Romanos 11:1-36

11  Pergunto, então: Será que Deus rejeitou o seu povo?+ De maneira nenhuma! Pois eu também sou israelita, da descendência* de Abraão, da tribo de Benjamim.  Deus não rejeitou o seu povo, a quem primeiro deu consideração.*+ Não sabem o que diz certa passagem das Escrituras sobre Elias, quando ele clamou perante Deus contra Israel?  “Jeová,* mataram os teus profetas, derrubaram os teus altares, e só fiquei eu, e agora estão a tentar tirar-me a vida.”*+  No entanto, o que é que lhe disse a proclamação divina? “Ainda tenho 7000 homens que não se ajoelharam diante de Baal.”+  Da mesma maneira, também na época atual há um restante,+ segundo uma escolha por meio da bondade imerecida.  Ora, se é por bondade imerecida,+ já não é por meio de obras;+ senão, a bondade imerecida já não seria bondade imerecida.  O que diremos então? Aquilo que Israel tanto procura, não obteve, mas os escolhidos obtiveram.+ Os outros ficaram insensíveis,+  assim como está escrito: “Deus deu-lhes um espírito de sono profundo,+ olhos que não veem e ouvidos que não ouvem, até ao dia de hoje.”+  Também, David diz: “Que a sua mesa se torne um laço, uma armadilha, uma pedra de tropeço e uma retribuição para eles. 10  Que os seus olhos se escureçam para que não consigam ver, e que lhes encurves continuamente as costas.”+ 11  Então, pergunto: Será que eles tropeçaram e caíram definitivamente? Certamente que não! Mas por causa do seu passo em falso há salvação para pessoas das nações, para os incitar ao ciúme.+ 12  Ora, se o seu passo em falso significa riquezas para o mundo, e a sua diminuição significa riquezas para as pessoas das nações,+ quanto mais riquezas significará o pleno número deles! 13  Agora, falo convosco, os que são pessoas das nações. Visto que sou apóstolo para as nações,+ glorifico* o meu ministério+ 14  para ver se de algum modo posso incitar o meu próprio povo* ao ciúme e salvar alguns deles. 15  Pois, se o facto de terem sido rejeitados+ significa reconciliação para o mundo, o que significará o facto de serem aceites, senão vida para os que estavam mortos? 16  Além disso, se a parte da massa considerada como primícias é santa, toda a massa também é santa; e, se a raiz é santa, os ramos também o são. 17  No entanto, se alguns dos ramos foram arrancados, e tu, apesar de seres oliveira brava, foste enxertado entre eles e te tornaste participante da riqueza da raiz da oliveira, 18  não trates os ramos com arrogância.* Se, porém, os tratares com arrogância,*+ lembra-te de que tu não sustentas a raiz, mas a raiz sustenta-te a ti. 19  Dirás, então: “Alguns ramos foram arrancados para que eu fosse enxertado.”+ 20  É verdade! Foram arrancados porque não tiveram fé,+ mas tu estás de pé pela fé.+ Não sejas arrogante, mas tem temor. 21  Pois, se Deus não poupou os ramos naturais, também não te poupará. 22  Portanto, considera a bondade+ e a severidade de Deus. Há severidade para com aqueles que caíram,+ mas para contigo há a bondade de Deus, desde que permaneças na sua bondade; senão, também serás cortado. 23  E eles também, se deixarem de ser pessoas sem fé, serão enxertados,+ pois Deus é capaz de os enxertar novamente. 24  Pois, se foste cortado da oliveira que é brava por natureza e foste enxertado numa oliveira cultivada, o que é contrário à natureza, quanto mais voltarão os ramos naturais a ser enxertados na sua própria oliveira! 25  Pois não quero, irmãos, que desconheçam este segredo sagrado,+ para que não se tornem sábios aos vossos próprios olhos: uma parte de Israel ficou insensível até que entrasse o pleno número de pessoas das nações, 26  e desta maneira todo o Israel+ será salvo. Assim como está escrito: “O libertador* sairá de Sião+ e afastará de Jacó as práticas ímpias. 27  E este é o pacto que farei com eles+ quando lhes tirar os pecados.”+ 28  É verdade que, a respeito das boas novas, eles são inimigos para o vosso benefício; mas, a respeito da escolha de Deus, eles são amados por causa dos seus antepassados.+ 29  Pois as dádivas e a chamada de Deus são coisas das quais ele não se arrepende. 30  Pois, assim como antes vocês eram desobedientes a Deus,+ mas agora foram tratados com misericórdia+ por causa da desobediência deles,+ 31  assim também, agora, eles têm sido desobedientes resultando em misericórdia para vocês, para que agora eles também sejam tratados com misericórdia. 32  Pois Deus tornou-os a todos prisioneiros da desobediência,+ para os tratar a todos com misericórdia.+ 33  Como são profundas as riquezas, a sabedoria e o conhecimento de Deus! Como são insondáveis os seus julgamentos, e impenetráveis os seus caminhos! 34  Pois “quem é que veio a conhecer a mente de Jeová,* ou quem é que se tornou o seu conselheiro”?+ 35  Ou “quem é que primeiro lhe deu algo, para que ele lhe deva retribuir”?+ 36  Porque todas as coisas são dele, e por ele, e para ele. Glória a ele para sempre. Amém.

Notas de rodapé

Lit.: “semente”.
Ou: “primeiro reconheceu”.
Veja o Ap. A5.
Ou: “alma”.
Ou: “exalto”.
Lit.: “a minha carne”.
Ou: “não te gabes à custa dos ramos”.
Ou: “se te gabares à custa deles”.
Ou: “salvador”.
Veja o Ap. A5.

Notas de estudo

Multimédia