Salmo 26:1-12

De David. 26  Julga-me, ó Jeová, porque tenho andado na minha integridade;+Tenho confiado em Jeová, sem vacilar.+   Examina-me, ó Jeová, e põe-me à prova;Refina os meus pensamentos mais íntimos* e o meu coração.+   Pois o teu amor leal está sempre diante de mim,E eu ando na tua verdade.+   Não tenho convivência* com homens mentirosos+E evito os que escondem aquilo que são.*   Odeio a companhia dos malfeitores+E recuso-me a andar* com pessoas más.+   Lavarei as mãos na inocênciaE vou marchar ao redor do teu altar, ó Jeová,   Para fazer com que se ouça o som de agradecimentos+E para declarar todos os teus atos maravilhosos.   Jeová, eu amo a casa onde habitas,+O lugar onde a tua glória reside.+   Não me elimines* com os pecadores+Nem me tires a minha vida juntamente com a de homens violentos,* 10  Cujas mãos se ocupam com conduta vergonhosaE cuja mão direita está cheia de suborno. 11  Quanto a mim, andarei na minha integridade. Livra-me* e mostra-me favor. 12  O meu pé está em terreno plano;+Na grande congregação,* louvarei a Jeová.+

Notas de rodapé

Ou: “as minhas emoções mais profundas”. Lit.: “os meus rins”.
Lit.: “me sento”.
Ou: “não me misturo com hipócritas”.
Lit.: “não me sento”.
Ou: “Não elimines a minha alma”.
Ou: “homens culpados de sangue”.
Lit.: “Resgata-me”.
Lit.: “Em assembleias”.

Notas de estudo

Multimédia