Atos 7:1-60

7  No entanto, o sumo sacerdote perguntou: “Isto é verdade?”  Estêvão respondeu: “Homens, irmãos e pais, escutem! O Deus glorioso apareceu ao nosso antepassado Abraão enquanto ele estava na Mesopotâmia, antes de ir morar para Harã,+  e disse-lhe: ‘Deixa a tua terra e os teus parentes e vai para a terra que te mostrarei.’+  Ele saiu então da terra dos caldeus e foi morar para Harã. E de lá, depois da morte do pai dele,+ Deus fez com que ele se mudasse para esta terra em que vocês moram agora.+  Contudo, não lhe deu qualquer herança nela, não, nem mesmo um espaço para pôr o pé; mas prometeu que lha daria como propriedade e, depois dele, à sua descendência,*+ embora ele ainda não tivesse filhos.  Além disso, Deus disse-lhe que os seus descendentes seriam estrangeiros* numa terra que não era deles, e que o povo iria escravizá-los e afligi-los* durante 400 anos.+  ‘E eu julgarei a nação para a qual eles trabalharão como escravos’,+ disse Deus, ‘e, depois disso, hão de sair e prestar-me serviço sagrado neste lugar’.+  “Deu-lhe também um pacto de circuncisão,+ e ele tornou-se pai de Isaque+ e circuncidou-o no oitavo dia,+ e Isaque tornou-se pai de* Jacó, e Jacó dos 12 patriarcas.*  E os patriarcas ficaram com ciúmes de José+ e venderam-no aos egípcios.+ Mas Deus estava com ele+ 10  e livrou-o de todas as suas aflições, e concedeu-lhe favor e sabedoria diante do Faraó, rei do Egito. E este designou-o para governar o Egito e toda a sua casa.+ 11  Depois houve uma fome em todo o Egito e em Canaã, sim, uma grande aflição, e os nossos antepassados não encontravam nada para comer.+ 12  Porém, Jacó ouviu dizer que havia mantimentos* no Egito e enviou para lá, pela primeira vez, os nossos antepassados.+ 13  Na segunda vez, José contou aos seus irmãos quem ele era, e o Faraó conheceu a família de José.+ 14  Assim, José mandou que fossem buscar o seu pai Jacó e todos os seus parentes,+ um total de 75 pessoas.*+ 15  Então, Jacó desceu ao Egito+ e ali faleceu,+ assim como os nossos antepassados.+ 16  Eles foram levados para Siquém e colocados no túmulo que Abraão tinha comprado aos filhos de Hamor, em Siquém, por uma certa quantia em dinheiro de prata.+ 17  “À medida que se aproximava o tempo para se cumprir a promessa que Deus tinha feito a Abraão, o povo crescia e multiplicava-se no Egito. 18  Entretanto, surgiu outro rei no Egito, que não sabia nada sobre José.+ 19  Ele usou de astúcia contra a nossa raça e maltratou os nossos pais, obrigando-os a abandonar os seus bebés para que eles não sobrevivessem.+ 20  Naquela época, nasceu Moisés e ele era extremamente belo.* Ele foi criado por três meses na casa do seu pai.+ 21  Mas, quando foi abandonado,*+ a filha do Faraó recolheu-o e criou-o como seu próprio filho.+ 22  Assim, Moisés foi instruído em toda a sabedoria dos egípcios. De facto, ele era poderoso em palavras e em ações.+ 23  “Então, quando completou 40 anos, decidiu* visitar* os seus irmãos, os israelitas.+ 24  Ao ver que um egípcio estava a tratar um deles de forma injusta, ele defendeu o oprimido e vingou-o, matando o egípcio. 25  Ele achava que os seus irmãos compreenderiam que Deus estava a dar-lhes salvação pela mão dele, mas eles não compreenderam isso. 26  No dia seguinte, dirigiu-se a eles quando estavam a lutar e tentou reconciliá-los, dizendo: ‘Homens, vocês são irmãos. Porque é que se estão a maltratar um ao outro?’ 27  Todavia, aquele que estava a maltratar o seu próximo empurrou-o, dizendo: ‘Quem é que te designou líder e juiz sobre nós? 28  Será que me queres matar como ontem mataste o egípcio?’ 29  Ao ouvir isto, Moisés fugiu e foi morar como estrangeiro na terra de Midiã, onde teve dois filhos.+ 30  “Depois de se passarem 40 anos, um anjo apareceu-lhe no deserto* do monte Sinai, na chama de um espinheiro que ardia.+ 31  Ao ver aquilo, Moisés ficou maravilhado. Porém, quando se aproximou para observar melhor, ouviu a voz de Jeová:* 32  ‘Eu sou o Deus dos teus antepassados, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó.’+ Moisés começou a tremer e não se atreveu a observar novamente. 33  Jeová* disse-lhe: ‘Tira as sandálias dos pés, pois o lugar que estás a pisar é solo sagrado. 34  Certamente vi a opressão do meu povo, que está no Egito, ouvi o gemido deles+ e desci para libertá-los. Agora, vem: vou enviar-te ao Egito.’ 35  Este mesmo Moisés, que eles rejeitaram, dizendo: ‘Quem é que te designou líder e juiz?’,+ é aquele a quem Deus enviou+ como líder e libertador por meio do anjo que lhe apareceu no espinheiro. 36  Este homem conduziu-os para fora,+ realizando sinais e milagres* no Egito,+ no mar Vermelho+ e no deserto por 40 anos.+ 37  “Este é o Moisés que disse aos filhos de Israel: ‘Deus escolherá para vocês, dentre os vossos irmãos, um profeta semelhante a mim.’+ 38  Ele é aquele que estava junto à congregação no deserto; ele estava com o anjo+ que falou+ com ele no monte Sinai e com os nossos antepassados. Ele recebeu proclamações sagradas, vivas, para nos transmitir.+ 39  Os nossos antepassados recusaram-se a obedecer-lhe, rejeitaram-no+ e, no coração, voltaram para o Egito,+ 40  dizendo a Arão: ‘Faz-nos deuses para irem à nossa frente, pois não sabemos o que aconteceu com este Moisés, que nos tirou da terra do Egito.’+ 41  Assim, naqueles dias, fizeram um bezerro e levaram um sacrifício ao ídolo, e começaram a alegrar-se com as obras das suas próprias mãos.+ 42  Portanto, Deus afastou-se deles e entregou-os para prestarem serviço sagrado ao exército do céu,*+ assim como está escrito no livro dos Profetas: ‘Por acaso, foi a mim que vocês fizeram ofertas e sacrifícios por 40 anos no deserto, ó casa de Israel? 43  Não, vocês ergueram a tenda de Moloque+ e a estrela do deus Refã, as imagens que fizeram para adorar. Por isso, vou deportar-vos para além de Babilónia.’+ 44  “Os nossos antepassados tinham a tenda do Testemunho no deserto, conforme ordenou Aquele que falou com Moisés, dizendo-lhe que a fizesse segundo o modelo que tinha visto.+ 45  E os nossos antepassados receberam-na dos seus pais e trouxeram-na, com Josué, para a terra das nações+ que Deus expulsou da presença dos nossos antepassados.+ Ela permaneceu aqui até aos dias de David. 46  Este obteve favor diante de Deus e pediu para ter o privilégio de providenciar uma casa para o Deus de Jacó.+ 47  Mas foi Salomão quem lhe construiu uma casa.+ 48  Contudo, o Altíssimo não mora em casas feitas por mãos humanas,+ como diz o profeta: 49  ‘“O céu é o meu trono+ e a terra é o apoio para os meus pés.+ Que tipo de casa é que me construirão?”, diz Jeová.* “Onde é que seria o meu lugar de descanso? 50  Não foi a minha mão que fez todas estas coisas?”’+ 51  “Homens obstinados e incircuncisos no coração e nos ouvidos, vocês resistem sempre ao espírito santo. Assim como fizeram os vossos antepassados, vocês também fazem.+ 52  A qual dos profetas é que os vossos antepassados não perseguiram?+ Sim, mataram os que anunciaram antecipadamente a vinda do Justo,+ dos quais vocês se tornaram agora traidores e assassinos,+ 53  vocês, que receberam a Lei conforme transmitida por anjos,+ mas não a guardaram.” 54  Quando ouviram estas coisas, ficaram furiosos* no coração e começaram a ranger os dentes contra ele. 55  Ele, porém, cheio de espírito santo, olhou fixamente para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus de pé à direita de Deus,+ 56  e disse: “Estou a ver o céu aberto, e o Filho do homem+ de pé à direita de Deus.”+ 57  Então, eles clamaram ao máximo da sua voz e puseram as mãos nos ouvidos, e avançaram todos juntos contra ele. 58  Depois de expulsá-lo da cidade, começaram a apedrejá-lo.+ As testemunhas+ deixaram as suas capas aos pés de um jovem chamado Saulo.+ 59  Enquanto apedrejavam Estêvão, este fez o apelo: “Senhor Jesus, recebe o meu espírito.” 60  Depois, ajoelhando-se, clamou com voz forte: “Jeová,* não os condenes por este pecado.”+ E, dizendo isto, adormeceu na morte.

Notas de rodapé

Lit.: “semente”.
Lit.: “a sua semente seria estrangeira”.
Ou: “maltratá-los”.
Ou, possivelmente: “Isaque fez o mesmo com”.
Ou: “chefes de família”.
Ou: “cereais”.
Ou: “almas”.
Ou: “divinamente belo; belo à vista de Deus”.
Ou: “exposto”.
Ou: “veio-lhe ao coração”.
Ou: “inspecionar”.
Veja o Ap. A5.
Veja o Ap. A5.
Ou: “portentos”.
Refere-se a corpos celestes.
Veja o Ap. A5.
Ou: “sentiram-se feridos”.
Veja o Ap. A5.

Notas de estudo

Multimédia