Ezequiel 21:1-32

21  Recebi novamente a palavra de Jeová:  “Filho do homem, vira-te para Jerusalém, faz uma proclamação contra os lugares santos e profetiza contra a terra de Israel.  Diz à terra de Israel: ‘Assim diz Jeová: “Eu estou contra ti; vou puxar a minha espada da bainha+ e eliminar do teu meio tanto os justos como os maus.  Visto que eliminarei do teu meio os justos e os maus, vou puxar a minha espada da bainha contra todos,* do sul ao norte.  Todos terão de saber que eu mesmo, Jeová, puxei a minha espada da bainha. Ela já não voltará mais para lá.”’+  “E tu, filho do homem, suspira enquanto tremes* de medo, sim, suspira amargurado diante deles.+  Se te perguntarem: ‘Porque é que estás a suspirar?’, tu responderás: ‘Por causa de uma notícia.’ Pois ela certamente virá, e todos os corações se derreterão de medo, todas as mãos ficarão caídas, todos os ânimos ficarão abatidos* e de todos os joelhos pingará água.*+ ‘Vejam! Ela certamente virá; ela irá cumprir-se’, diz o Soberano Senhor Jeová.”  Recebi novamente a palavra de Jeová:  “Filho do homem, profetiza o seguinte: ‘Assim diz Jeová: “Diz: ‘Uma espada! Uma espada+ está afiada e polida. 10  Ela está afiada para realizar uma grande matança; está polida para brilhar como um relâmpago.’”’” “Não nos devemos alegrar?” “‘Será que ela* rejeitará o cetro do meu próprio filho,+ como rejeita todas as árvores? 11  “‘Foi dada para ser polida e para ser empunhada. Esta espada está afiada e polida, para ser posta na mão de um executor.+ 12  “‘Clama e lamenta,+ filho do homem, pois ela veio contra o meu povo; ela está contra todos os maiorais de Israel.+ Eles serão vítimas da espada juntamente com o meu povo. Por isso, bate na coxa, de pesar. 13  Pois foi feita uma inspeção,+ e o que acontecerá se a espada rejeitar o cetro? Ele deixará de existir’,+ diz o Soberano Senhor Jeová. 14  “Agora, filho do homem, profetiza, bate as mãos e repete três vezes: ‘Uma espada!’ É a espada que faz vítimas, a espada da grande matança, a espada que os cerca.+ 15  Os seus corações irão derreter-se de medo+ e muitos cairão nos portões das suas cidades; vou causar uma matança com a espada. Sim, ela brilha como um relâmpago e está polida para a matança! 16  Espada afiada, corta à direita! Golpeia à esquerda! Vai para onde quer que a tua lâmina seja direcionada! 17  Eu também baterei as minhas mãos e saciarei o meu furor.+ Fui eu, Jeová, que falei.” 18  E recebi novamente a palavra de Jeová: 19  “Filho do homem, traça dois caminhos para a espada do rei de Babilónia passar. Os dois começarão na mesma terra, e um sinal* deve ser colocado onde a estrada se divide em direção às duas cidades. 20  Deves indicar um caminho para a espada ir contra Rabá+ dos amonitas e outro para ir contra a fortificada cidade de Jerusalém,+ em Judá. 21  Pois o rei de Babilónia para a fim de empregar a adivinhação na bifurcação da estrada, onde os dois caminhos se dividem. Ele sacode as flechas. Consulta os seus ídolos;* examina o fígado. 22  A resposta da adivinhação na sua mão direita aponta para Jerusalém. Ele deve preparar os aríetes, ordenar a matança, dar o grito de guerra, posicionar os aríetes na frente dos portões, levantar uma rampa de ataque e construir um muro de cerco.+ 23  Contudo, ela parecerá uma adivinhação falsa aos olhos daqueles* que lhes tinham feito juramentos.+ No entanto, ele lembra-se da culpa deles e irá capturá-los.+ 24  “Portanto, assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Fizeram com que a vossa própria culpa fosse lembrada ao exporem as vossas transgressões e tornarem evidentes os vossos pecados em todas as vossas ações. Agora que vocês foram lembrados, serão tomados à força.’* 25  “No entanto, o teu dia chegou, perverso maioral de Israel,+ mortalmente ferido. Chegou o tempo da tua punição final. 26  Assim diz o Soberano Senhor Jeová: ‘Remove o turbante e retira a coroa.+ As coisas nunca mais serão como dantes.+ Enaltece o rebaixado+ e rebaixa o enaltecido.+ 27  Uma ruína! Uma ruína! Farei dela uma ruína! E ela não será de ninguém até que chegue aquele que tem o direito legal;+ eu irei dá-lo a ele.’+ 28  “E tu, filho do homem, profetiza o seguinte: ‘Assim diz o Soberano Senhor Jeová a respeito dos amonitas e dos seus insultos.’ Diz: ‘Uma espada! Uma espada está desembainhada para a matança, está polida para devorar e brilhar como um relâmpago. 29  Apesar das visões falsas e adivinhações mentirosas a teu respeito, serás empilhada sobre os que foram mortos,* os homens perversos para os quais chegou o dia, o tempo da sua punição final. 30  Põe a espada de volta na bainha. Irei julgar-te no lugar em que foste criada,* na terra da tua origem. 31  Vou derramar sobre ti a minha indignação. Soprarei sobre ti o fogo da minha fúria e vou entregar-te nas mãos de homens brutais, peritos em causar destruição.+ 32  Irás tornar-te combustível para o fogo;+ o teu próprio sangue será derramado na tua terra, e nunca mais serás lembrada, pois fui eu, Jeová, que falei.’”

Notas de rodapé

Lit.: “toda a carne”.
Ou: “as tuas ancas tremem”.
Lit.: “todo o espírito ficará abatido”.
Isto é, pingará urina devido ao medo.
Isto é, a espada de Jeová.
Lit.: “uma mão”.
Lit.: “os terafins”.
Isto é, dos habitantes de Jerusalém.
Lit.: “pela mão”.
Lit.: “os pescoços dos que foram mortos”.
Ou: “no lugar de onde vieste”.

Notas de estudo

Multimédia