda a colheita e todas as minhas coisas boas nesses novos celeiros.’

O homem rico achou que isso era a melhor coisa a fazer. Ele  achava-se muito esperto por guardar tantas coisas. Disse para si mesmo: ‘Agora tenho muitas coisas boas guardadas. Elas vão durar muitos anos. Posso viver descansado. Vou comer, beber e divertir-me.’ Mas havia algo de errado com o modo de pensar daquele homem. Sabes o que era? — Ele só pensava em si e no seu próprio prazer. Ele não pensou em Deus em nenhum momento.

Em que é que este homem rico está a pensar?

Por isso, Deus disse ao homem rico: ‘És mesmo tolo. Tu vais morrer hoje à noite. Então, quem vai ficar com as coisas que guardaste?’ Será que aquele homem rico ia poder usar essas coisas depois de morto? — Claro que não! Outra pessoa ia ficar com elas. Jesus disse: “Isto é o que acontece com o homem que acumula tesouros para si, mas não é rico para com Deus.” — Lucas 12:13-21.

Não queres ser como aquele homem rico, pois não? — O que ele mais queria na vida era conseguir coisas materiais. Esse foi o  erro dele. Ele queria sempre mais. Mas não era “rico para com Deus”.

Muitas pessoas hoje são como aquele homem. Querem sempre mais. E isso pode causar grandes problemas. Por exemplo, tens brinquedos, não tens? — Quais são alguns dos teus brinquedos? Podes dizer-me? — Imagina que um dos teus amigos tem uma bola, uma boneca ou outro brinquedo que tu não tens. Seria correto insistires com os teus pais para te comprarem um brinquedo igual? —

Às vezes, pode parecer muito importante ter certo brinquedo. Mas o que acontece depois de algum tempo? — O brinquedo fica velho, talvez se estrague e, depois, tu já não queres saber dele, não é? Na verdade, tens algo muito mais valioso do que brinquedos. Sabes o que é? —

O que é que tu tens que é mais valioso do que brinquedos?

É a tua vida. A tua vida é muito importante porque, sem ela, não podes fazer nada. Mas a tua vida depende de fazeres o que Deus gosta, não achas? — Por isso, não sejas como aquele homem rico e tolo, que não pensou em Deus.

 Não são apenas as crianças que fazem coisas tolas como aquele homem rico. Muitos adultos também fazem. Alguns querem ter sempre mais. Talvez tenham comida para cada dia, roupa para vestir e um lugar para morar. Mas querem mais. Querem ter muita roupa e casas maiores. Essas coisas custam muito dinheiro. Por isso, trabalham muito para conseguirem muito dinheiro. E quanto mais dinheiro ganham, mais querem.

Alguns adultos ficam tão ocupados a tentarem ganhar dinheiro que deixam de ter tempo para a família e para Deus. Será que o dinheiro pode impedir que as pessoas morram? — Isso mesmo, é claro que não pode. Será que vão poder usar o dinheiro depois de morrerem? — Não, os mortos não podem fazer nada. — Eclesiastes 9:5, 10.

Quer dizer então que é errado ter dinheiro? — Não, não é errado. Podemos usar o dinheiro para comprar comida e roupa. A Bíblia diz que ele serve de proteção. (Eclesiastes 7:12) Mas se amarmos o dinheiro, vamos ter problemas. Vamos agir como aquele homem rico e tolo que guardou tesouros para si mesmo, mas não foi rico para com Deus.

O que significa ser rico para com Deus? — Significa colocar Deus em primeiro lugar na vida. Algumas pessoas dizem que acreditam em Deus e acham que isso é o suficiente. Mas será que são mesmo ricas para com Deus? — Realmente, não. São como o homem rico que não pensou em agradar a Deus.

Jesus quis sempre agradar ao seu Pai celestial. Ele não tentou ganhar muito dinheiro e não tinha muitas coisas materiais. Jesus sabia o que era realmente importante na vida. E tu? Sabes o que é? — É ser rico para com Deus.

O que é que esta menina está a fazer que é realmente importante?

Diz-me uma coisa: “Como podemos ser ricos para com Deus?” — Por fazer o que lhe agrada. Jesus disse: “Faço sempre o que  lhe agrada.” (João 8:29) Deus fica contente quando fazemos as coisas que ele nos manda fazer. Mas diz-me: “Que coisas podes fazer para agradar a Deus?” — Isso mesmo, ler a Bíblia, ir às reuniões cristãs, orar a Deus e ajudar outros a aprender sobre ele. Essas são realmente as coisas mais importantes na vida.

Jesus era rico para com Deus e, por isso, Jeová cuidou dele. Como prémio, ele deu a Jesus a vida eterna. Se formos como Jesus, Jeová também nos vai amar e cuidar de nós. Portanto, vamos tentar ser como Jesus e nunca como o homem rico que não pensou em Deus.

Lê os textos bíblicos a seguir, que mostram o conceito correto sobre as coisas materiais: Provérbios 23:4; 28:20; 1 Timóteo 6:6-10 e Hebreus 13:5.