Romanos 1:1-32

1  Paulo, escravo de Cristo Jesus e chamado para ser apóstolo, separado para proclamar as boas novas de Deus,+  que ele tinha prometido por meio dos seus profetas nas Escrituras sagradas,  a respeito do seu Filho, que veio da descendência* de David+ segundo a carne,  mas que, com poder, foi declarado Filho de Deus+ segundo o espírito de santidade, através da ressurreição dentre os mortos+ (sim, Jesus Cristo, nosso Senhor,  por intermédio de quem recebemos bondade imerecida e um apostolado,+ para que haja obediência pela fé entre todas as nações+ com respeito ao seu nome,  nações dentre as quais vocês também foram chamados para pertencerem a Jesus Cristo),  a todos os que estão em Roma como amados de Deus, chamados para serem santos: Que tenham bondade imerecida e paz da parte de Deus, nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo.  Em primeiro lugar, por meio de Jesus Cristo, agradeço ao meu Deus por todos vocês, porque se fala da vossa fé no mundo inteiro.  Pois Deus, a quem presto serviço sagrado com o meu espírito, proclamando as boas novas acerca do seu Filho, é minha testemunha de que sempre vos menciono sem cessar nas minhas orações,+ 10  rogando que, se for possível, agora, eu consiga finalmente visitar-vos, se essa for a vontade de Deus. 11  Pois desejo muito ver-vos, para vos transmitir algum dom espiritual a fim de que sejam firmados; 12  ou melhor, para nos encorajarmos mutuamente+ por meio da nossa fé, tanto da vossa como da minha. 13  Mas não quero que fiquem sem saber, irmãos, que muitas vezes quis visitar-vos para conseguir alguns frutos também entre vocês, assim como entre as demais nações; no entanto, fui impedido até agora. 14  Sou devedor tanto a gregos como a estrangeiros,* tanto aos sábios como aos insensatos;* 15  assim, estou ansioso para também vos declarar as boas novas, a vocês que estão em Roma.+ 16  Pois não me envergonho das boas novas.+ São, de facto, o poder de Deus para a salvação de todo aquele que tem fé,+ primeiro para o judeu,+ e também para o grego.+ 17  Pois nelas a justiça* de Deus é revelada pela fé e para a fé,+ assim como está escrito: “Mas o justo viverá pela fé.”+ 18  Pois a ira de Deus+ revela-se desde o céu contra toda a impiedade e injustiça dos homens que suprimem a verdade+ de um modo injusto, 19  porque o que se pode saber sobre Deus é claramente evidente entre eles, visto que Deus lho tornou claro.+ 20  Pois as suas qualidades invisíveis — mesmo o seu poder eterno+ e Divindade+ — são claramente vistas desde a criação do mundo, porque são percebidas por meio das coisas feitas,+ de modo que eles não têm desculpa. 21  Porque, embora conhecessem a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe agradeceram, mas os seus raciocínios tornaram-se fúteis, e o seu coração insensato ficou obscurecido.+ 22  Embora afirmassem ser sábios, tornaram-se tolos 23  e transformaram a glória do Deus imperecível* em algo semelhante à imagem do homem perecível, e de aves, de quadrúpedes e de répteis.*+ 24  Portanto Deus, em harmonia com os desejos do coração deles, entregou-os à impureza, para que desonrassem o seu próprio corpo. 25  Eles trocaram a verdade de Deus pela mentira, e veneraram* e prestaram serviço sagrado à criação em vez de ao Criador, que é louvado para sempre. Amém. 26  É por isso que Deus os entregou à paixão vergonhosa,*+ pois tanto as suas mulheres trocaram o uso natural de si mesmas por outro contrário à natureza,+ 27  como também os homens abandonaram o uso natural da* mulher e ficaram violentamente inflamados de paixão uns pelos outros, homens com homens,+ praticando o que é obsceno e recebendo em si mesmos a plena punição* pelo seu erro.+ 28  Como não quiseram reconhecer a Deus,* Deus entregou-os a um estado mental reprovado, para fazerem coisas que não deviam.+ 29  E eles estavam cheios de todos os tipos de injustiça,+ impiedade, ganância*+ e maldade, cheios de inveja,+ assassinato,+ briga, engano+ e malícia,+ eram bisbilhoteiros,* 30  caluniadores,+ tinham ódio a Deus, eram insolentes, arrogantes, presunçosos, inventores de coisas más,* desobedientes aos pais,+ 31  sem entendimento,+ desleais nos acordos, desnaturados* e sem misericórdia. 32  Embora conheçam muito bem o decreto justo de Deus, de que os que praticam tais coisas merecem a morte,+ não só continuam a fazê-las, mas também aprovam os que as praticam.

Notas de rodapé

Lit.: “semente”.
Ou: “não gregos”. Lit.: “bárbaros”.
Ou: “sem instrução”.
Ou: “imortal”.
Ou: “animais rasteiros”.
Ou: “adoraram”.
Ou: “ao apetite sexual vergonhoso”.
Ou: “as relações naturais com a”.
Ou: “recompensa”.
Ou: “Como rejeitaram o conhecimento exato de Deus”.
Ou: “cobiça”.
Ou: “tagarelas”.
Ou: “que planeiam coisas prejudiciais”.
Ou: “sem afeição natural”.

Notas de estudo

Multimédia