Neemias 6:1-19

6  Assim que Sambalá, Tobias,+ Gesém, o árabe,+ e os nossos outros inimigos foram informados de que eu tinha reconstruído a muralha+ e que já não havia nenhuma brecha nela (embora eu ainda não lhe tivesse colocado as portas nas entradas),+  Sambalá e Gesém mandaram-me imediatamente a seguinte mensagem: “Vem, marquemos encontro num dos vilarejos do vale* de Ono.”+ Na verdade, eles estavam a tramar fazer-me mal.  Portanto, enviei mensageiros para que lhes dissessem: “Estou envolvido numa grande obra e não posso ir. Porque é que a obra havia de ser interrompida enquanto eu me ausento para ir ter convosco?”  Eles enviaram-me a mesma mensagem quatro vezes, e eu dei-lhes sempre a mesma resposta.  Então, Sambalá enviou-me o seu ajudante com a mesma mensagem, pela quinta vez, com uma carta aberta na mão,  na qual estava escrito: “Ouviu-se dizer entre as nações, e Gesém+ também o confirma, que tu e os judeus estão a tramar uma rebelião+ — é por isso que estão a reconstruir a muralha. E, segundo o que se diz, tu serás o rei deles.  Além disso, designaste profetas para proclamarem em toda a cidade de Jerusalém a teu respeito: ‘Há um rei em Judá!’ Ora, estas coisas serão comunicadas ao rei. Portanto, vem para conversarmos sobre o assunto.”  No entanto, eu enviei-lhe a seguinte resposta: “Não aconteceu nada disso que estás a dizer; tudo isso é invenção tua.”*  Pois todos eles tentavam amedrontar-nos, e diziam: “As suas mãos vão cansar-se da obra, e ela não será concluída.”+ Por isso, ó Deus, fortalece as minhas mãos!+ 10  De seguida, fui à casa de Semaías, filho de Delaías, filho de Meetabel, que estava ali confinado. Ele disse: “Marquemos encontro na casa do verdadeiro Deus, dentro do templo, e fechemos as portas do templo, pois virão para te matar. Eles virão de noite com o objetivo de te matar.” 11  Contudo, eu disse: “Será que um homem como eu deve fugir? Será que um homem como eu pode entrar no templo e continuar vivo?+ Não entrarei!” 12  Assim, percebi que Deus não o tinha enviado, mas que Tobias e Sambalá+ o tinham contratado para declarar esta profecia contra mim. 13  Ele tinha sido contratado para me amedrontar e para me fazer pecar. Desse modo, eles teriam um motivo para manchar a minha reputação e humilhar-me. 14  Ó meu Deus, lembra-te de Tobias+ e de Sambalá, bem como das suas ações, e também de Noadias, a profetisa, e dos outros profetas que, vez após vez, tentaram amedrontar-me. 15  A muralha foi concluída em 52 dias, no dia 25 de elul.* 16  Quando os nossos inimigos souberam disso e todas as nações ao redor o viram, sentiram-se muito humilhados*+ e reconheceram que foi com a ajuda do nosso Deus que a obra tinha sido feita. 17  Naqueles dias, os nobres+ de Judá enviavam muitas cartas a Tobias, e Tobias respondia. 18  Havia muitos em Judá que lhe tinham jurado fidelidade, pois ele era genro de Secanias, filho de Ará,+ e Jeoanã, filho de Tobias, tinha-se casado com a filha de Mesulão,+ filho de Berequias. 19  Além disso, falavam-me sempre bem dele e relatavam-lhe o que eu dizia. Então, Tobias enviava cartas para me amedrontar.+

Notas de rodapé

Lit.: “na planície de vale”.
Lit.: “vem do teu coração”.
Veja o Ap. B15.
Ou: “decaíram muito aos seus próprios olhos”.

Notas de estudo

Multimédia