Neemias 8:1-18

8  Então, todo o povo se reuniu de comum acordo na praça em frente ao Portão das Águas,+ e disseram a Esdras,+ o copista,* que trouxesse o livro da Lei de Moisés,+ que Jeová tinha dado a Israel.+  Assim, no primeiro dia do sétimo mês,+ Esdras, o sacerdote, trouxe o livro da Lei perante a congregação,+ composta de homens, de mulheres e de todos os que eram capazes de compreender o que era dito.  E ele leu-o em voz alta+ na praça em frente ao Portão das Águas, desde o amanhecer até ao meio-dia, para os homens, as mulheres e todos os que já eram capazes de compreender; e o povo ouviu atentamente+ a leitura do livro da Lei.  Esdras, o copista,* estava de pé num estrado de madeira feito para a ocasião. Ao lado dele, à sua direita, estavam, de pé, Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias e Maaseias; e, à sua esquerda, estavam Pedaías, Misael, Malquias,+ Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mesulão.  Esdras abriu o livro à vista de todo o povo, pois estava num lugar mais alto do que o povo. Quando ele abriu o livro, todos se levantaram.  Esdras louvou então a Jeová, o verdadeiro Deus, o Grande, e todo o povo respondeu “Amém!* Amém!”+ e levantou as mãos. Curvaram-se então e prostraram-se perante Jeová com o rosto por terra.  E Jesua, Bani, Serebias,+ Jamim, Acube, Sabetai, Hodias, Maasias, Quelita, Azarias, Jozabade,+ Hanã e Pelaías, que eram levitas, explicavam a Lei ao povo,+ que continuava de pé.  E liam em voz alta o livro, a Lei do verdadeiro Deus, explicando-a claramente e dando-lhe o sentido; assim, ajudavam o povo a entender o que estava a ser lido.*+  Neemias, que era o governador* na altura, Esdras,+ o sacerdote e copista,* e os levitas que estavam a instruir o povo, disseram a todos: “O dia de hoje é santo para Jeová, vosso Deus.+ Não lamentem nem chorem.” Pois todo o povo chorava enquanto ouvia as palavras da Lei. 10  Ele disse-lhes: “Vão, comam da melhor comida* e bebam coisas doces, e enviem comida+ aos que não têm nada preparado; pois este dia é santo para o nosso Senhor. Não fiquem tristes, pois a alegria que vem de Jeová é a vossa fortaleza.* 11  E os levitas acalmavam todo o povo, dizendo: “Não chorem, pois este dia é santo; não fiquem tristes.” 12  Portanto, todo o povo se foi embora para comer e beber; também enviaram porções de alimento a outros, e ficaram muito alegres,+ pois entenderam as palavras que lhes tinham sido declaradas.+ 13  E, no segundo dia, os cabeças das casas paternas de todo o povo, bem como os sacerdotes e os levitas, reuniram-se à volta de Esdras, o copista,* para entender melhor as palavras da Lei. 14  Então, encontraram escrito na Lei que Jeová, por meio de Moisés, tinha ordenado que os israelitas morassem em barracas* durante a festividade do sétimo mês,+ 15  e que proclamassem+ e anunciassem o seguinte em todas as suas cidades e em Jerusalém: “Vão à região montanhosa e tragam ramos frondosos de oliveira, de pinheiro, de murta e de palmeira, e também ramos frondosos de outras árvores, para fazer barracas, conforme está escrito.” 16  Seguidamente, o povo foi e trouxe ramos, a fim de fazer barracas para si, cada um no seu próprio terraço, bem como nos seus pátios, nos pátios da casa do verdadeiro Deus,+ na praça do Portão das Águas+ e na praça do Portão de Efraim.+ 17  Deste modo, todos os da congregação que tinham voltado do cativeiro fizeram barracas e foram morar nas barracas. Os israelitas não celebravam assim a festividade desde os dias de Josué,+ filho de Num, até àquele dia, de modo que houve muita alegria.+ 18  E a Lei do verdadeiro Deus foi lida todos os dias,+ desde o primeiro dia até ao último. Eles celebraram a festividade por sete dias, e houve uma assembleia solene no oitavo dia, conforme era exigido.+

Notas de rodapé

Ou: “escriba”.
Ou: “escriba”.
Ou: “Assim seja!”
Ou: “davam entendimento na leitura”.
Ou: “Tirsata”, título persa do governador de uma província.
Ou: “escriba”.
Lit.: “coisas gordurosas”.
Ou: “força”.
Ou: “escriba”.
Ou: “abrigos temporários”.

Notas de estudo

Multimédia