Ezequiel 26:1-21

26  No décimo primeiro ano, no primeiro dia do mês, recebi a seguinte palavra de Jeová:  “Filho do homem, Tiro gozou com Jerusalém, dizendo:+ ‘Ah! A porta dos povos foi deitada abaixo!+ Tudo será meu e eu ficarei rica, agora que ela foi devastada.’  Por isso, assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Estou contra ti, ó Tiro, e levantarei muitas nações contra ti, assim como o mar levanta as suas ondas.  Elas destruirão as muralhas de Tiro e derrubarão as suas torres.+ Rasparei o seu solo e farei dela uma rocha lisa.  Ela irá tornar-se um lugar para secar redes de arrasto no meio do mar.’+ “‘Pois eu mesmo falei’, diz o Soberano Senhor Jeová, ‘e ela irá tornar-se despojo para as nações.  Os seus povoados* no continente serão massacrados com a espada, e as pessoas terão de saber que eu sou Jeová’.  “Pois assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Vou trazer Nabucodonosor,* rei de Babilónia, desde o norte contra Tiro;+ ele é rei de reis,+ com cavalos,+ carros de guerra,+ cavaleiros e um exército de muitos soldados.*  Ele destruirá com a espada os seus povoados no continente, construirá à tua volta um muro de cerco, levantará contra ti uma rampa de ataque e erguerá contra ti um grande escudo.  Golpeará as tuas muralhas com um aríete* e demolirá as tuas torres com machados.* 10  Os seus cavalos serão tantos que a sua poeira irá cobrir-te. O som da cavalaria, das rodas e dos carros de guerra fará tremer as tuas muralhas quando ele entrar pelos teus portões, como homens que invadem uma cidade com as muralhas abertas por brechas. 11  Os cascos dos seus cavalos calcarão todas as tuas ruas;+ ele matará o teu povo com a espada, e as tuas fortes colunas cairão por terra. 12  Eles irão despojar-te dos teus recursos, saquear as tuas mercadorias,+ derrubar as tuas muralhas e demolir as tuas belas casas; então, lançarão na água as tuas pedras, as tuas madeiras e o teu solo.’ 13  “‘Porei fim ao barulho das tuas canções, e nunca mais se ouvirá o som das tuas harpas.+ 14  Vou fazer de ti uma rocha lisa, e irás tornar-te um lugar para secar redes de arrasto.+ Nunca serás reconstruída, pois fui eu, Jeová, que falei’, diz o Soberano Senhor Jeová. 15  “Assim diz o Soberano Senhor Jeová a Tiro: ‘Não tremerão as ilhas+ com o som da tua queda, quando os mortalmente feridos* gemerem e quando houver um massacre no teu meio? 16  Todos os príncipes* do mar descerão dos tronos, tirarão as túnicas* e irão despir-se das vestes bordadas, e serão tomados* de tremor. Eles irão sentar-se no chão, tremer sem parar e olhar espantados para ti.+ 17  E cantarão uma lamentação+ a teu respeito, dizendo-te: “Como ficaste destruída,+ tu que eras habitada por homens dos mares, a cidade louvada;Tu* e os teus habitantes eram poderosos no mar,+E espalhavam terror por todos os habitantes da terra! 18  As ilhas tremerão no dia da tua queda;As ilhas do mar ficarão apavoradas com o teu fim.”’+ 19  “Pois assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Quando eu te devastar, tornando-te igual às cidades desabitadas, quando eu te inundar com as águas turbulentas e fores coberta pelas fortes águas,+ 20  vou levar-te, a ti e aos que descem à cova* contigo, para onde estão as pessoas dos tempos antigos. Vou fazer com que mores no lugar mais profundo,+ como os lugares antigos já devastados, ao lado dos que descem à cova, para que não sejas habitada. Então, vou glorificar* a terra dos vivos. 21  “‘Trarei sobre ti uma calamidade repentina, e deixarás de existir.+ Irão procurar-te, mas nunca mais serás encontrada’, diz o Soberano Senhor Jeová.”

Notas de rodapé

Lit.: “As suas filhas”.
Lit.: “Nabucodorosor”, grafia variante.
Lit.: “povos”.
Ou: “uma máquina de guerra”.
Ou: “espadas”.
Lit.: “os que foram mortos”.
Ou: “maiorais”.
Ou: “túnicas sem mangas”.
Lit.: “vestidos”.
Lit.: “Ela”.
Ou: “sepultura”.
Ou: “ornamentar”.

Notas de estudo

Multimédia